logo-ge

Unicamp aprova cotas e disponibilizará vagas através do Enem

Mudanças incluem também a criação de um vestibular indígena; medidas passam a valer a partir do vestibular 2019

 (Divulgação/Unicamp)

A Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) aprovou, em reunião do Conselho Universitário (Consu) realizada nesta terça-feira (21), a adoção de cotas raciais no vestibular. A universidade também passará a destinar parte das vagas para seleção por meio do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mas não entrará no Sistema de Seleção Unificada (Sisu). As informações são do Jornal da Unicamp.

Serão 25% das vagas destinadas a candidatos autodeclarados pretos e pardos. Haverá também a criação de um vestibular indígena. As medidas passarão a valer a partir do vestibular 2019.

Outro ponto aprovado trata de mudanças no Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social (PAAIS), que concede bonificação na pontuação de estudantes egressos de escola pública.

Com a mudança, os candidatos que cursaram o ensino fundamental II na rede pública também receberão o benefício, que antes era reservado apenas aos que fizeram o ensino médio.