Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

MEC anula questões do Enem 2011 para alunos do curso pré-vestibular de Fortaleza

No total, 1.139 estudantes tiveram 14 questões da prova canceladas

Por da redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h40 - Publicado em 21 dez 2011, 12h12

O Ministério da Educação (MEC), ampliou o número de estudantes do Colégio Christus, de Fortaleza, que terão 14 questões do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) anuladas. Além dos 639 alunos da escola, também serão atingidos pela medida os estudantes do cursinho pré-vestibular da mesma instituição, totalizando 1.139 estudantes com parte da prova cancelada.

– TRF suspende liminar que anulava questões do Enem 2011

Questões 25 e 29, canceladas pelo Inep

 – Confira as 14 questões canceladas do Enem 2011

– Veja o gabarito oficial do Enem 2011

– Confira a resolução completa do Enem 2011

A medida foi tomada, após a confirmação pela Polícia Federal de que todos os estudantes da instituição de Fortaleza que fizeram o Enem 2011, o que inclui os alunos do curso regular e do curso pré-vestibular, tiveram acesso a uma apostila de estudos que continham 14 questões utilizadas no exame deste ano. Com a anulação dos quesitos, o exame dos estudantes de Fortaleza terá apenas 166 questões válidas e o total da pontuação será redividido entre esses itens.

Continua após a publicidade

Os itens vazaram na fase de pré-testes da prova, da qual estudantes do Christus participaram em outubro de 2010. O inquérito feito pela PF ainda não foi totalmente concluído e o MEC aguarda o fim das investigações para “tomar medidas cabíveis nas instâncias administrativa e criminal”.

Relembre o caso
No final de outubro, o procurador da República no Ceará, Oscar Costa Filho, fez um pedido de cancelamento do Enem 2011 ou das 14 questões da prova antecipadas pelo colégio de Fortaleza, para a Justiça Federal do Ceará. Após o pedido, a Justiça deu um prazo de 72 horas para que o Inep se pronunciasse sobre o caso.

O pedido de anulação da prova foi feito após o Ministério da Educação (MEC) decidir cancelar a prova do Enem dos 639 alunos do Colégio Christus, por reconhecer que o material de estudo usado pelos estudantes, feito pela escola duas semanas antes do exame, tinha questões idênticas às da prova, aplicada em 22 e 23 de outubro.

Segundo o MEC, todo o procedimento de aplicação do Enem 2011 foi revisado e não foi encontrada nenhuma ocorrência de vazamento na sua aplicação. Costa Filho defende a anulação do exame porque acredita que, sem investigação, ainda não é impossível antecipar que o colégio foi o único responsável pelo vazamento.

No começo de novembro, o MEC anunciou o cancelamento das 14 questões da prova apenas para os estudantes do ensino regular do Colégio Christus.

*Com informações da Agência Brasil

LEIA TAMBÉM

– Notícias de vestibular e Enem

Continua após a publicidade
Publicidade