Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

“Jogos Vorazes”: três críticas sociais levantadas pela saga

Filmes e livros voltaram aos holofotes com o lançamento de “Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes”. Veja como usar a saga nos vestibulares!

Por Ludimila Ferreira
Atualizado em 8 dez 2023, 15h17 - Publicado em 8 dez 2023, 14h35

Existe uma razão para os vestibulares como a Fuvest, a Unesp e o próprio Enem exigirem o uso de um repertório sociocultural na redação. Ele demonstra que o estudante está ligado aos acontecimentos ao seu redor e que é capaz de pensar de maneira crítica sobre suas experiências de vida, usando referências em argumentos na sua redação. E tem mais: quem acha que só vale usar como repertório filmes premiados, livros clássicos ou frases de pensadores está enganado! Tem muito candidato garantindo a nota mil citando série da Netflix e outras referências pop. Neste texto, te ensinamos como fazer isso com “Jogos Vorazes, uma das sagas do momento.

+ Estudante garante nota 1000 na redação do Enem citando “Anne with an E”

O universo de Jogos Vorazes

Baseada nos livros de Suzanne Collins, a saga voltou às telas em 2023, com a adaptação do último livro “Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes” (2021). Nele, os acontecimentos se passam 64 anos antes da história original. Mas para entender o universo de Jogos Vorazes, é preciso voltar ao primeiro livro, publicado em 2012 pela Editora Rocco.

A história se passa em um futuro distópico, onde a nação totalitarista de Panem é dividida entre 12 distritos e sua Capital. Cada distrito é responsável pelo desenvolvimento de um único recurso e tudo que se produz é distribuído apenas para a população da Capital. Todo ano, dois jovens de cada distrito, um menino e uma menina entre 12 e 18 anos, são sorteados para participar dos Jogos Vorazes. O evento é visto como entretenimento para a Capital, e televisionado do início ao fim para toda Panem.

Os Jogos Vorazes nasceram da necessidade que a Capital sentiu de retaliar os distritos após revoltas de rebeldes, que aconteceram décadas antes. Os 24 tributos são forçados a lutar uns contra os outros até a morte e apenas um pode sair vitorioso da arena. Quando Prim é selecionada para ir para a arena dos jogos, sua irmã, Katniss Everdeen (interpretada no filme por Jennifer Lawrence), se voluntaria para ir no seu lugar ao lado do tributo masculino, Peeta Melark (Josh Hutcherson).

Continua após a publicidade

A nação de Panem é governada por um único presidente, Coriolanus Snow (Tom Blyth/Donald Sutherland), há pelo menos 60 anos. Ainda na universidade, ele idealizou os jogos como foram transmitidos na edição protagonizada por Katniss e Peeta. As tentativas de sobrevivência de Katniss são vistas como um desafio por Snow e uma inspiração para os habitantes do distritos que agora vão tentar se rebelar mais uma vez contra a forma de vida precária que levam por causa da Capital.

+ Como era a vida social inglesa na época de Bridgerton?

As críticas sociais da saga – e como usar na redação

Os temas das redações dos vestibulares costumam pautar questões sociais, políticas, culturais ou tecnológicas que impactam a vida das pessoas. Acredite ou não, a saga Jogos Vorazes aborda um pouco de tudo isso. O GUIA DO ESTUDANTE elencou três questões sociais tratadas em Jogos Vorazes que podem servir de repertório na sua próxima redação.

Totalitarismo

Presidente Snow sentado na Capital.
(Paris Filmes/Divulgação)

Os regimes totalitários se baseiam no controle total da vida pública e privada, tendo como figura de poder um líder que centraliza as diversas figuras de poder e atuação do Estado em si mesmo, além de investir em forte propaganda pessoal. Um dos maiores exemplos de regime totalitário na história foi o nazismo, com Adolf Hitler.

Na saga de Jogos Vorazes, temos o exemplo de líder totalitário em Snow, que comanda a Capital e os 12 distritos de Panem. Como presidente, ele também comanda a mídia, que é focada na propaganda política do presidente como o grande salvador de Panem e a responsável por transmitir os jogos para todos os distritos.

Embora os acontecimentos em “A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes” se passem décadas antes do primeiro filme da saga, a nação de Panem já era um Estado totalitário. Neste filme, tomamos conhecimento de que os Jogos Vorazes existem há dez anos e vamos acompanhar a 10ª edição. A presidente da época deseja que o formato mude, já que a transmissão tem perdido audiência. Snow, que nesse momento da saga ainda é um estudante que concorre a uma vaga na universidade da Capital, tem a ideia de transformar os tributos em “astros”. Isso faz com que os Jogos Vorazes, além de uma punição, se transforme em uma espécie de reality show, com a espetacularização do sofrimento dos habitantes dos distritos de Panem.

