Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Enem: Respostas para as principais dúvidas das inscrições 2017

Entenda como funcionam as inscrições do maior vestibular do país

Por da redação Atualizado em 19 Maio 2017, 12h03 - Publicado em 8 Maio 2017, 15h19
GE/Guia do Estudante

As inscrições para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2017 serão abertas na próxima segunda-feira (8). A equipe do GUIA DO ESTUDANTE selecionou as principais dúvidas sobre essa etapa do exame e foi atrás das respostas, por meio dos canais oficiais do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) e do Ministério da Educação (MEC).

As inscrições serão encerradas no dia 19 de maio. O Enem será realizado nos dias 5 e 12 de novembro de 2017, em todas as unidades da Federação. A prova será feita em dois domingos consecutivos e será constituída de uma redação em língua portuguesa e quatro provas objetivas, cada uma com 45 questões de múltipla escolha cobrando conteúdos vistos no ensino médio.

Quem pode pedir isenção da taxa do Enem?

Estão isentos da taxa os estudantes de escolas públicas que concluirão o ensino médio em 2017, os participantes de baixa renda que integram o CadÚnico e os que se enquadram na lei 12.799/2013 – que isenta de pagamento aqueles com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio, ou seja, R$ 1.405,50. Para ambos os casos, o candidato deverá dispor de documentos comprobatórios para apresentar à análise do Inep.

A isenção da taxa para quem concluiu o ensino médio em escola pública é feita automaticamente ou preciso comprovar algo mais?

Não precisa fazer mais nada, é automático. Durante o cadastro é pedido que seja informado o ano de conclusão e se você estuda em escola pública. Se você vai se formar em 2017 e está na rede pública, o sistema não chega nem a gerar o boleto bancário.

Quem se formou em escola pública em anos anteriores também consegue a isenção da taxa?

Não, a isenção é válida somente para estudantes de escola pública que estiverem concluindo o ensino médio em 2017. No entanto, o participante pode pleitear isenção de taxa se for pertencente a família de baixa renda.

Tive direito à isenção em 2015, mas não pude comparecer à prova. Posso pedir novamente o benefício?

Aqueles que obtiveram isenção no Enem de 2016 e não compareceram aos dois dias de provas, mas pretendem pedir nova isenção para este exame, devem justificar a ausência. A partir do Enem 2017, no entanto, a regra mudou: o estudante que compareça ao próximo exame só poderá utilizar o benefício no ano seguinte caso comprove a ausência por meio de documento oficial ou atestado médico.

Quando vou fazer minha inscrição para o Enem e digito o código ou o nome de minha escola, aparece “escola não encontrada”. O que devo fazer?

A informação sobre o nome da escola é solicitada quando o candidato informa que é “concluinte” e estuda em escola pública. Nesse caso, para pedir a isenção de taxa do exame, é solicitado o código da escola, que deve estar cadastrada no Censo Escolar do Ministério da Educação. Quem fornece esse código é a própria escola e basta que o aluno solicite à secretaria da instituição de ensino. Se mesmo após colocar o código ou o nome da escola você não conseguir localizá-la, confirme o número com a instituição ou tente digitar o nome sem acentos e tente novamente. Se o problema persistir, entre em contato com atendimento do MEC no telefone 0800-616161.

Continua após a publicidade

Curso o 1º ano ou o 2º ano do Ensino Médio. Posso fazer o Enem?

Sim.

Quem ainda não tem CPF pode se inscrever no Enem? Dá para colocar o do pai ou da mãe na inscrição?

O documento deve ser o da própria pessoa. Não serão aceitos documentos de terceiros. Se você ainda não tem CPF, faça o pedido do documento nas agências do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou dos Correios.

É obrigatório ter o RG na hora de se inscrever para o Enem?

Sim. Sem o número do RG não é possível realizar a inscrição.

Depois que é feita a inscrição é enviado algum e-mail de confirmação?

Para os participantes não isentos, a inscrição será considerada válida após a confirmação do pagamento – no valor correto, no prazo estabelecido e com o boleto gerado no sistema de inscrição e/ou acompanhamento. Para os participantes que declararem carência socioeconômica, a inscrição será considerada válida se confirmada a carência. O Comprovante da Inscrição do participante estará disponível somente neste endereço eletrônico, sendo de responsabilidade exclusiva do participante acompanhar a situação de sua inscrição.

O MEC envia algum cartão de confirmação pelos Correios?

Não. A confirmação da inscrição é somente através do site do Enem, na página do participante. Cabe ao inscrito verificar sua situação e o local de prova, quando for divulgado.

Esqueci de gravar o número da inscrição. E agora, o que faço?

No site do Enem, clique em “página do participante” e digite seu CPF e senha. Você será direcionado para uma página com os seus dados – incluindo, logo no início, o número de inscrição.

Ainda posso concluir o ensino médio através do Enem?

Não. De acordo com as novas regras publicadas este ano, o Enem deixa de servir para certificar o ensino médio, função que volta a ser do Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja). O edital deste exame ainda não foi publicado – veja mais informações aqui.

Se eu errar algum dado posso fazer outra inscrição?

Não. Poderão ser editados após a inscrição apenas dados como data de nascimento, opção de prova de língua estrangeira e endereço. Dados como CPF não poderão ser alterados. Por isso é importante checar todas as informações antes de prosseguir com a inscrição. Para fazer alterações, entre com seus dados no site do Enem e clique em “Alterar dados”.

Como faço para saber se minha renda foi comprovada?

Por meio do sistema de acompanhamento da inscrição do exame.

Errei ao marcar “EJA” (Educação de Jovens e Adultos) em vez de “Ensino Regular” na inscrição. Isso me afeta em algo?

Não afeta em nada o candidato. Pode ir fazer a prova tranquilo.

Como faço para solicitar o uso do nome social na prova?

Travestis e transexuais que desejam ser identificados pelo nome social devem fazer a inscrição normalmente entre 8 e 19 de maio. O governo disponibilizará, posteriormente, uma página para preencher a solicitação do uso do nome social.

Continua após a publicidade

Publicidade