Assine com até 65% de desconto

Como a arte pode melhorar seu currículo profissional

A arte dentro ou fora dos museus pode ser uma ferramenta de desenvolvimento pessoal e profissional

Por Letícia Albuquerque Atualizado em 28 Maio 2020, 11h25 - Publicado em 28 Maio 2020, 10h12

Cada vez mais, quando lemos sobre os profissionais do futuro, vemos empresas exigindo mais do que conhecimento técnico e uma boa graduação. Entre os requisitos de contratação começam a aparecer termos como “habilidades humanas”, “inteligência criativa” e “solucionador de problemas” – habilidades que não costumam ser tratadas dentro das salas de aula da escola ou da universidade. Então, como desenvolvê-las?

A youtuber Vivian Villanova é dona de um dos canais mais conhecidos sobre arte, o ViviEuVi, e acredita nela como uma ferramenta de desenvolvimento pessoal muito importante. Depois de fazer grande parte de sua carreira na área de gestão de projetos artísticos, em 2015, ela criou seu canal motivada pela dificuldade em conversar sobre o assunto com as pessoas ao seu redor. Foi na internet que conseguiu construir uma comunidade com quem pode dividir conhecimentos e ideias. Atualmente, em torno de 37% do seu público é formado por pessoas  entre 13 e 24 anos.

“Esse olhar sensível que a arte nos ajuda a desenvolver sobre o outro nos torna seres humanos mais abertos às diferenças e mais criativos para lidar com a vida”, afirma Vivian. Ao passo que a globalização e a tecnologia modelam novas realidades do trabalho, grandes empresas começam a olhar além das capacidades técnicas e esperam que seus funcionários possam se adaptar rapidamente a esses cenários.

Segundo Elisa Cavalcante, sócia da consultoria de Recursos Humanos 3D Partners, as empresas começaram a valorizar as soft skills, também conhecidas como habilidades humanas, até mais que as habilidades técnicas. “Qualquer forma de interação com o outro que seja livre e espontânea traz um crescimento e uma maturidade e, obviamente, isso vai refletir no dia a dia no trabalho”, conta.

Já ouviu falar em arte-educação?

Ana Mae Barbosa é uma educadora que já vem enfatizando a importância da arte na formação educacional há tempos. Pioneira em arte-educação, Ana Mae é a principal referência brasileira no ensino de Arte nas escolas. A educadora também foi uma das defensoras da mudança na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB — Lei 9.394/1996), que, em 2016, estabeleceu como obrigatório o ensino de teatro, dança e artes visuais nas escolas. As instituições ainda têm um ano para se adaptar ao novo currículo.

Em entrevista, a educadora fala que, se pensarmos como Herbert Read, poeta e crítico de arte britânico, que “a arte é o esforço do ser humano para entrar em compasso com os ritmos da vida”, então a arte pode fazer parte de todas as disciplinas que conhecemos, da Biologia até a Física.

Assim como propõe Ana Mae, Vivian acrescenta que “o pensamento crítico e sensível que só a arte traz é uma ferramenta poderosa de olhar pra si e para o mundo ao nosso redor”. Dessa forma, estudar arte vai além de olhar uma tela dentro do museu. Ela traz maneiras diversas de olhar acontecimentos e sentimentos que gravam a história do mundo, seja exprimindo os valores de uma época ou retratando momentos específicos, como a Guernica (1937) de Pablo Picasso.

  • Para a youtuber, ainda, “os artistas criam inspirados pelo contexto em que estão inseridos e muitas vezes antecipam mudanças importantes do mundo. Um médico e um engenheiro serão profissionais melhores se tiverem essa sensibilidade desenvolvida”.

    Por onde começar

    Existem muitas formas de começar a estudar arte. Além de cursos pagos e gratuitos em que você pode se aprofundar nesse universo, a internet também é uma maneira incrível e acessível de exploração e, até mesmo, para desconstruir a ideia de arte atrelada aos museus.

    View this post on Instagram

    Melhor coisa não há! (Após o Baile de Máscaras – Heinrich Lossow) #ArtesDepressão #memes #humor #artegram #painting #art #arts #artist #arte #artoftheday #artgallery #instaquote #instafrases #quoteoftheday #artwork #instaart #visualarts #masterpiece #arthistory #artlovers #dailyart #🎨 #artesdepressao #artistsoninstagram #classicalartmemes

    A post shared by Artes Depressão (@artesdepressao) on

    Continua após a publicidade

    Alguns perfis no Instagram trazem leituras próprias da internet, como o Arte Depressão, que une arte com o que mais gostamos no mundo virtual, memes, ou o Lowbrow & Popsurrealists, que divulga artistas contemporâneos que usam o estilo surrealista misturado à temática pop. Já perfis de museus também te deixam por dentro de notícias do mundo da arte e trazem conteúdos informativos, como os perfis da Pinacoteca de São Paulo, do Masp, do Museu de Arte Moderna de SP , além de museus estrangeiros, como o MoMA, dos EUA.

    Alguns canais no Youtube também trazem um conteúdo completo e explicam muito do que você precisa saber para entender arte.

    ViviEuVi

    Como já contamos aqui, a Vivian começou o canal para conversar sobre arte com mais pessoas. Ela tem muitos vídeos que te ajudam a entender a História da Arte e, inclusive, alguns dos quais podem te ajudar no Enem! Outra série interessante é o Vivi Arte News, em que ela comenta notícias do mundo da arte a partir de postagens compartilhadas no grupo VIVIEUVI no Facebook.

    Arte de Segunda

    Se você acha que entender arte é muito difícil, o Rodrigo Retka criou esse canal para mostrar que arte pode ter uma abordagem divertida e leve. Ele tem vídeos explicando movimentos importantes da arte, discutindo assuntos considerados tabus e muito conteúdo para falar de arte de um jeito inovador, como essa série de vídeos em que ele usa as divas do pop para explicar a História da Arte.

    Life is a bit

    Do casal Maria Carol e Luca Bastolla, o canal fala sobre arte de rua, apresentando vários artistas e movimentos que tomam o espaço público como tela. No vídeo sobre arte de rua e isolamento social, por exemplo, ele nos faz perceber como a arte está inteiramente ligada com o que nós vivemos. Além disso, o casal dá dicas caso você se interesse por tirar suas ideias do papel e viver a arte na prática.

    Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do Poliedro.

    Continua após a publicidade
    Publicidade