logo-ge

Como cai na prova: Verbos modais em inglês

O GUIA mostra qual a melhor forma de estudar o conteúdo que é bastante cobrado no Enem e outros processos seletivos

Você sabe a diferença entre estas duas sentenças: “you may clean the house before you leave” e “you must clean the house before you leave”? Apesar de terem a mesma construção, elas carregam significados bastante diferentes devido aos verbos modais empregados, o may, que traz a ideia de possibilidade, e o must, que fala sobre obrigação.

Por possuírem significados distintos e uma gradação de intensidade, os principais vestibulares e o Enem trazem questões que abordam o tema para verificar se o candidato consegue compreender as situações em que esses verbos são aplicados.

Can, could, may, should, ought to, might, must, e used to são os modais. Essas estruturas são muito utilizadas no inglês para dar sentido às frases. Geralmente com a intenção de expressar capacidade (can, could), costume, (used to) possibilidade (may, might), obrigação (must) ou até um conselho (should, ought to), eles funcionam como auxiliares para o verbo principal da sentença, que vem em seguida, no infinitivo.

Enem 2014 (gabarito ao fim da matéria) (Enem/Inep)

Segundo a diretora de línguas estrangeiras do grupo escolar Weducation, Maria do Carmo Negrini, a maior parte das questões do Enem em que os verbos modais aparecem trata da interpretação de texto. Dificilmente o aluno encontrará perguntas, no exame, que peçam para que ele indique, diretamente, o sentido do modal utilizado na frase, mas o entendimento dele será essencial para a compreensão do enunciado.

“O candidato tem que estar muito atento entre a diferença sutil que há entre alguns deles, como ‘I can read’ e ‘I may read’, porque é exatamente essa distinção que estará no exercício e que vai mostrar se ele entendeu o enunciado”, explica.

Nesse caso, o can indica que o enunciante é capaz de ler, tem essa habilidade, enquanto o may fala que o interlocutor pode ler naquele contexto. Apesar de parecerem semelhantes, a professora lembra que o emprego do verbo modal correto pode fazer toda a diferença em uma frase.

“Por exemplo, se um texto fala sobre violência humana, ele poderia trazer a seguinte sentença: ‘American people can buy guns anytime, they may buy, but, actually, they shouldn’t’. Temos três verbos, todos modais, mas que são distintos. A frase diz que os estadunidenses conseguem comprar armas a qualquer hora, eles até podem comprar, mas, na verdade, não deveriam”, destaca Maria do Carmo.

Enem 2015 (gabarito ao fim da matéria) (Enem/Inep)

Outros vestibulares

A professora afirma que, tanto no Enem quanto nos vestibulares mais tradicionais, há o predomínio de questões de interpretação de texto que envolvam os verbos modais. Porém, Maria do Carmo ressalta que nos demais processos seletivos podem haver questões mais relativas à estrutura da língua.

“O aluno pode encontrar perguntas que troquem a posição do verbo na frase ou até que mudem um modal por outro”, diz. Por isso, o ideal é que o estudante entenda exatamente a situação em que cada um desses verbos é empregado.

Veja também

Gabarito das questões
Enem 2014 – D
Enem 2015 – A