Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

O que é o Dia de Ação de Graças e por que não comemoramos no Brasil?

O feriado é o mais importante dos Estados Unidos, mas por aqui não possui muitos adeptos além de instituições e famílias de origem americana

Por Luccas Diaz Atualizado em 25 nov 2020, 18h48 - Publicado em 26 nov 2020, 06h00

O Dia de Ação de Graças é um dos feriados mais importantes dos Estados Unidos. Por lá, a comemoração, que acontece na última quinta-feira de novembro, supera até mesmo o Natal e o Ano Novo. Aqui no Brasil, a data não é muito popular e a celebração dos norte-americanos pode soar um pouco confusa para os brasileiros. O que, afinal, se comemora no Dia de Ação de Graças, ou Thanksgiving? E por que não é celebrado da mesma forma no Brasil?

Dar graças…?

Na última década, se popularizou no Brasil a Black Friday, dia em que o varejo promove descontos e promoções para queimar os estoques antes das vendas de Natal. O que muita gente não sabe é que a data por aqui acaba ofuscando outra celebração impactante que também tem sua origem nos Estados Unidos e acontece no dia anterior. O Dia de Ação de Graças é feriado tanto para os EUA quanto para o Canadá (ainda que comemorado em datas diferentes) e é uma tradição que vem da época de colônia inglesa.

++ A matemática da Black Friday

De acordo com a enciclopédia Britannica, com o tempo, o objetivo principal se tornou relembrar e prestar gratidão por tudo que aconteceu no ano que se passou. Inicialmente, porém, a festa era uma oportunidade de celebrar o fim da colheita e “fazer oração por bênçãos para viagens seguras e vitórias militares”. O nome Thanksgiving vem da junção da palavra “obrigado/agradecimento” com o verbo “dar”, representando a ação de dar graças por tudo aquilo que se foi feito durante o ano.

Frederic Lewis/Getty Images/Reprodução

Acredita-se que a primeira vez em que a data foi celebrada nos Estados Unidos foi em 1621. Colonos ingleses de Plymouth comemoraram uma boa colheita de milho e o fim de um período de frio rigoroso. Este ano é enfatizado por representar não somente a primeira comemoração significativa no território americano, mas também por ter conseguido unir os colonos ingleses e os povos nativos indígenas. Motivo este que trouxe também todo um misticismo para a data.

A inserção do celebração no calendário foi feita na Inglaterra, pelo Rei Henrique VIII, quando este criou a religião anglicana e instituiu seus feriados. Com o tempo, entretanto, apenas os Estados Unidos, que foi colônia da Inglaterra por quase dois séculos, continuou com a tradição. No calendário americano, a data foi oficialmente incorporada aos feriados federais em 1863, pelo presidente Abraham Lincoln.

Atualmente, a Inglaterra não comemora o Dia de Ação de Graças com a mesma intensidade que os americanos. Na terra da Rainha, se dá preferência ao Festival da Colheita, que tem objetivo parecido, mas celebra a lua cheia mais próxima do equinócio de outono.

Continua após a publicidade

O que diz a tradição?

Uma das tradições do Dia de Ações de Graças é dizer as razões pelas quais se é grato no ano. Uma oportunidade de refletir sobre o que passou e pedir prosperidade para o ano seguinte. É também um momento em que, historicamente, as famílias viajam para ficarem juntas e, de certa forma, dão início às celebrações de fim de ano, os chamados “holidays”.

A tradição é que durante todo o dia sejam preparadas comidas especiais dessa data como peru, pão recheado, purê de batatas, nozes, cranberries e torta de abóbora e de maçã. O tom familiar do Thanksgiving faz com a celebração seja, em algumas regiões dos Estados Unidos, mais importante até mesmo que o Natal e o Ano Novo.

Tripadvisor/Reprodução

Grandes cidades ainda promovem passeatas com carros alegóricos, dançarinos e balões, que são transmitidas pela televisão. Uma das mais famosas é a de Nova York, em que a loja de departamentos Macy’s, já há mais de 90 anos, percorre as ruas com celebridades, personagens infantis e shows de dança. Em 2020, as comemorações estão canceladas por causa da pandemia da covid-19, que está em alta no país, com recorde de casos e alta no número de mortes.

Por que não comemoramos no Brasil? 

O principal motivo pela falta de comemoração do Dia de Ação de Graças no Brasil é justamente o mesmo que envolve a sua origem. Como o Brasil foi colonizado por Portugal, e não pela Inglaterra, a maioria dos costumes e celebrações veio da cultura portuguesa. Juntamente com as influências africanas e indígenas.

Ainda assim, mesmo que por aqui a comemoração não seja muito usual, a data foi regulamentada no calendário nacional em 1949, pelo então presidente Eurico Gaspar Dutra. Em 1965, o presidente Castello Branco definiu que a celebração seria feita no mesmo dia que nos Estados Unidos, na 4ª quinta-feira do mês de novembro.

No Brasil, o Dia de Ação de Graças não é feriado e sua comemoração é, geralmente, restrita às escolas de língua inglesa, às empresas de origem americana e às famílias que seguem a religião protestante. Dessa forma, a maioria dos brasileiros só conhece o feriado por meio das redes sociais ou pelos episódios de séries e filmes americanos que se passam nessa data. Como esquecer o clássico especial de Friends em que a Monica põe um peru de óculos escuros na cabeça?

Warner via Tenor/Reprodução

Instituições como o Comitê Brasileiro do Movimento de Resgate do Dia Nacional de Ação de Graças trabalham para ampliar a conscientização sobre a data. O grupo busca há 15 anos trabalhar para estimular na sociedade brasileira a cultura do agradecimento a Deus, às pessoas, às instituições e à Pátria. No site do projeto, há sugestões de como comemorar e receitas para fazer.

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do Poliedro, que é recordista em aprovações na Medicina da USP Pinheiros.

Continua após a publicidade
Publicidade