logo-ge

Veja critérios da Unesp para passar para a segunda fase

A Unesp valoriza a nota do Enem quando ela é maior do que a nota de sua prova da primeira fase

A Universidade Estadual Paulista (Unesp) tem um dos vestibulares com maior número de candidatos do país e, como as outras duas universidades estaduais, fortaleceu suas políticas de inclusão.

Alguns cursos são muito procurados, como é o caso de Medicina, com 312 candidatos por vaga, no único curso oferecido, na cidade de Botucatu. Outros são menos concorridos, como os de geografia, com 1,3 candidatos por vaga na cidade de Ourinhos.

Mas você sabe como são dadas as notas e como é a passagem da prova da primeira fase, que acontece nesta quarta-feira, para a fase das provas escritas, que ocorrerão em 17 e 18 de dezembro? Lembrando que metade das vagas, em todos os cursos da Unesp, é destinada aos egressos de escolas públicas, incluídas nessa parte os autodeclarados pretos, pardos e indígenas.

Segundo informações da assessoria de imprensa da Vunesp, que produz a prova, a Unesp procura dar maiores chances aos candidatos e não adota uma regra padrão para passar do provão da primeira fase para a segunda, como em outros vestibulares. 

Em um curso muito concorrido, mais candidatos passarão do que a proporção nos menos concorridos. Segundo a Vunesp, a média (portanto, para a maioria dos cursos) tem sido de 5 a 6 candidatos por vaga disputando a segunda fase, mas o edital define que “o número total de candidatos selecionados para a segunda fase será igual a até 10 vezes o número de vagas oferecidas”. A aprovação para a segunda fase ocorre apenas com a nota da prova da primeira fase.

Veja agora como se dá a nota final do vestibular da Unesp:

Cálculo da nota, sem Enem – A prova da primeira fase, com 90 questões, vale 100 pontos. Essa nota será somada à da segunda fase, que também vale 100 pontos. A média entre ambas será a nota final.

Com a nota do Enem – A nota do Enem vale 20% da nota final da primeira fase da Unesp, mas o cálculo é feito de forma a favorecer um pouco mais o candidato que tirou nota maior no Enem do que na prova da Unesp. A nota da Unesp é multiplicada  por 4, e a nota do Enem (reduzida da base mil para a base 100) é somada. O total é dividido por 5. Se a nota no Enem foi menor que na primeira fase da Unesp, ela é desconsiderada.

Veja como isso ajuda, com o exemplo de um candidato que tirar 80 no Enem e tirar 60 na Unesp. A conta será 60 x 4 = 240 + 80 = 320. Dividindo 320 por 5 sua nota sobe para 64. Na prova para Medicina, com 312 concorrentes por vaga, isso eliminará muita gente. Essa nota 64 será somada à da segunda fase, para dividir por dois e tirar a nota média final.

Para que a nota do Enem possa ser considerada, a Unesp definiu que ela deverá ser divulgada pelo Inep/MEC até o dia 22 de janeiro de 2018.

Boa sorte!

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Fiquei com uma dúvida, como tirar 80 no ENEM se vale 1000?

    Curtir