logo-ge

Bolsas do CNPq estão garantidas até o final deste ano

O ministro da Ciência voltou a comentar sobre a fusão do CNPq com a Capes

O governo liberou mais R$ 250 milhões para complementar o pagamento das bolsas do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) até dezembro deste ano. Quem confirmou a informação foi o ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes. 

Segundo o MCTIC o problema orçamentário não voltará a se repetir no ano que vem, e a falta de verba para pagamento das bolsas deste ano foi herança do governo anterior, de Michel Temer. O ministro afirmou que o dinheiro previsto para o CNPq este ano era suficiente só até agosto.

Marcos Pontes enfatizou a importância do órgão e das bolsas pagas aos pesquisadores, que muitas vezes se dedicam exclusivamente à ciência: “Confesso que fiquei muitas noites sem dormir. Assim como eu imagino que muitos bolsistas também. Você depende daquele recurso para continuar sua pesquisa e para sobreviver”.

Fusão CNPq e Capes

O ministro da Ciência também aproveitou a ocasião para comentar os rumores de fusão do CPNq com a Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior), ligada ao Ministério da Educação. Segundo Pontes, o MCTIC já recebeu a proposta do MEC, mas é contra a união dos dois órgãos por entender que eles têm funções diferentes. “É possível a convivência, como já tem sido, das duas agências, cada uma com sua tarefa e um trabalho administrativo de gestão para reduzir os custos”.