Clique e assine GE Play por R$16,90

Sindicato nacional decide pelo fim da greve nas federais

A greve, que começou no dia 17 de maio, chegou a ter a adesão de 57 das 59 universidades federais do país

Por da redação - Atualizado em 16 Maio 2017, 13h50 - Publicado em 17 set 2012, 12h10

O Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino (Andes) informou em nota neste domingo (16) que o comando nacional de greve foi encerrado e que as universidades serão comunicadas sobre o fim da paralisação entre esta segunda (17) e sexta-feira (21).

– Greve chega ao fim em mais de 30 universidades federais

– Ano letivo nas universidades federais deve avançar até o início de 2013 devido à greve

Por determinação do Ministério da Educação, o período da greve deve ser reposto de forma completa. Cada instituição tem autonomia para organizar o calendário de reposição, mas as aulas devem prosseguir até 2013.

No comunicado, o sindicato explicou que a decisão foi tomada “após avaliação criteriosa do quadro de assembleias gerais”. "Foram estabelecidas várias ações para a continuidade da mobilização da categoria no enfrentamento dos ataques à educação pública federal que estão materializados no PL 4368/12", completa.

Continua após a publicidade

Quatro meses de greve

A greve, que começou no dia 17 de maio, chegou a ter a adesão de 57 das 59 universidades federais do país, além de 34 institutos federais de Educação Tecnológica.

Os professores reivindicavam a reestruturação da carreira e melhores condições de infraestrutura nas instituições, além de aumentos salariais.

O governo federal encerrou as negociações com os sindicatos dos docentes e com todas as outras categorias. Os aumentos propostos variam entre 25% e 40% sobre os salários de março, já reajustados, a serem pagos em 2013, 2014 e 2015, na proporção de 50%, 30% e 20%. O reajuste, a partir de março de 2013, será de no mínimo 13%. Isso representa impacto de R$ 4,2 bilhões no orçamento federal.

*Com informações da Agência Brasil

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade