Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Total de brasileiros matriculados em instituições de ensino superior ultrapassa a marca dos 7 milhões em 2012

Censo da Educação Superior revela que cursos tecnológicos foram os que mais cresceram

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h55 - Publicado em 17 set 2013, 19h33

Dados do Censo da Educação Superior divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) nesta terça-feira (17) em Brasília apontam que o total de alunos matriculados na educação superior brasileira ultrapassou a marca de 7 milhões em 2012. O número representa um aumento de 4,4% em relação a 2011. As instituições públicas tiveram um crescimento de 7% nas matrículas. As federais, que representam 57,3% de toda a rede pública de educação superior, registraram crescimento de 5,3% no mesmo período, superando a marca de 1,08 milhão de estudantes. A rede particular, responsável por 73% do total de matrículas, cresceu 3,5%.

“Estamos em um sistema em forte expansão, com mais ingressantes que concluintes”, observou o ministro da Educação, Aloizio Mercadante, durante entrevista coletiva concedida no MEC. “Não é tarefa fácil assegurar qualidade da expansão de acordo com a demanda por vagas. Temos um compromisso no MEC de assegurar a qualidade do ensino superior”, completou. Mercadante lembrou ainda que a edição deste ano do Exame Nacional do Ensino Médio teve 7,1 milhões de inscritos: “Temos um volume equivalente de estudantes no Enem querendo entrar na universidade.”

Públicas e particulares

Os 7.037.688 alunos matriculados em cursos de graduação no Brasil estão distribuídos em 31.866 cursos em 2.416 instituições – 304 públicas e 2.112 particulares. O total de estudantes que ingressaram no ensino superior em 2012 chegou a 2.747.089. O número de concluintes, a 1.050.413. As universidades são responsáveis por mais de 54% das matrículas. As faculdades concentram 28,9%; os centros universitários, 15,4%; as instituições federais de educação tecnológica, 1,6%.

Tecnológicos

O número de matrículas nos cursos tecnológicos cresceu 8,5% e essa modalidade corresponde a 13,5% das matrículas na educação superior. Os de bacharelados e de licenciatura participam com 67,1% e 19,5%, respectivamente. “O segmento que mais cresce em número de matrículas são os cursos tecnológicos”, disse Mercadante. “Isso tem muito a ver com o atual momento do Brasil, com o mercado de trabalho aquecido.”

Continua após a publicidade

Os cursos a distância registraram crescimento de 12,2%, passando a representar mais de 15% do total de matrículas em graduação. Nessa modalidade, a maioria dos matriculados (40,4%) cursa licenciatura. Os que optaram por bacharelados são 32,3% e por tecnólogos, 27,3%.

Cursos mais procurados

O curso de administração foi o mais procurado, com 833.042 (11,9%) matrículas em 2012. Em segundo lugar aparece o curso de direito, com 737.271 (10,5%). Em terceiro, pedagogia, com 602.998 (8,6%). Entre os dez cursos de graduação com maior número de matrículas seguem-se os de ciências contábeis, enfermagem, engenharia civil, serviço social, psicologia, gestão de pessoal e recursos humanos e engenharia da produção. Juntos, eles concentram 48,2% do total.

LEIA TAMBÉM:

– Notícias sobre Enem e Vestibular

Continua após a publicidade
Publicidade