logo-ge

Ciências Biológicas

O biólogo estuda todas as formas de vida, macroscópica ou microscópica. Ele pesquisa a origem, a evolução, a estrutura e o funcionamento dos organismos

O biólogo estuda todas as formas de vida, macroscópica ou microscópica. Ele pesquisa a origem, a evolução, a estrutura e o funcionamento dos organismos. Analisa as relações entre os diversos seres e entre eles e o meio ambiente. O vasto campo de estudos na graduação permite que, uma vez formado, siga caminhos diversos, conforme seu interesse. Da pesquisa com células-tronco ao trabalho ambiental, a carreira do biólogo é abrangente e promissora, em razão, especialmente, da crescente preocupação com o meio ambiente. A atuação deste profissional é ainda fundamental na descoberta de aplicações de organismos na medicina, no desenvolvimento de medicamentos e na indústria, em áreas de fabricação de bebidas e de alimentos. O licenciado está apto a dar aulas de biologia no Ensino Médio e, no Fundamental, pode atuar como educador ambiental ou docente de ciências. Sua formação também permite desenvolver ações educativas em museus, unidades de conservação, ONGs, empresas e escolas. Nas secretarias de Educação, atua como consultor e elabora novas propostas para o ensino da disciplina. Com pós-graduação, está habilitado a dar aulas no Ensino Superior.

O que você pode fazer

Bioinformática Desenvolver programas de computação para uso em pesquisas genéticas.

Biologia de organismos aquáticos Pesquisar o cultivo, a reprodução e o beneficiamento de animais e organismos no mar ou em água doce.

Biologia molecular Estudar as interações bioquímicas celulares, com foco em genética. Trabalhar com análises e diagnósticos de doenças genéticas ou infecciosas em clínicas e laboratórios.

Controle de pragas e vetores Planejar e aplicar técnicas para controlar a transmissão de doenças entre animais e diminuir o impacto de pragas em lavouras.

Ensino Desenvolver ações educativas em museus e unidades de conservação. Os licenciados podem lecionar em escolas dos ensinos Fundamental e Médio. Os bacharéis, em faculdades.

Genética e biotecnologia Criar, manipular, reproduzir e estudar organismos em laboratório, buscando compreender seus processos fisiológicos e genéticos. Fazer o melhoramento genético de espécies. Pesquisar a utilização de microrganismos na produção de medicamentos e alimentos. Realizar exames para o diagnóstico de doenças genéticas ou a determinação da paternidade, com base na análise de DNA.

Gerenciamento costeiro Administrar o uso do mar e do solo em regiões costeiras, com o objetivo de minimizar o impacto na biodiversidade e preservar a qualidade de vida na região.

Meio ambiente Atuar em órgãos públicos, ONGs, parques e reservas ecológicas, promovendo programas de preservação ambiental, fazendo o levantamento de populações de animais e vegetais, elaborando relatórios de impacto ambiental e recuperando ambientes degradados.

Microbiologia Investigar bactérias, fungos e vírus para a produção de alimentos e remédios.

Zoologia Pesquisar as características dos animais, seus organismos e relações com o ambiente.

Mercado de Trabalho

O campo de atuação do biólogo é amplo, o que aumenta as possibilidades de emprego. Uma das áreas com maior demanda é a ambiental. A preocupação com a sustentabilidade aquece o mercado, e o maior rigor na legislação ambiental aumenta a procura pelo profissional para elaborar relatórios de impacto ambiental. Prefeituras, secretarias e órgãos federais contratam o biólogo, por meio de concurso público. Mas a indústria e outras empresas que lidam com a questão ambiental também precisam do profissional. Outro bom mercado é o da área de genética e biologia molecular. A carência de professores de ciências nos ensinos Médio e Fundamental aquece a procura por licenciados. No Norte e Nordeste, a demanda por docentes é maior.

Curso

O currículo do bacharelado é forte em matemática, estatística e física. Aulas teóricas se alternam a práticas de laboratório e pesquisas de campo. O estágio é obrigatório. Algumas instituições oferecem habilitação ou ênfase em áreas específicas, como a UFRJ (biologia marinha, biologia vegetal, zoologia, ecologia e genética) e a Uerj (meio ambiente e biodiversidade, biotecnologia e saúde). Na licenciatura, o currículo tem ênfase nas áreas básicas, como botânica, genética e ecologia, e em disciplinas ligadas ao conhecimento pedagógico, como psicologia da aprendizagem, didática, metodologia de ensino e pesquisa em educação. O estágio é obrigatório. Algumas escolas exigem a entrega do trabalho de conclusão. Para lecionar no Ensino Superior, é preciso ter uma pós-graduação.

Duração média: 4 anos.

Outros nomes: Biol.; Biol. (ecol.); Biol. (ênf. em ciên. amb.); Biol. (molecular); Ciên. (biol.).

 

A Ufopa oferece o bacharelado interdisciplinar (BI) em Ciências Biológicas e Conservação, em Oriximiná (PA). Após três anos de formação generalista, o estudante pode cursar outro bacharelado em Biologia da Conservação ou em Educação Ambiental, ambos com duração de até dois anos, e receber mais um diploma.