Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Mapa mental: técnica de memorização é grande aliada nos estudos

Cinco passos para montar uma das técnicas de organização e memorização mais eficiente para os estudos

Por Redação Atualizado em 2 mar 2022, 11h38 - Publicado em 21 jan 2022, 15h49

Este texto foi originalmente publicado no portal Estudar Fora, da Fundação Estudar, parceira do Guia do Estudante. 

Mapa mental é uma técnica de organização e memorização de pensamentos lógicos e ideias que foi difundida pelo psicólogo inglês Tony Buzan. O modelo mais utilizado hoje foi desenvolvido para potencializar a capacidade do cérebro de armazenar conhecimento e elaborar raciocínio lógico, e por isso é muito utilizada por estudantes.

O termo mapa mental foi apresentado pela primeira vez por Buzan durante um capítulo da série Use Your Head, da BBC TV, em 1974 (assista ao capítulo aqui). No programa, o psicólogo explicou como funciona o modelo de sequenciamento de ideias em árvore radial, que atualmente é o mais utilizado em todo o mundo.

A técnica consiste em expandir palavras-chave relacionadas ao tema do centro para as laterais da página. O programa foi ao ar no mesmo período em que o psicólogo lançava o livro The Mind Map Book: How to Use Radiant Thinking to Maximize Your Brain’s Untapped Potential.

O mapa mental criado por Buzan foi um sucesso entre estudantes de todo o mundo, e por isso o modelo criado  é utilizado até hoje. Atualmente, há vários aplicativos que permitem montar um mapa mental online, além do modelo tradicional feito em papel. Neste texto, vamos mostrar o que você precisa saber para entender como funciona essa técnica e o passo a passo para criar seu mapa mental.

Mapas mentais para aprender idiomas

Entre uma das funcionalidades de montar um mapa mental, está a possibilidade de aplicar esta técnica durante o aprendizado de um idioma. Caso você esteja se preparando para uma prova oral ou escrita, é possível montar mapas mentais para te ajudar com os vocabulários das possíveis respostas.

Por exemplo: se uma prova de idioma tem a característica de aplicar perguntas sobre um determinado tipo de tema ou assunto, o estudante pode montar mapas mentais com as palavras mais comuns relacionadas àquele tema ou assunto. Dessa forma, é possível adquirir vocabulário, se preparar para a prova e garantir que terá o vocabulário necessário para desenvolver a resposta.

Quem foi Tony Buzan

Anthony Peter Buzan nasceu em Enfield, região vizinha à Londres, na Inglaterra, em 1942. Ele cresceu no Canadá, onde cursou o ensino médio na Kitsilano Secondary School, em Vancouver. O psicólogo é formado em psicologia, inglês matemática e ciência, pela canadense University of British Columbia. Nesse período, ele se tornou membro da Mensa, a maior e mais antiga sociedade de pessoas com alto QI do mundo.

Ao longo da carreira, Buzan escreveu mais de 15 livros com foco em técnicas de aperfeiçoamento da memorização e dos estudos. Na família, ele não é o único acadêmico, seu irmão Barry Buzan, com quem escreveu o livro The Mind Map Book é professor emérito de Relações Internacionais na London School of Economics.

1. Vantagens de fazer um mapa mental

Quase todo mundo já passou por uma situação em que a quantidade de informações é tão grande que acaba dificultando organizá-las na cabeça. Durante os estudos, por exemplo, às vezes temos que reter tantos conhecimentos que parece quase impossível memorizá-los.

É para situações como essa que o mapa mental serve. A técnica nada mais é do que uma forma de organizar conteúdos e colocá-los em sequência lógica de um jeito que seu cérebro consegue memorizar. O modelo em árvore radial aumenta o poder de fixação mental através de uma técnica visual que trabalha cores, imagens e palavras de destaque.

O mapa mental pode ser útil durante a preparação para uma prova, um teste, para montar uma redação, um texto longo e até organizar o cronograma de um projeto ou grupo de tarefas.

2. Como fazer um mapa mental?

Seja no mapa mental online ou no papel, a estrutura da técnica permanece a mesma. Aqui, no Estudar Fora, aconselhamos a utilizar papel e canetas coloridas para fazer o mapa mental, sempre que possível. Vários estudos mostram que fazer anotações à mão é mais eficaz para a memorização de conteúdos.

