Guia do Estudante

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Bacharelado

Legenda:

Graduação

Graduação Tecnológica

O engenheiro de produção é peça fundamental em indústrias e empresas de quase todos os setores. Ele gerencia os recursos humanos, financeiros e materiais de uma empresa, com o objetivo de aumentar sua produtividade e rentabilidade. Sua formação associa conhecimento de engenharia a técnicas de administração e fundamentos de economia e engenharia, preparando-o para adotar procedimentos e métodos que racionalizam o trabalho, aperfeiçoam técnicas de produção e ordenam as atividades financeiras, logísticas e comerciais de uma organização. Define a melhor forma de integrar mão de obra, equipamentos e matéria-prima, a fim de avançar na qualidade e aumentar a produtividade. Por atuar como elo entre os setores técnicos e administrativos, seu campo de trabalho ultrapassa os limites da indústria. O especialista em economia empresarial, por exemplo, costuma ser contratado por bancos para montar carteiras de investimentos. Este profissional é requisitado, também, por empresas prestadoras de serviços para definir funções e planejar escalas de trabalho. Há diversos cursos que permitem ingressar nesta carreira como tecnólogo.

 

Fique de olho

2016-01-14T20:58:00-03:00

Algumas instituições oferecem o curso voltado para alguma habilitação específica. A mais comum é a mecânica, mas também há cursos direcionados para a agroindústria, construção civil, indústria química, automotiva, elétrica, metalúrgica, gestão ambiental, software, confecção industrial e serviços.

Mercado de trabalho

O perfil multidisciplinar deste profissional, que tem sólida base matemática e é treinado para encarar problemas de maneira global, abre o leque de opções de trabalho. Este engenheiro entende de todo o processo produtivo, e por isso é procurado não apenas pela indústria, mas também por empresas prestadoras de serviço, lojas de varejo, setor de turismo, finanças, telecomunicação e saúde. Estão aquecidas as áreas de produção na indústria de bens de consumo e de logística em empresas de diversos setores. A maioria das vagas está no Sudeste e no Sul. Mas a instalação de indústrias no Ceará e em Pernambuco abre o mercado nordestino. Merece destaque, ainda, o Centro-Oeste e o interior paulista, com a agroindústria.

As melhores escolas

5 estrelas

MG Belo Horizonte UFMG ④. Itajubá Unifei ④. Juiz de Fora UFJF ⑤. PR Curitiba PUCPR ③ $$$$. RJ Niterói UFF ④. Rio de Janeiro PUC-Rio ④ $$$$$, UFRJ ④. RS Porto Alegre UFRGS ⑤. SC Florianópolis UFSC Eng. de Prod. Civil; Eng. de Prod. Elétr.; Eng. de Prod. Mecân. ④. SP Bauru Unesp ③. Guaratinguetá Unesp Eng. de Prod. Mecân. São Carlos UFSCar ④, USP. São Paulo USP.

4 estrelas

CE Fortaleza UFC Eng. de Prod. Mecân. ④, Unifor-CE ③ $$$$. GO Catalão UFG. Goiânia PUC Goiás ③ $$$$. MG Belo Horizonte PUC Minas ④ $$$$. Viçosa UFV ④. MS Dourados UFGD. PB João Pessoa UFPB Eng. de Prod. Mecân.; Engenharia de Produção ④. PE Recife UFPE ③. PR Curitiba FAE ④ $$$$, UFPR ③. Londrina PUCPR ③ $$$$. Maringá UEM Eng. de Prod. (agroind.); Eng. de Prod. (confecção ind.); Eng. de Prod. (constr. civil); Eng. de Prod. (software) ③. Medianeira UTFPR ④. Toledo PUCPR ③ $$$$. RJ Campos dos Goytacazes Uenf. Resende Uerj ②. Rio das Ostras UFF ⑤. Rio de Janeiro Cefet-RJ ③, Uerj ③. Volta Redonda UFF. RS Bento Gonçalves UCS ③ $$$$$. Caxias do Sul UCS ④ $$$$$. Porto Alegre PUCRS ④ $$$$$. São Leopoldo Unisinos ④ $$$$. SC Joinville Udesc Eng. de Prod. e Sist. ④, Unisociesc ③ $$$$. SP Limeira Unicamp. Santa Bárbara d’Oeste Unimep ③ $$$$. Santos Unisanta $$$$. São Bernardo do Campo Centro Universitário da FEI ③ $$$$$. São Caetano do Sul Mauá ③ $$$$$. São Paulo Mackenzie ④ $$$$$, PUC-SP n/i. Sorocaba UFSCar ④. Taubaté Unitau Eng. de Prod. Mecân. ③ $$$$.