Graças à vitória de Lucy Gray, que foi mentorada por Snow na edição 10 dos jogos, as ideias que ele trouxe são implantadas definitivamente na 11ª edição. Uma dessas ideias foi a Turnê dos Vitoriosos, que faz com que o tributo vencedor tenha que viajar os 12 distritos em 12 dias para celebrar sua vitória – e encarar as famílias dos tributos que teve que matar durante os jogos.

Continua após a publicidade

Além disso, o papel do estado totalitário é controlar a subversão pela guarda policial, na saga, representados pelo Pacificadores.

+ Por que Hitler odiava os judeus

Crimes de guerra

Katniss em um hospital no Distrito 8
(Paris Filmes/Divulgação)

Em “A Esperança”, terceiro e quarto filmes da saga, os personagens estão lutando pela liberdade do povo desse regime totalitário, com Katniss como o rosto da rebelião. Em uma das cenas, porém, eles são retaliados com o bombardeio de um hospital onde haviam apenas mulheres e crianças desarmadas. Aqui, é possível traçar um paralelo com a sociedade contemporânea e conflitos que acontecem hoje – em outubro deste ano, por exemplo, um hospital em Gaza foi bombardeado matando centenas de pessoas, no contexto da guerra Israel-Palestina.

Continua após a publicidade

+ Por que Israel e Palestina vivem em guerra.

Crimes de guerra, além de ataques a civis, se caracterizam por torturas, experiências biológicas, destruição de bens sem necessidade militar, tomada de reféns, atentar contra a dignidade humana, entre outros. Em Jogos Vorazes, mais especificamente durante as duas partes do filme “A Esperança”, descobrimos que Peeta foi sequestrado pela Capital e torturado em uma possível experiência biológica.

Além disso, Snow não cometia crimes de guerra apenas contra seus tributos. Ainda no primeiro filme da saga, vemos que uma das maneiras favoritas do presidente matar quem ele considera inimigo é por meio de envenenamento – como na morte de Seneca Crane, no final de “Jogos Vorazes”.

Os crimes de guerra acontecem durante toda a saga e podem ser abordados de diversas outras perspectivas, como o próprio tratamento da Capital contra os distritos, atentando contra a dignidade humana por meio de tratamentos desumanos. Em determinado ponto no primeiro filme, o Distrito 12 também é invadido e os bens da população são destruídos sem necessidade militar.

Continua após a publicidade

Tradição oral

Lucy Gray cantando no Distrito 12
(Paris Filmes/Divulgação)

A tradição oral se caracteriza pelo testemunho e história transmitidos oralmente de geração para geração em uma sociedade. Na primeira parte do filme “A Esperança”, somos apresentados a uma música que é conhecida em todos os distritos, mas principalmente no Distrito 12. “Árvore Forca” fala sobre a árvore onde a população considerada criminosa era levada para ser executada.

No último filme da saga lançado em 2023, “A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes”, descobrimos que essa foi uma música escrita e performada por Lucy Gray (Rachel Zegler), uma das vencedoras dos jogos, residente do Distrito 12. A menina, que vinha de uma família de viajantes, foi mentorada de Snow e chegou a cultivar um breve relacionamento com ele enquanto ele ainda era um estudante. Porém, Lucy foge e desaparece para sempre após alguns meses da sua vitória, deixando apenas a música viva em seu distrito.

A história oral é parte integrante das culturas dominadas. A canção, além de um entretenimento para a época de “A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes”, pode também ser entendida como uma maneira de transmitir mensagens ocultas ou criticar o modelo de governo. Em “Árvore Forca” é narrada a história de um enforcado que foi acusado de assassinar três pessoas, agora ele chama por sua amada para que ela o visite na árvore. Lucy vivenciou essa história em seu distrito e a passou adiante através da sua canção. 

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

Do lado de cá das telas, encontramos exemplos de como a tradição oral preservou histórias e serviu como forma de protesto em contextos ditatoriais. Assim como ocorre em Jogos Vorazes, a música também serviu de voz para os perseguidos durante a durante Ditadura Militar no Brasil.

Entre no canal do GUIA no WhatsApp e receba conteúdos de estudo, redação e atualidades no seu celular!

Compartilhe essa matéria via:

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso GUIA DO ESTUDANTE ENEM e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país.

Publicidade
“Jogos Vorazes”: três críticas sociais levantadas pela saga
Atualidades
“Jogos Vorazes”: três críticas sociais levantadas pela saga
Filmes e livros voltaram aos holofotes com o lançamento de “Jogos Vorazes: A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes”. Veja como usar a saga nos vestibulares!

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

DIGITAL
DIGITAL

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

A partir de R$ 9,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.