Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Fotos – e um vídeo – incríveis mostram teste nuclear feito pelos EUA no atol de Bikini

Por Redação Atualizado em 16 Maio 2017, 13h26 - Publicado em 21 fev 2013, 12h47

Em 1946, os Estados Unidos fizeram algo que, ao mesmo tempo em que ferveu os ânimos do mundo em plena Guerra Fria, também rendeu fotografias belíssimas e influenciou até a moda. A chamada Operação Crossroads consistiu em testes nucleares no atol de Bikini, na Micronésia. Formado por 36 ilhas que rodeiam uma lagoa, o atol era o local ideal porque ficava longe das rotas marítimas e aéreas.

A explosão nuclear, a primeira ocorrida debaixo d’água, foi registradas por um fotógrafo a 5,6 km de distância do local e levantou 2 milhões de toneladas de água e areia pelo ar, criando uma coluna de mais de 1.800 metros de altura, mais de 600 metros de largura e com paredes de mais de 90 metros de espessura.

Os menos de 200 habitantes do conjunto de ilhotas foram evacuados e, embora tivessem tido permissão para voltar mais de 20 anos depois, tiveram de deixá-lo novamente porque a contaminação, especialmente de alimentos, ainda estava alta. O local não é habitado até hoje e foi declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco em 2010.

O acontecimento inspirou o francês Louis Réard, que faria seu primeiro desfile poucos dias depois, a nomear sua mais recente criação: o biquíni. Com bom faro mercadológico, ele apostou que sua invenção seria igualmente destruidora e batizou-a com o nome do atol.

Veja as imagens abaixo e surpreenda-se. E aproveite para saber mais sobre o que esse teste nuclear significou para o mundo naquela época clicando no link abaixo.

>> Como os Estados Unidos e a União Soviética conseguiram, em menos de 20 anos, atingir o poder de mútua destruição

Continua após a publicidade

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=_dwX8FIuiIo?wmode=transparent&fs=1&hl=en&modestbranding=1&loop=0&iv_load_policy=3&showsearch=0&rel=1&theme=dark&w=425&h=344%5D

 

(Via Petapixel)

Continua após a publicidade
Publicidade