3 estrelas

AL Maceió Cesmac ② n/i. AM Manaus UEA ③, Ufam ③, UniNilton Lins ② $$$, Uninorte-AM n/i. BA Ilhéus Uesc. Juazeiro Univasf-BA ③. Salvador Estácio FIB ② n/i, Unifacs ③ n/i, Unijorge ③ $$$$. DF Brasília Estácio Brasília $$$. ES Cariacica Ifes. São Mateus Ufes ④. Vila Velha UVV ③ $$$$. Vitória Faesa ④ $$$$, Ufes ④. MA São Luís Uema. MG Belo Horizonte Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix $$$$, Feamig ③ $$$$. Betim PUC Minas $$$$. Coronel Fabriciano Unileste ③ $$$. Guaxupé Unifeg Eng. de Prod. e Qualid. ③ $$$$. Itajubá Fepi $$$. Itaúna Universidade de Itaúna ③ $$$$. João Monlevade Ufop. Montes Claros Fasa ③ n/i. Ouro Preto Ufop ④. Uberlândia Fac. Pitágoras de Uberlândia ④ n/i, Uniube ② $$$. Varginha Unis n/i. MT Barra do Bugres Unemat Eng. de Prod. Agroind. ②. PA Belém Cesupa ③ n/i, Unama ③ n/i. PB Campina Grande UFCG ③. PE Recife FBV/Devry ③ n/i. PR Campo Mourão Unespar Eng. de Prod. Agroind. ③. RJ Barra Mansa UBM ③ $$$. Campos dos Goytacazes Universidade Candido Mendes $$$. Itaperuna FacRedentor $$$. Nova Iguaçu Cefet-RJ ③. Petrópolis UCP-RJ $$$$. Rio de Janeiro UVA-RJ ④ $$$$. Teresópolis Unifeso $$$$. RN Natal UFRN ④. RS Bagé Unipampa. Canoas Ulbra n/i. Carazinho UPF Eng. de Prod. Mecân. ③ $$$$. Lajeado Univates ④ $$. Novo Hamburgo Feevale $$. Porto Alegre IPA ③ $$$$. Santa Cruz do Sul Unisc ③ $$$$. Santa Maria UFSM. Taquara Faccat-RS ③ n/i. Três de Maio Setrem $$$. SC Blumenau Furb ② $$$. Brusque Unifebe $$$. Canoinhas UnC $$$$. Chapecó UCEFF Faculdades $$$. Florianópolis Fac. Sociesc-Florianópolis $$$. Jaraguá do Sul Católica SC ③ n/i. Joinville Univille $$$. Lages Uniplac $$$. Orleans Unibave $$$. Palhoça Unisul ③ $$$$. SE Aracaju Fanese ④ n/i. São Cristóvão UFS ④. SP Araras FHO-Uniararas $$$$. Barretos Unifeb $$$. Campo Limpo Paulista Faccamp $$$. Franca Unifran ③ $$$$. Limeira Einstein $$$$. Marília Univem $$$$. Santo André FSA-SP Eng. de Prod. (ênf. em serv.) ③ $$$$. Santos Universidade Católica de Santos ③ $$$$. São Carlos Unicep ③ n/i. São João da Boa Vista Unifae $$$$. São Paulo Uninove Eng. de Prod. Mecân. ④ n/i, Universidade Anhembi Morumbi ④ $$$$, USJT ③ $$$$. ___________________________________________________________ *CPC (MEC) | ① ② ③ ④ ⑤ **MENSALIDADE | ($) até R$ 400,00 ($$) de R$ 400,01 a R$ 700,00 ($$$) de R$ 700,01 a R$ 1.000,00 ($$$$) de R$ 1.000,01 a R$ 1.500,00 ($$$$$) acima de R$ 1.500,01 (n/i) valor não informado | ausência de mensalidade: curso gratuito

Curso

O curso se inicia com as disciplinas básicas das engenharias. As matérias específicas incluem gestão de investimentos e organização do trabalho. Nos anos finais, acrescentam-se as aulas de disciplinas de sociais Aplicadas, como administração e economia, e o aluno começa o estudo de matérias próprias da habilitação escolhida. Para se diplomar é preciso fazer estágio e apresentar uma monografia.

