Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Reta final: veja como retomar os estudos no segundo semestre

Saiba recuperar o fôlego para os três últimos meses de estudo e garantir a aprovação no Enem e vestibulares

Por Ana Lourenço Atualizado em 16 Maio 2017, 13h40 - Publicado em 15 ago 2016, 17h19

Estudar é treino. Repare nos atletas dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro: são anos e mais anos de dedicação intensa para a execução perfeita dos movimentos na competição. Para o estudante a lógica é a mesma, especialmente com a proximidade do Enem, a menos de três meses de distância. A chegada da reta final não deixa espaço para titubear, afinal, a medalha de ouro aguarda!


Rumo ao ouro no Enem! (Giphy)

Depois do descanso nas férias, é um pouco difícil recuperar o gás do primeiro semestre. Imagine que você vai jogar uma partida de futebol. Antes de entrar em campo, o ideal é fazer um breve aquecimento nos músculos, correndo de lá para cá, alongando os braços e as pernas, tomando água. Considere que esse retorno às aulas é o período de aquecimento: é o tempo para pegar o ritmo e colocar a cabeça de volta à rotina de estudos e exercícios.

>> 22 situações que todo estudante já viveu

Foco no mais importante

Os últimos meses de estudo devem ser direcionados principalmente ao conteúdo que mais cai. “Às vezes, o aluno se prende em conteúdos que são mais pesados, mas aparecem pouco na prova. É muito importante identificar os predominantes das provas e focar os estudos”, diz o diretor do Colégio Pitágoras, Bruno Ramos, de Belo Horizonte. “Por exemplo, Matemática tem, em toda prova do Enem, pelo menos cinco a seis questões sobre porcentagem, que é um conteúdo básico”, explica. Veja a lista do GUIA com os conteúdos que mais aparecem no Enem.

Separando os conteúdos que mais caem, resta apenas a organização correta para manter tudo em dia. Se ainda houver matérias acumuladas do primeiro semestre, não dá mais tempo de rever tudo. Selecione apenas os tópicos mais importantes e os mais básicos, que são chave para entender outros.

>> Organize seus estudos com a técnica do quadro kanban

“Duas condições são importantíssimas nesta fase: entender como a prova funciona, a distribuição das questões, a forma como a banca costuma elaborar os enunciados; e reconhecer quais são os tópicos que mais caem nas provas. A banca do Enem explora determinados temas que são recorrentes em todas as edições”, resume o professor Eduardo Valladares, gerente pedagógico e professor de português do cursinho Descomplica.

Continua após a publicidade

Elimine as dúvidas e revise

A reta final também serve para eliminar definitivamente todas as dúvidas que você tem. Comece pelas que ficaram pendentes do primeiro semestre e repasse depois às que vierem surgindo nas últimas semanas de estudo. O mais importante é não deixar acumular nada, por isso, pergunte sempre ao professor ou pesquise na internet e nos livros as explicações que ainda ficaram faltando.

>> Escrever à mão nos torna mais inteligentes


Chega de acumular dúvidas! (Giphy)

Além de sanar as dúvidas, revisão é palavra de ordem para os últimos meses. “Minha sugestão é reservar agosto e setembro para focar na revisão. Buscar aquele conteúdo importante que ainda não está aprofundado e pegar uma lista com 50 exercícios do tema até se sentir confiante. Também garantir que os principais tópicos de todos os cadernos consigam ser resolvidos”, explica Bruno Ramos.

Fazer revisão envolve também saber fazer resumos. Com os conteúdos mais cobrados em mãos, organize em mapas mentais os principais tópicos, fórmulas e, se possível, liste os erros que você já cometeu em exercícios para não repeti-los novamente. Separe cada resumo por matéria e dê uma olhada, de vez em quando, para deixar o assunto “quente” na cabeça. Confira o cronograma elaborado pelo prof. Eduardo:
 

Cronograma de estudo para a reta final
Estudar duas matérias por dia, separadas por área do conhecimento. Exemplo: Química e Geografia na segunda-feira, Biologia e Português na terça
Separar tempo para ler blogs, reportagens, matérias e artigos de opinião
Reservar algumas horas nos fins de semana para ver filmes
Fazer duas redações por semana e ler correções de redações de outras pessoas (veja no nosso blog de redação)
Refazer provas anteriores durante o fim de semana


Tempo e condicionamento físico

"Em outubro, a principal meta é resgatar as provas anteriores, cronometrando o tempo que se leva para responder cada caderno de questões. Muitas vezes o estudante consegue resolver um conjunto de questões isoladas, mas a performance cai se considerando todas as provas juntas e com tempo marcado”, explica o professor Ramos. Portanto, além de revisar, já é hora de começar a treinar o físico para aguentar as longas horas de prova que aguardam no fim de semana do Enem.

Resolva provas anteriores sentado em uma cadeira não muito confortável, sem nenhuma distração e com o tempo cronometrado de 4h30 para a primeira prova e 5h30 para a segunda, exatamente do mesmo jeito que acontecerá no exame. Simule as mesmas condições, como disponibilidade para ir ao banheiro e a alimentação que fará no dia, para ver se será adequada.

Outro aspecto importante é gerenciar bem as horas de sono. “Costumamos dizer que treinamento intenso deve vir acompanhado de um relaxamento profundo. Por isso, não insista quando a mente pedir descanso. O sono é fundamental para garantir o sucesso na aprendizagem”, garante o professor Valladares.

Continua após a publicidade
Publicidade