Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Como entender e se manter informado sobre economia e finanças?

Dicas para descomplicar o tema e saber quais os impactos na sua vida

Por Juliana Morales Atualizado em 19 fev 2021, 18h49 - Publicado em 30 out 2020, 18h18

Estar por dentro do cenário econômico nacional e mundial está na lista das tarefas importantes tanto para o vestibular como para a vida em geral. Mas o que muitas pessoas fora da área relatam é a dificuldade em compreender as notícias de economia e finanças e também associá-las às suas realidades. É o caso de muitos jovens que acabam ficando à margem dos debates e discussões sobre o assunto.

Michel Kali, o criador do Graninhax, projeto de educação financeira voltado para jovens adultos, explica que a linguagem, às vezes, muito séria, recheada de palavras difíceis, distanciam o público jovem do assunto. Por isso, é necessário tornar o tema acessível para despertar o interesse. “Não aprendemos a lidar com dinheiro desde cedo e só entendemos a importância quando passamos a ter contato com o primeiro salário, responsabilidades e perrengues”, conta Kali, que também afirma ter aprendido sobre a importância da organização financeira com seus próprios erros.

A primeira dica, então, para entender e se manter informado sobre economia e finanças é buscar perfis, como o @graninhax, que contextualizam com uma linguagem mais fácil os assuntos do momento, além de considerarem as diversas realidades financeiras – o que faz toda a diferença para também incluir a população de baixa renda no debate. O GUIA tem uma lista desses criadores de conteúdo que abordam finanças de forma descomplicada, confira aqui.

Continua após a publicidade

Mas essa não deve ser a única forma de informação e nem vai substituir as próprias notícias. “É importante também estar sempre curioso, aberto a estudar mais sobre assunto e encontrar seu estilo de aprendizagem: assistir a vídeos, ouvir podcasts, ler um conteúdo, debater um tema”, aconselha Michel.

É possível, por exemplo, estudar como funciona o sistema financeiro, a partir de filmes. Se liga nessas duas listas:

Como enfrentar os termos complicados

Outro ponto importante é enfrentar as palavras difíceis que encontramos em matérias da editora de Economia. A notícia boa é que alguns veículos mesmo te ajudam nessa tarefa. O Uol, por exemplo, criou o “Guia de Economia”, onde você pode escolher diversos assuntos como aposentadoria, dívidas, emprego, investimentos ou documentos, e encontra explicações dos conceitos que fazem parte desse universo.

Economia e Finanças
Economia e Finanças Uol Economia/Reprodução

A Editoria de Economia e Negócios, do Estadão, também disponibiliza um glossário sobre o tema. Em ordem alfabética, dividido por letra, é possível ver o significado de cada termo.

Kali ressalta a importância de ficar atento a tudo que pode ter impacto direto ou indireto no nosso dia a dia: “A taxa Selic (a taxa básica de juros da economia brasileira), por exemplo, é um indicador econômico importante de se acompanhar porque ela influencia a inflação, o consumo, as taxas de juros e o rendimento de muitos investimentos”, exemplifica.

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do Poliedro, que é recordista em aprovações na Medicina da USP Pinheiros.

Continua após a publicidade
Publicidade