Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Vestibular de inverno 2012 da Unesp teve dificuldade média e trouxe assuntos atuais

Segundo professor de cursinho, questões de História apresentaram problemas

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h55 - Publicado em 3 jun 2012, 20h38

Quem tem bons hábitos de leitura levou vantagem na prova do vestibular de inverno 2012 da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Essa é a opinião do professor Célio Tasinafo, diretor pedagógico do cursinho pré-vestibular Oficina do Estudante de Campinas. “Dos três grandes vestibulares de São Paulo [Fuvest, Unicamp e Unesp], este é o que mais valoriza a habilidade de leitura e interpretação dos candidatos e isso ficou bastante evidente hoje, especialmente nas questões da área de Linguagens e Códigos”, explica ele.

– Unesp libera o caderno de prova e o gabarito da 1ª fase do seu vestibular de inverno 2012

Segundo o professor, de maneira geral, a prova teve formato e conteúdos bastante semelhantes aos do ano passado e pode ser considerada de nível médio.

Outra característica forte na prova foi a contextualização dos temas em cada questão. Mesmo perguntas de matemática estavam relacionadas a acontecimentos recentes, como o derramamento de óleo da Bacia de Campos. O código Florestal, a obrigatoriedade do tratamento de viciados em crack e as cantoras Amy Winehouse e Whitney Houston também apareceram na prova.

Continua após a publicidade

– Unesp: Veja as fotos do vestibular de inverno 2012

Problemas
Tasinafo apontou problemas em duas questões de história – a 32 e a 37. “Não podemos dizer que elas estavam erradas, mas dão margem a discussão por conta da generalidade dos enunciados e amplitude dos temas – o que é ruim em uma prova desse tamanho”, explica o professor.

A primeira diz respeito às feiras na Idade Média, referindo-se à sua expansão como se tivesse ocorrido no século 11. Mas, segundo o professor, isso ocorreu mesmo no século seguinte. A outra questão é sobre os interesses por trás do Golpe da Maioridade no Segundo Reinado.

LEIA MAIS:

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade