Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Último dia do vestibular da Unesp foca na interpretação de texto e pede redação sobre bajulação

Estudantes consideram prova mais fácil que a do dia anterior e reclamam apenas das questões de inglês

Por ANA PRADO Atualizado em 16 Maio 2017, 13h42 - Publicado em 19 dez 2011, 17h44

“Pura interpretação de texto”. Assim foi definido o segundo dia de vestibular da Unesp pela estudante Marina Crachi, 21, a primeira a terminar a prova realizada hoje na Unip Marquês de São Vicente. A opinião dos que saíram depois dela não foi diferente.

– Segundo dia da 2ª fase do vestibular da Unesp tem questões de Linguagens e Códigos e redação

– Confira a correção completa da primeira prova da 2ª fase da Unesp 2012

– Veja o caderno de provas do primeiro dia da segunda etapa da Unesp


Marina Crachi quer fazer o curso de Física na Unesp e foi a primeira a terminar a prova

Segundo os estudantes ouvidos pelo GUIA DO ESTUDANTE, as 12 questões discursivas de Linguagens e Códigos (que inclui português, literatura e inglês) estavam bem mais fáceis que as do dia anterior e não exigiram grandes conhecimentos de gramática. As três questões de inglês, porém, apresentaram maior dificuldade em comparação com a prova da primeira fase.

Os vestibulandos tiveram ainda que escrever uma redação com o tema “Bajulação – virtude ou defeito?”, tendo como base um texto de Machado de Assis, uma tirinha com um personagem “puxa-saco” e o resultado de uma pesquisa científica sobre os efeitos da bajulação no cérebro de quem recebe o elogio.

A maioria dos estudantes considerou o tema fácil e pouco polêmico. Mas Lucas Pelin, 17, confessa que ficou com receio de ofender os examinadores ao expor sua opinião de que “todo mundo bajula outras pessoas quando é do seu interesse”.

Continua após a publicidade

Publicidade