Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

Não passou? 4 conselhos para quem vai prestar o vestibular novamente

O primeiro passo é avaliar quais foram os obstáculos no caminho para a aprovação. Saiba como fazer isso de maneira saudável

Por Redação do Guia do Estudante
2 fev 2023, 19h02

A frustração de não encontrar o nome na lista de aprovados é um sentimento bem compreensível e que não deve ser ignorado. Mas após sentir e digerir a decepção, é hora de respirar fundo e recomeçar.

“A clássica frase ‘prova não prova nada’ é clichê mas é verdadeira. É natural que às vezes o insucesso aconteça, mas isso não pode impedir a concretização dos objetivos. Após o ‘luto’ inicial, não desista. Tente quantas vezes for preciso, pois a aprovação é sempre possível”, recomenda o professor Daniel Ferretto, influenciador de Matemática e fundador da plataforma Professor Ferretto.

Pensando em ajudar os candidatos que terão que prestar o vestibular novamente neste ano, o professor Ferretto listou mais algumas dicas importantes. Confira!

1. Mapeie pontos fortes e fracos

O primeiro passo é avaliar quais foram os obstáculos no caminho para a aprovação. Pergunte-se: o que faltou para atingir a meta? O problema nem sempre é a quantidade de horas estudadas ou os simulados feitos. Em muitos casos, o nervosismo ou a má administração do tempo é o pivô da história.

Já que a comparação é inevitável nesta grande competição que é o vestibular, que tal se comparar com sua própria versão do passado? Como explica Susane Ribeiro, na sua coluna aqui no GUIA DO ESTUDANTE, a melhor forma de fazer isso é avaliar o seu progresso, ou seja, comparar seu desempenho hoje com o desempenho que tinha quando começou a estudar. Você vai ver que o ano de estudos não foi perdido e, de quebra, ainda não vai conseguir localizar onde pode melhorar.

Um erro comum dos estudantes é ficar medindo o quanto falta para chegar no objetivo. Por mais que tenha evoluído, vai ter a sensação que não é inteligente o suficiente e que continua distante do objetivo. Não entre nessa, combinado?

Continua após a publicidade

2- Avalie seu plano de estudos

Em muitos casos, o problema pode estar no cronograma de estudos. Para alguns, estudar 8 horas por dia é suficiente. Para outros, 5 horas já bastam, desde que bem aproveitadas. Por isso, é importante perceber o que funciona melhor para você. Em qual horário do dia seus estudos são mais efetivos? Em quais matérias você possui mais dificuldade? Quais delas fluem com mais naturalidade para você?

Mas seja qual for seu perfil, coloque os pés no chão na hora de se organizar. Não adianta criar metas mirabolantes, querer resolver 200 exercícios por dia ou passar 12 horas seguidas estudando. Isso só gera frustração, ansiedade e a vontade de deixar o cronograma de lado.

Neste outro texto, separamos as melhores estratégias e técnicas para criar um cronograma personalizado, realista e equilibrado.

3- Abra seu leque de opções

Claro que ter um objetivo é importante, mas sempre é bom considerar outras possibilidades. Às vezes a concentração é tanta em cima de um único propósito – como uma universidade ou um curso específico – que outras opções passam despercebidas. A dica aqui é pesquisar mais sobre diversas faculdades, e até mesmo tipos de cursos.

O próprio mercado de trabalho está se tornando cada vez mais flexível. A graduação não é mais sinônimo de profissão. Ela virou a porta de entrada para um caminho que levará a outros rumos, às vezes inesperados, mas muito mais amplos.

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

+ Entenda melhor como a ideia de flexibilidade está dominando o mercado de trabalho

4- Fique atento à sua saúde mental

Ao longo do ano, muitos candidatos enfrentam dificuldades para ter momentos (mesmo que breves) de descanso e lazer, já que a cobrança por um bom desempenho na prova é constante. Desde já, mantenha em mente que o equilíbrio é a ‘chave’ de tudo. 

Saia com amigos, mesmo que esporadicamente, pratique um exercício físico, assista um filme, relaxe a cabeça. Hábitos simples, mesmo que por poucos minutos, fazem bem e ajudam a controlar o estresse.

Nesta outra reportagem, discutimos mais por que é possível – e necessário – relaxar em ano de vestibular.

Compartilhe essa matéria via:

 Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso PASSEI! do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país. 

Publicidade
Não passou? 4 conselhos para quem vai prestar o vestibular novamente
Estudo
Não passou? 4 conselhos para quem vai prestar o vestibular novamente
O primeiro passo é avaliar quais foram os obstáculos no caminho para a aprovação. Saiba como fazer isso de maneira saudável

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

DIGITAL
DIGITAL

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

A partir de R$ 9,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.