Entretanto, sabemos que nem sempre é possível anotar à mão e, no final do texto, apresentaremos os aplicativos para mapa mental online mais utilizados.

1. Defina o tema principal

O título do mapa mental deve ser escrito em letras grandes no meio do papel. Na hora de escrevê-lo, leve em consideração: sobre o que será o mapa mental? Qual é seu objetivo ao montá-lo?

Continua após a publicidade

Para exemplificar, montamos um mapa mental bem simples sobre como cozinhar arroz branco tradicional. Com ele, queremos mostrar como praticamente qualquer coisa pode ser memorizada através dele.

card branco escrito arroz
Estudar Fora/Reprodução

2. Elenque os subtópicos principais

Quais os pontos mais importantes do seu tema? O que não pode ser esquecido? Levante quais são esses pontos e resuma cada um em uma ou poucas palavras.

Escreva cada subtópico nas laterais do papel com uma cor diferente e puxe uma seta do título apontando para eles. As cores auxiliam a memória a reter os grupos de informações que estão relacionadas através das mesmas cores. Na hora de escrever, use uma letra menor que a letra do título para exemplificar a hierarquia de cada assunto.

fundo branco com a palavra arroz no centro e setas apontando para as palavras temperos, cozimento e refogar
Estudar Fora/Reprodução

3. Escreva os tópicos relacionados à cada subtópico

Anote as informações relacionadas à cada subtópico utilizando outros subtópicos com palavras-chave, como na etapa anterior. Siga as cores utilizadas nos subtópicos principais, escreva letras menores e puxe setas a partir do subtópico relacionado. Não há limite para quantidade de palavras puxadas nem de subtópicos de subtópicos.

imagem de uma mapa mental
Estudar Fora/Reprodução

4. Faça um desenho simples em cada palavra-chave principal

Após levantar e agrupar de forma hierárquica todos os pontos do seu tema, é hora de memorizá-los. Uma ótima forma de armazenar os agrupamentos, subtópicos e a forma que você dispôs eles no papel é fazendo um desenho simples ao lado de cada palavra principal. Esses desenhos não precisam ser elaborados e a relação deles com as palavras deve fazer sentido para você, não para as outras pessoas.

imagem de mapa mental
Estudar Fora/Reprodução

5. Sequencie a ordem dos agrupamentos

Por fim, após montar todo o mapa, coloque uma sequência de números para representar qual a sequência das informações que devem ser memorizadas. Essa etapa é ainda mais essencial para quem está montando mapa mental para escrever uma redação ou texto longo. Ordenar numericamente os grupos de informações ajuda (e muito!) a organizar a sequência de ideias que você deverá desenvolver.

imagem de um mapa mental
Estudar Fora/Reprodução

Resumindo:

Para deixar seu mapa mental mais organizado e ajudar ainda mais seus estudos, leve em consideração:

  • Escreva tópicos claros e curtos, para memorizar as informações através de poucas palavras;
  • Trabalhe as mudanças de cores para mentalizar os agrupamentos;
  • A forma de organização, palavras e desenhos devem fazer sentido para você, não para outras pessoas.

Para se aprofundar no tema:

Caso você tenha interesse em se aprofundar nessa técnica, o principal livro escrito por Buzan sobre o tema chama-se Dominando a Técnica dos Mapas Mentais: Guia Completo de Aprendizado e o Uso da Mais Poderosa Ferramenta de Desenvolvimento da Mente Humana.

2. Aplicativos para mapa mental online mais utilizados

Canva

Um dos aplicativos de edição de imagens mais populares, o Canva permite a utilização gratuíta e possui uma opção pronta de mapa mental. Nela, é possível escolher o fundo e inserir texturas para cada agrupamento, além de montar cada detalhe do mapa: das setas aos tipos de letras e desenhos. Para quem gosta de trabalhar a estética dos mapas mentais, no Canva você consegue deixá-lo com a aparência que achar melhor.

Mind Meister

O Mind Meister é um dos queridinhos dos fãs de mapas mentais. Entretanto, infelizmente, o aplicativo é gratuito apenas para versão teste. Apesar de possuir menos opções estéticas quando comparado ao Canva, o Mind Meister permite transformar o resumo criado em tópicos sequenciados automaticamente, ótima opção para quem utiliza mapas mentais nos estudos.

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso PASSEI! do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país.

Continua após a publicidade

Publicidade