logo-ge

Quais músicas estariam na playlist da Anne Frank?

Add subheading

Em um levantamento recente feito com estudantes da rede pública de São Paulo, o livro “O Diário de Anne Frank” foi eleito como o favorito dos alunos. Percebemos aqui no GUIA que o clássico não é querido apenas pelos jovens de SP: em muitas das postagens que fizemos sobre a jovem judia, vítima do Holocausto, foi perceptível a adoração de muitos que mergulharam em seu cotidiano escrito.

Eis que a curiosidade bateu por aqui e resolvemos fazer uma brincadeira: O que Anne estaria escutando em sua conta do Spotify se ela fosse jovem hoje? Aos 15 anos, imaginamos que ela gostaria de pop sueco, bandas indies e rock alternativo alemão. Além de escrever anotações do seu dia-a-dia no anexo, a caçula da família Frank adoraria Nena, dançaria sozinha ao som de Robyn e apreciaria nomes germânicos atuais, como CRO, Wir Sind Helden, Juli e Namika.

Além disso, há na lista canções que remetem a história da jovem, como Anne, de John Fruscinante e Holland, 1945, da banda Neutral Milk Hotel. Escolhemos inserir músicas brasileiras também, afinal, se ela viesse a conhecer Banda do Mar, Cícero e Rodrigo Amarante, é bem possível que gostasse! Você já segue o perfil do GUIA no Spotify? Clique aqui e confira nossas outras playlists.

Dê play e se imagine amigo dessa grande personalidade do passado: