Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Por que é importante ficar de olho nos dados do IBGE para o vestibular

Os levantamentos aparecem em questões e também podem ajudar nos argumentos da redação

Por Juliana Morales Atualizado em 28 Maio 2021, 17h53 - Publicado em 29 Maio 2021, 00h01

Neste 29 de maio, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) completa 85 anos. O órgão é o principal provedor de dados do país. Ele analisa e dissemina informações estatísticas sociais, demográficas e econômicas. É o responsável pelo Censo Demográfico, importante pesquisa feita a cada 10 anos para traçar o panorama da população brasileira.

+ Por que é tão ruim cancelar o censo demográfico

Diante da relevância, levantamentos do IBGE são explorados em provas e devem ter a atenção dos estudantes. De acordo com Israel Castro, professor de geografia do Colégio Anglo Chácara Santo Antônio, tradicionalmente, os exercícios dos principais vestibulares, entre eles Enem, Fuvest, Unicamp e Unesp, costumar trabalhar dados do IBGE em questões que envolvem população (rural e urbana) e economia, como dados sobre o PIB e números sobre produção industrial e agrícola. 

Em casos menos recorrentes, as bancas cobram um aspecto mais específico. Israel exemplifica com uma questão complexa da segunda fase da Unesp 2021 sobre a Floresta Amazônica. “Utilizando um material do IBGE, o enunciado descrevia a região amazônica com termos bem específicos”, conta o professor.

Dicas de estudo

E como se preparar para questões que trazem os levantamentos do IBGE? O primeiro ponto é: nada de tentar memorizar dados. “Os estudantes não precisam decorar dados sobre o desemprego em determinado período, por exemplo, mas entender que vem aumentando ou diminuindo e identificar isso em uma tabela ou gráfico”, explica Castro.

Nesse sentido o professor aconselha que os candidatos acompanhem com regularidade matérias e artigos em jornais e portais de notícias sobre temas importantes pesquisados, como trabalho formal e informal e população urbana. Além de ter contato com os levantamentos, os estudantes vão entender o contexto em que eles se encaixam, o que é fundamental para na parte de atualidades cobrada nas provas.

Continua após a publicidade

+ Saiba como estudar atualidades

Outro ponto a ser aprimorado é a compreensão de diagramas, mapas e gráficos. Uma boa forma de chegar à prova preparado é treinando com questões antigas. Para ajudar os candidatos, o IBGE reuniu todas as questões do Enem, de 2009 a 2017, que utilizaram dados produzidos por eles. As perguntas abordam temas como mediana, pirâmide etária, inflação, migração, biomas, fecundidade e indústria. Além das questões, é possível ver o gabarito comentado e links para outros materiais úteis. Acesse o material gratuitamente aqui.

  • Redação

    Apresentar dados e informações estatísticas é uma ótima ferramenta argumentativa para usar na sua redação. É uma maneira de mostrar conhecimento sobre o assunto e validar o seu argumento a partir da realidade retratada em uma pesquisa.

    Mas, atenção, é preciso usar os números estrategicamente e na posição certa dentro do seu texto. Não basta citar um dado, sem contexto ou explicação. E a fonte também precisa ser confiável e oficial, como o IBGE.

    A plataforma de ensino de redação Imaginie separou dicas sobre como colocar dados na redação. Confira o vídeo a seguir.

    Continua após a publicidade
    Publicidade