logo-ge

5 atitudes que todo vestibulando deveria tomar (mas quase nunca toma)

Estas atitudes podem facilitar tanto sua preparação quanto seu desempenho no dia da prova

Se você irá prestar vestibular, já deve ter ouvido uma série de orientações sobre o que deve ou não fazer. Estudou os conteúdos mais recorrentes nos exames, fez simulados e definiu qual estratégia irá usar na hora de responder as questões. 

Mesmo com toda essa preparação, alguns detalhes que fazem a diferença podem ser esquecidos ou parecerem perda de tempo. Por isso, separamos cinco atitudes que todo vestibulando deveria tomar, mas quase nunca toma. São coisas simples, básicas e que podem ajudar antes e durante o vestibular. Confira:

Ler o edital

Quando as universidades liberam os editais, é comum que os estudantes só procurem as principais datas e mudanças daquele ano. Mas é muito importante ler todo o material para dominar o estilo da prova, saber o que a banca espera do candidato e uma série de outros detalhes, que podem parecer desnecessários, mas que darão mais segurança para você saber onde está pisando. 

Já parou para pensar como sua nota é realmente calculada? Alguns vestibulares dão pesos diferentes para as matérias. Se você mandar bem em todas as disciplinas, logicamente seu resultado será positivo, mas é importante entender esse cálculo para não dedicar tempo de estudo demais a um tema que vale três vezes menos do que um assunto que você está deixando de lado.

Outra informação importante que o edital apresenta é o calendário. Lá, você consegue conferir não só quando será o vestibular, mas as chamadas e prazos de matrícula. Lembre-se que são períodos curtos e você pode acabar perdendo a vaga por uma questão de um ou dois dias.

Além disso, você sabia que para entrar na lista de espera de algumas universidades é preciso manifestar interesse em uma data específica? Detalhes como esses fazem a diferença no ingresso ou não na faculdade que você almeja.

Conferir qual o tipo de material poderá levar

Você já esteve na frente do local de prova e se perguntou se deveria usar caneta azul ou preta na hora de preencher o gabarito? Ou se poderia levar uma régua ou mesmo uma lapiseira para dentro da sala de prova?

Essa é uma pequena preocupação que você pode eliminar meses antes do dia do exame. Pesquise com antecedência quais os materiais permitidos e o que não poderá entrar com você.

Uma dica importante é verificar se o uso de relógio é permitido ou se você deverá controlar seu tempo com os informes dados pelos fiscais. Quem é mais ansioso e controla o horário o tempo todo enquanto faz simulados deve conferir esse detalhe e já tentar mudar o hábito.

Entender o funcionamento das segundas opções dos cursos

Pode ser que você preste um curso, mas seja selecionado para a sua segunda opção. Mesmo que não queira seguir a carreira, é importante pesquisar se o processo de transferência dentro da faculdade é muito complicado. Às vezes, pode valer mais a pena fazer a matrícula e ser transferido do que prestar a prova novamente.

Além disso, antes mesmo da inscrição, confira quais os cursos mais e menos concorridos dentro da faculdade que irá prestar. Isso pode te ajudar a fazer a escolha da segunda opção de uma maneira mais estratégica. Por exemplo: imagine que você quer prestar Administração em uma instituição cujo curso mais concorrido é Economia. Não faz sentido Economia ser sua segunda opção, pois se você não foi convocado para Administração é porque sua nota também não seria suficiente para Economia. Mas cuidado: essa dica não é válida se a diferença for muito apertada ou se variar de ano para ano.

Fazer o trajeto para o local da prova

Muito se fala sobre visitar o local de prova. Mas além de conhecer o prédio em si e sua localização é fundamental saber chegar lá considerando de onde você vai partir. De nada adianta visitar o local a partir da casa do seu amigo, se no dia do exame você irá sair da sua casa. O mesmo vale se você for de transporte público, sabendo que no dia irá de carro. Ou vice-versa. 

Atente-se ao trânsito do trajeto, aprenda algumas rotas alternativas e calcule o tempo que demora para chegar lá. No dia, é importante sair com antecedência, pois imprevistos precisam estar nos seus cálculos.

Conhecer o vestibular a fundo

Essa dica vale principalmente para quem irá prestar muitas provas. Cada uma tem sua peculiaridade, a quantidade de questões varia muito, algumas dão pesos diferentes para disciplinas de acordo com a carreira escolhida ou alteram o tempo de avaliação. Muitos vestibulares também fazem lista de leituras obrigatórias e alguns chegam até a pedir filmes e documentários. Para não ser pego de surpresa a pouco dias da prova, pesquise como cada banca organiza o exame.

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do Poliedro.