logo-ge

Veja exemplos de redações corrigidas da Unicamp

Candidato deve tomar cuidado para não fugir do gênero proposto

Todo ano, os professores da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) comentam as provas do vestibular. O objetivo é mostrar aos alunos exemplos do que é certo e do que é considerado errado na redação. Fugir do tema proposto e fazer um gênero diferente do exigido são motivos que podem levar um texto a anulação. A prova da primeira fase acontece no próximo domingo, 11 de novembro, às 13h.

– Aprenda a fazer uma redação dissertativa-argumentativa passo a passo

– Análise da redação “Quem quer ser um cientista” – proposta do vestibular 2012 da Unicamp

– Veja os comentários dos professores da Unicamp na íntegra

– Fique por dentro do que rola no mundo e no Brasil com o Blog Atualidades do GE

A Unicamp cobrará do estudante, este ano, apenas dois textos, diferente do vestibular 2012, em que eram exigidos três. Confira uma das propostas de redação abordada no ano passado e alguns textos corrigidos:

Proposta de redação

 

Exemplo de redação acima da média

Comentário dos professores: Nesse texto, a situação é bem caracterizada desde as primeiras linhas. Além de ficar claro que seu autor é um representante dos alunos que se dirige aos pais, professores e à direção da escola, o evento também é imediatamente identificado. O texto também ganha em qualidade por abordar de maneira clara os dois lados do problema, pois reconhece que a atitude dos alunos exigia uma medida corretiva, mas discorda da que foi adotada. A partir daí, todo o seu desenvolvimento será no sentido de afirmar as liberdades individuais e a necessidade de exercê-las adequadamente, atribuindo à escola o papel de educar seus alunos para isso. O texto não se limita, assim, a protestar contra a punição, mas afirma sua pouca eficácia e propõe alternativas a ela, o que torna mais convincente a convocação que faz a toda a comunidade no sentido de buscar uma solução que leve em consideração o ponto de vista de todos os seus membros.

Exemplo de redação abaixo da média

Comentário dos professores: O texto não identifica o evento que levou a direção da escola a monitorar o que seus alunos postam nas redes sociais. Essa deficiência é agravada porque, em lugar de se posicionar como aluno de uma escola que pratica esse monitoramento, o autor parece falar em nome de um grupo maior (que, no entanto, não é explicitado), pois seu protesto é contra o fato de “algumas escolas” estarem punindo seus alunos pelo que publicam nas redes. O desinteresse que ele demonstra pela escola (“além de nos privarmos de muita coisa em horário de aula”) não o habilita, contudo, a falar em nome desse grupo. Por fim, embora haja uma precária caracterização do texto como manifesto, não fica claro a quem esse manifesto se dirige, pois a convocação expressa no último parágrafo se utiliza apenas do tratamento genérico de “senhores”, sem especificar quem seriam essas pessoas.

Exemplo de redação anulada

Comentário dos professores: O primeiro problema que se constata nesse texto é a falta de referência ao evento que levou a escola a monitorar a participação dos alunos nas redes sociais. Embora o autor até utilize a palavra monitoramento, não especifica do que se trata, mas apenas sugere ser algo que os alunos praticam fora da escola, o que não chega a ser suficiente para caracterizar o acontecimento. A mesma falta de clareza se nota em relação aos interlocutores a quem o texto é endereçado. Apesar de o texto se iniciar com a locução “prezados senhores”, não fica claro quem são esses senhores. Além disso, ao terminar com um “atenciosamente”, tem-se a impressão de que o candidato produziu uma carta e não um manifesto (embora não se possa dizer com certeza a quem tal carta foi endereçada). Essa deficiência na caracterização do gênero é reforçada pela falta de um apelo à comunidade escolar para que apoie os pontos de vista dos alunos.

LEIA MAIS

– Notícias de vestibular e Enem