Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

Sisu 2024: entenda todas as mudanças dessa edição

Novidades no calendário e no sistema de cotas são as mais importantes; veja todas

Por Luccas Diaz
8 jan 2024, 19h15

O Sisu (Sistema de Seleção Unificada), sistema que distribui vagas em universidades a partir da nota na edição mais recente do Enem, terá mudanças em sua edição de 2024. Pela primeira vez, o programa acontecerá apenas uma vez ao ano – ainda que ofereça vagas para o segundo semestre. A classificação dos candidatos passa a seguir as normas da nova Lei de Cotas. E a lista de espera ganha uma duração estendida, valendo para o ano todo.

Muitas novidades de uma vez? Pode ficar tranquilo! Neste texto, o GUIA DO ESTUDANTE te explica tudo que mudou no programa, e lista o que você precisa saber para o Sisu 2024.

1 – O Sisu agora é anual

A partir de 2024, o Sisu passa a acontecer anualmente, isto é, apenas uma vez durante o ano. Até então, o programa era divido em duas edições, uma no primeiro semestre e outra no início do segundo. Desta forma, os estudantes, ainda que estejam procurando uma vaga para o segundo semestre, devem se inscrever já no início do ano.

De acordo com o MEC (Ministério da Educação), a edição única tem como objetivo diminuir as vagas ociosas e remanescentes. Em outras palavras, seriam as vagas que não eram preenchidas pelos estudantes, tanto pela baixa procura quanto pela desistência ou troca de curso, sobretudo na edição do segundo semestre.

A nova forma de seleção favorece o preenchimento mais igualitário das vagas do primeiro e segundo semestre, mas requer planejamento por parte dos estudantes. Entenda no próximo tópico.

Continua após a publicidade

2 – Não é possível escolher entre o 1º e o 2º semestre

Talvez esta seja a novidade que soa mais alarmante para os estudantes. Mas basta pensar com calma para perceber que, na prática, pouca coisa muda.

A seleção dos candidatos ao primeiro ou segundo semestre ocorrerá seguindo a própria classificação das notas: não é possível o candidato escolher em qual semestre deseja concorrer. As universidades ofertarão, simultaneamente, vagas em cursos cujo início das aulas é no primeiro e no segundo semestre. O que define em qual período o estudante ingressará é a sua ordem de classificação, seguindo as notas obtidas no Enem 2023.

Vejamos um exemplo: para 2024, um curso disponibiliza 30 vagas para o primeiro semestre e mais 20 para o segundo. Estão inscritos no total 100 candidatos. Os 30 candidatos com as melhores notas serão selecionados para o primeiro semestre; os donos das próximas 20 melhores notas, para o segundo. Ficam para a lista de espera, os outros 50 candidatos.

A mudança pode até assustar – especialmente por tirar o “poder de escolha” do candidato –, mas ao olhar as notas de corte do primeiro e segundo semestre, observa-se que, naturalmente, o programa sempre seguiu essa ordem. Historicamente, as notas de corte referentes ao primeiro semestre tendem a ser maiores que as do segundo. Portanto, os candidatos com as maiores notas continuam ingressando no início do ano.

Continua após a publicidade

⚠️ Atenção: o período de matrícula para os dois semestres é o mesmo. No período determinado pelo edital do programa, todos os estudantes selecionados (indiferentemente se no primeiro ou segundo semestre) devem realizar a sua matrícula na universidade, enviando todos os documentos solicitados. A não realização implica a perda da vaga. Veja todas as datas do Sisu 2024 no calendário no fim do texto.

+ É possível colocar apenas uma opção de curso no Sisu?

3 – Lista de espera vale para o ano todo

Outra novidade que acompanha a mudança do programa para anual é o tempo da lista de espera. A partir desta edição, ela passa a valer para todo o ano. Os candidatos que não foram selecionados em nenhuma das duas opções escolhidas durante a inscrição poderão ser chamados para eventuais vagas não ocupadas durante todo o ano letivo – seguindo a ordem de classificação.

O que não muda é a obrigatoriedade de demonstrar interesse para participar do processo. Após a divulgação da chamada regular, há um período específico para acessar o endereço eletrônico do Sisu e clicar na opção de participar da lista de espera. Deixar de clicar exclui a participação do candidato.

Continua após a publicidade

+ Saiba mais sobre como funciona a lista de espera do Sisu

4 – Todos concorrem inicialmente em ampla concorrência

Adequando-se aos aprimoramentos da nova Lei de Cotas (PL 5.384/2020), e visando maior equidade no processo de seleção, a partir de 2024, todos os candidatos concorrem inicialmente na modalidade de ampla concorrência, incluindo os beneficiados por cotas. Assim, todos os estudantes com as melhores notas já são selecionados, sem distinção.

Já nas categorias de reserva de vagas, as políticas de ações afirmativas entram em cena e, em suas respectivas modalidades, beneficiam os candidatos que têm direito e não foram aprovados em ampla concorrência. Dessa forma, as políticas compensatórias auxiliam, sem distorções, os candidatos que realmente precisam. Algo semelhante já ocorre na classificação do vestibular da USP (Universidade de São Paulo), a Fuvest.

Outra novidade relacionada às cotas é a inclusão dos quilombolas como integrantes dos grupos específicos, ao lado de pretos, pardos, indígenas e pessoas com deficiência. Com o novo Censo Demográfico, a porcentagem de reserva de vagas para cada grupo seguirá os números atuais publicados pelo Censo 2022.

Continua após a publicidade

+ 4 indicações que debatem o uso de cotas em universidades

5 – Renda bruta familiar mensal per capita diminui

Mais uma mudança para ficar atento! O valor definido como teto para a renda bruta familiar mensal per capita passa de um salário mínimo e meio para somente um salário mínimo. Em outras palavras, para participar da respectiva modalidade de cota, a renda bruta mensal dividida por cada membro da família diminui de R$2.118 para R$1.412 (valor vigente para o ano de 2024).

A diminuição visa aumentar o número de estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica que são aprovados no processo seletivo.

+ Por que mais brasileiros agora se consideram pardos?

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

Calendário Sisu 2024

Ao todo, serão 127 universidades participando do Sisu 2024, com 264.254 vagas divididas entre o primeiro e o segundo semestre. Confira as principais datas do calendário do programa:

Inscrições: 22 a 25 de janeiro

Chamada regular única: 30 de janeiro

Período de matrícula dos selecionados: 1º a 7 de fevereiro

Manifestação de interesse na lista de espera: 30 de janeiro a 7 de fevereiro

Compartilhe essa matéria via:

Entre no canal do GUIA no WhatsApp e receba conteúdos de estudo, redação e atualidades no seu celular!

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso GUIA DO ESTUDANTE ENEM e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país. 

Publicidade
Sisu 2024: entenda todas as mudanças dessa edição
Enem
Sisu 2024: entenda todas as mudanças dessa edição
Novidades no calendário e no sistema de cotas são as mais importantes; veja todas

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

DIGITAL
DIGITAL

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

A partir de R$ 9,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.