Duração média: 5 anos.

Outro nome: Eng. Ind.

GESTÃO DA PRODUÇÃO INDUSTRIAL

Este tecnólogo tem formação equivalente à do engenheiro de produção e é um especialista em processos de fabricação. No chão de fábrica, serve de intermediário entre os operários e o engenheiro. Mas conhece as particularidades de todas as etapas do processo produtivo, sistemas automatizados e softwares usados em atividades financeiras, de vendas e controle de estoques. Cuida da logística de movimentação do produto na indústria, supervisiona a seleção e o tratamento das matérias-primas, controla a qualidade de processos e ocupa-se da expedição final. Indústrias de pequeno e grande porte que integram a cadeia produtiva do segmento metal-mecânico, automotivo e do petróleo costumam empregar o tecnólogo para as áreas de qualidade, manutenção, processos, produtos e operações. Mas, como o engenheiro, os conhecimentos adquiridos no curso tornam o profissional atraente no setor de serviços também. Na parte curricular, o curso é carregado nas disciplinas das Ciências Exatas. Dentre as específicas constam planejamento e controle da produção, administração industrial, orçamentos e custos, logística e controle da qualidade. O currículo traz, ainda, matérias da área das engenharias, como termodinâmica, refrigeração e materiais metálicos e polímeros. Os processos de fabricação, o funcionamento das linhas de produção automatizadas e os softwares para comandar as diversas etapas de trabalho na empresa são conhecidos nas aulas práticas. A formação requer um estágio de seis meses. As escolas também costumam pedir um trabalho de conclusão de curso.

Duração média: 3 anos.

Outro nome: Prod. Ind.

GESTÃO DA QUALIDADE

O tecnólogo com esta formação acompanha os processos de produção industrial, a rotina de trabalho e a prestação de serviços em empresas de diversos setores, com foco específico na busca de maior qualidade e produtividade. Trabalha tanto em fábricas quanto em estabelecimentos comerciais, instituições financeiras e empresas prestadoras de serviços, para garantir que sejam cumpridos padrões de normalização e metrologia internacionais. Pode especializar-se em auditorias para órgãos internacionais que emitem as certificações de qualidade, trabalhar em laboratórios de metrologia ou voltar-se para a área de recursos humanos. Certificados de qualidade, como os certificados ISO, garantem a demanda por este profissional no mercado. As áreas de ambiente e auditoria são as mais promissoras. Preste atenção na proposta do curso e em sua grade curricular antes de se inscrever para o processo seletivo. Algumas instituições enfatizam a qualidade na prestação de serviços; outras, a formação industrial. Administração, informática e matemática aplicada somam-se às disciplinas mais técnicas, como metrologia e normalização. Algumas escolas exigem estágio e um trabalho de conclusão de curso.

Atenção: o Senai Cimatec, em Salvador (BA), oferece o curso de Inspeção de Equipamentos e de Soldagem.

Duração média: 2 anos.

Outro nome: Inspeção de Equipamentos e de Soldagem.

O que você pode fazer

Desenvolvimento organizacional

Analisar e definir a estrutura de uma empresa.

Economia empresarial

Gerenciar a vida financeira de uma empresa, lidando com custos e aplicação de recursos.

Engenharia do trabalho

Administrar a mão de obra para a produção de bens ou a prestação de serviços, avaliando custos, prazos e instalações para possibilitar a execução do trabalho.

Planejamento e controle

Implantar e administrar processos de produção, da seleção de matérias-primas à saída do produto. Estabelecer e fiscalizar padrões de qualidade. Gerenciar operações logísticas, como armazenagem e distribuição.

Produção agroindustrial

Atuar na produção agrícola, processamento industrial, comercialização e distribuição de produtos.

Simulação de processos

Antecipar problemas e encontrar soluções, com o uso de ferramentas de TI.

Compartilhe