Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Redação do Enem continuará valendo para vestibular da UFPE

Em reunião, Universidade também anunciou novo curso de Medicina

Por da redação 15 jun 2012, 13h51

Em reunião realizada na última quinta-feira (14), a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) decidiu pela continuidade do uso da redação do Enem na composição da nota da segunda fase do Vestibular 2013. Segundo nota divulgada pela assessoria da instituição, a justificativa é "o aperfeiçoamento do processo de correção" anunciado pelo Ministério da Educação (MEC) no fim de abril.

– Alunos e professores protestam no Facebook contra redação do Enem na UFPE

– MEC quer critérios mais objetivos para a correção de redações do Enem

– Estudantes terão acesso à redação corrigida do Enem, mas não poderão recorrer da nota

Antes, um texto era corrigido por dois especialistas e, se houvesse discrepância superior a 300 pontos, passava por apenas um terceiro corretor. Agora, a discrepância máxima entre as notas caiu para 200 pontos na nota total ou 80 pontos em cada uma das competências (são cinco competências ao todo, cada uma valendo 200 pontos). Acima disso, a redação passará para um terceiro corretor e a nota final será a média aritmética simples das notas “mais próximas”. Caso as diferenças entre as notas permaneçam, a prova será submetida a uma banca examinadora composta de três avaliadores, que darão a nota final.

Segundo o reitor Anísio Brasileiro, a decisão não impede que o assunto volte a ser discutido em novas reuniões para as próximas seleções. A nota também informa que a votação "foi motivada pela urgência para cumprir o cronograma proposto para o Vestibular 2013".

Continua após a publicidade

Novos cursos

Também foi aprovado o oferecimento de novos cursos de graduação em Medicina e em Saúde Coletiva, oferecidos respectivamente nos Centros Acadêmicos do Agreste (CAA), em Caruaru, e de Vitória (CAV).

O curso de Medicina de Caruaru ofertará 30 vagas a partir do segundo semestre de 2013. Esse número aumentará gradativamente podendo chegar a 80 vagas em 2016. Enquanto é construída a sede do curso no Campus Agreste, as aulas serão iniciadas em espaço locado e adequado para a graduação, contemplando, entre outras instalações, os laboratórios: Morfofuncional, de Habilidades Clínicas, e de Informática e Comunicação.

O novo curso de Saúde Coletiva será oferecido na modalidade Bacharelado para formação de gestores em Saúde, em especial para atuar na Zona da Mata, região do Estado que apresenta os piores índices sociais. Terá duração de quatro anos, no horário noturno, com práticas e estágios em serviços diurnos. Serão oferecidas 30 vagas no primeiro semestre de 2013.

Vestibular

O período de inscrições será de 11 de setembro a 5 de outubro de 2012. As provas da segunda fase etapa serão aplicadas nos dias 2 e 3 de dezembro de 2012. Como primeira etapa, os candidatos devem realizar as provas do Enem 2012.

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade