Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

7 filmes para quem quer fazer Ed. Física ou trabalhar com esporte

Produções que mostram como o esporte é importante para as transformações na sociedade

Por Letícia Albuquerque 26 ago 2020, 17h07

O Esporte é um grande fenômeno do entretenimento. Mas, também, é uma poderosa ferramenta que impulsiona a mudança. Dentro das escolas, as aulas de Educação Física vão além de incentivar os alunos a se exercitarem e podem colocar em prática questões tão discutidas na sociedade como inclusão, igualdade e superação. Conheça 7 filmes para pensar sobre o esporte como transformação.

Raça (2016)

Em 1936, durante o regime nazista, Hitler decidiu sediar os Jogos Olímpicos para demonstrar sua tese da superioridade ariana. Mas, do outro lado do oceano, o afro-americano filho de escravos Jesse Owens quebrava recordes mundiais na corrida. O filme explora as contradições da participação dos EUA na competição e a pressão sobre o atleta. Enquanto ele era pressionado para ganhar e derrubar os ideais nazistas, também se via confrontado pelo racismo do seu próprio país, então sob regime de segregação racial. Jesse Owens se tornou uma lenda no esporte com quatro medalhas olímpicas de ouro.

Disponível no YouTube.

A Guerra dos Sexos (2017)

Billie Jean King foi uma das maiores tenistas americanas. Ao fim de sua carreira, ela havia conquistado 129 títulos, sendo 12 Grand Slams, os mais importantes desse esporte. Aos 29 anos, ela foi desafiada por Bobby Riggs, um famoso tenista profissional aposentado. O motivo? Billie Jean era uma forte ativista da época que lutava pela igualdade de gênero, enquanto Riggs tinha certeza de que poderia vencer qualquer mulher. O filme com Emma Stone e Steve Carell mostra, além da disputa que prendeu a atenção da mídia, os desafios pessoais que ambos estavam enfrentando fora dos holofotes.

Disponível no YouTube e no Telecine.

PARATODOS (2016)

O documentário acompanha alguns dos principais atletas brasileiros nos Jogos Paralímpicos de 2016, no Rio de Janeiro. A obra apresenta o cotidiano de treinamentos, os medos e as ambições dos esportistas. Além disso, escancara os obstáculos com que esses profissionais têm de lidar para competir e nos lembra da urgência da inclusão das pessoas com deficiência física na sociedade e no esporte.

Disponível no NOW.

Minha Primeira Luta (2018)

O filme narra a história de Mo, uma garota criada em lares adotivos enquanto o pai estava na cadeia. Quando descobre que ele está em liberdade, Mo entra para o time masculino de luta livre, mesmo esporte que seu pai praticava na juventude, na esperança de criarem um vínculo afetivo. Entre uma relação problemática com a família e um passado rodeado de violência, o filme mostra diferentes tipos de conexão com o esporte. Nem sempre com começos positivos.

Disponível na Netflix.

Continua após a publicidade

Atleta A (2020)

O filme conta o caso real da investigação sobre abuso sexual na Equipe de Ginástica Olímpica americana, considerado um dos maiores escândalos das últimas décadas. Larry Nassar, médico da equipe, foi acusado de abusar sexualmente de inúmeras ginastas. O documentário expõe a negligência com que as denúncias foram tratadas e a decisão da direção da equipe de omitir os acontecimentos por anos para manter intactas suas vitórias. Assim como o ambiente de trabalho e Hollywood, o esporte não está livre da luta contra o assédio.

 

Disponível na Netflix.

42 – A História de uma Lenda (2013)

O filme é inspirado na vida de Jackie Robinson, um jogador de beisebol afro-americano, convidado para jogar em um dos maiores times da liga nacional. Porém, em 1947, negros não ocupavam esse espaço nos EUA, um país que ainda era marcado pela segregação racial. A história mostra o racismo que Robinson teve que enfrentar não só dos espectadores, mas também dentro do vestiário com seu próprio time. O jogador se tornou um ícone e mostrou que o esporte pode ser uma ferramenta importante para combater preconceitos sociais.

Disponível no YouTube e na Apple TV.

O Homem que Mudou o Jogo (2011)

Apesar de falar sobre um esporte pouco popular aqui no Brasil, o beisebol, o filme se destaca por contar a história de um técnico que apostou sua carreira para criar uma nova tendência unindo esporte e tecnologia. O Oakland Athletics era um time pequeno e quase sem dinheiro quando comparado às outras equipes da Liga Americana. O técnico Billy Beane e seu ajudante Peter Brand, então, desenvolvem um método para melhorar a qualidade do time, formado por atletas rejeitados por outras equipes. Ambos têm que enfrentar a desconfiança da diretoria, assim como a reprovação de outros profissionais da área.

 

Disponível na Netflix.

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do curso Poliedro.

Continua após a publicidade
Publicidade