logo-ge

Oito livros para entender o que foi o nazismo

Estes livros vão te ajudar a entender os antecedentes e a ascensão da Alemanha nazista, além de suas características políticas, sociais e econômicas

O nazismo foi uma ideologia de extrema-direita representada, principalmente, pelo Partido Nazista, sob o comando de Adolf Hitler. Entre suas principais bandeiras estava a defesa da raça pura e ariana, que levou à execução sistemática de minorias como judeus, eslavos, ciganos, além de homossexuais e portadores de deficiências. Selecionamos alguns livros que vão te ajudar a entender os antecedentes e a ascensão da Alemanha nazista, além de suas características políticas, sociais e econômicas.

 

Hitler

Ian Kershaw

 (Companhia das Letras/Divulgação)

Publicada no Brasil em 2010 pela Companhia das Letras, a biografia escrita por Ian Kershaw sobre o líder nazista é considerada a mais aprofundada e complexa já feita. Baseado em uma farta documentação já conhecida e em depoimentos e achados mais recentes — como o diário de Goebbels –, o livro descreve desde os traços de personalidade de Hitler até os aspectos sociais, econômicos e políticos que marcaram a Alemanha pós Segunda Guerra e pré-nazismo.

Hitler, Ian Kershaw

Companhia das Letras, 2010

Produtos de Amazon.com.br

 

A trilogia do Terceiro Reich

Richard Evans

 (Editora Crítica/Divulgação)

A Chegada do Terceiro Reich, O Terceiro Reich no Poder e O Terceiro Reich em Guerra, lançados no Brasil entre 2003 e 2008, formam a trilogia escrita pelo historiador Richard Evans, professor na Universidade de Cambridge, no Reino Unido, e uma das maiores autoridades mundiais no estudo da Alemanha nazista. A trilogia, no total, discorre desde a Alemanha sob o comando de Otto von Bismarck até o fim do Terceiro Reich, com a derrota do país na Segunda Guerra. Uma outra característica dela é a linguagem acessível e envolvente, que a torna interessante não apenas para especialistas. Os livros foram relançados aqui pelo selo Crítica, da Editora Planeta.

A Chegada do Terceiro Reich, Richard Evans

Editora Crítica, 2017 (3ª edição)

Produtos de Amazon.com.br

O Terceiro Reich no Poder, Richard Evans

Editora Crítica, 2017 (3ª edição)

Produtos de Amazon.com.br

O Terceiro Reich em Guerra, Richard Evans

Editora Crítica, 2017 (3ª edição)

Produtos de Amazon.com.br

Os Alemães

Norbert Elias

 (Zahar/Divulgação)

Embora não trate apenas do nazismo, mas sim de um “perfil” do povo alemão, a investigação minuciosa do desenvolvimento social da Alemanha a partir do século 17 ajuda a construir um panorama sociológico sobre o Holocausto e a ascensão e derrocada do nazismo. O livro foi publicado pela primeira vez em 1996 no Brasil, pela Editora Zahar.

 

Os Alemães, Norbert Elias

Zahar, 1997

 

Eichmann em Jerusalém: um Relato sobre a Banalidade do Mal

Hannah Arendt

 (Companhia das Letras/Divulgação)

Depois de acompanhar o julgamento de um dos principais agentes do Holocausto, o tenente-coronel da SS Albert Eichman, uma reflexão inquietou a mente de Hannah Arendt. Como um indivíduo tão comum, banal, um simples carreirista, foi capaz de cometer tais atrocidades? Não era preciso ser um monstro para aderir ao nazismo? Sua inquietação rendeu o Eichmann em Jerusalém: um Relato sobre a Banalidade do Mal, um livro que reflete e disserta sobre a natureza do mal nos aparatos do Estado durante o século 20 e seu poder de influência sobre as pessoas.

 

Eichmann em Jerusalém: um relato sobre a banalidade do mal, Hannah Arendt

Companhia das Letras, 1999

 

O Diário de Anne Frank

Anne Frank

 (Record/Divulgação)

Diferente dos outros livros da lista, este não fornecerá um amplo relato especializado sobre a história do nazismo, suas implicações políticas e econômicas. Não menos documental, no entanto, ele traz um relato do que foi o nazismo no cotidiano e nas ruas para alguns daqueles que mais sofreram: os judeus. A menina Anne Frank narra desde sua vida antes da ascensão do regime até os anos em que viveu com a família escondida em um sótão. Em 1944 Anne foi levada para um campo de concentração, e em 1945 foi assassinada. O diário foi publicado pela primeira vez em 1947, por decisão de seu pai.

 

O diário de Anne Frank, Anne Frank

Record, 1995

Produtos de Amazon.com.br

 

É Isto um Homem?

Primo Levi

 (Rocco/Divulgação)

Considerado um dos livros mais sensíveis já escritos sobre o Holocausto, o livro reflete antes de tudo sobre a humanidade e a crueldade, questionando o que seria, afinal de contas, ser humano. O autor italiano descreve suas próprias experiências em um campo de concentração e relata um tipo de morte que considerava muito mais cruel que a física: a dos sonhos, lembranças e desejos.

 

É isto um homem?, Primo Levi

Rocco, 2013 (2ª edição)

Produtos de Amazon.com.br