Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

Quatro livros para você estudar história e se divertir

Por Redação do Guia do Estudante Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 16 Maio 2017, 13h47 - Publicado em 9 dez 2011, 17h05

Para descansar enquanto as provas da segunda fase dos vestibulares não começam, um bom livro pode ser uma boa pedida: dá para levar naquela viagem à praia, ler no carro, no avião… Se o livro divertir, mas ajudar a estudar, então melhor ainda! Hora de repor as energias, mas sem deixar de lado a reta final do vestibular, certo?

Confira quatro dicas de livros ótimos que vão lhe ajudar a revisar conteúdos de história, geografia e atualidades.  Além disso, eles são bem variados: são dois livros-reportagem, um romance e uma história em quadrinhos!

Vejo a Terra Prometida – A Vida de Martin Luther King

Vejo a Terra Prometida é uma graphic novel que conta a história de vida de Martin Luther King, ativista americano que lutou pelos direitos civis dos negros e foi assassinado em 1968.

Continua após a publicidade

Editada no Brasil pela WMF Martins Fontes, a obra traz texto do americano Arthur Flowers e desenhos de Manu Chitrakar. Manu, aliás, nasceu na região de Bengala, Índia, e ilustra a obra com desenhos feitos ao estilo indiano das grandes fábulas.

O livro é uma ótima pedida para conhecer de um jeito divertido um momento essencial da história do século 20 e ainda conferir belas ilustrações. Você pode estudar a luta pelos direitos civis dos negros nos EUA, a questão do racismo dos anos 60 e todo o contexto da contracultura e da Guerra Fria dos EUA.

Continua após a publicidade

Ulisses de Bagdá

O livro do escritor francês Eric-Emmanuel Schimitt (Editora Record) é uma história de ficção, mas poderia ser totalmente verídico. Ele conta a história do iraquiano Saad Saad, que, vivendo opressivamente no Iraque do ditador Saddam Hussein, vê seu país ser invadido pelos Estados Unidos, dando início à Guerra do Iraque no contexto da guerra ao terror promovida pelo presidente George Bush.

Quando familiares e sua namorada morrem durante o conflito, Saad decide se tornar um refugiado de guerra e começa uma viagem, sempre como clandestino, com destino a Londres. No caminho, só lhe restará refletir sobre a questão do que é pátria, fronteira e identidade.

Continua após a publicidade

Ótimo para refletir sobre o “século do terror”, a Guerra do Iraque e a questão da xenofobia e dos refugiados.

O Afeganistão Depois do Talibã

Após os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001, o Afeganistão entrou em uma guerra com os Estados Unidos e os nomes “Talibã” e “Osama Bin Laden” se tornaram mundialmente famosos.

A jornalista d’O Estado de S. Paulo Adriana Carranca foi ao Afeganistão duas vezes após os ataques: em 2008 e em 2011, tempos antes da morte de Bin Laden. Dessas duas viagens, Carranca acumulou relatos sobre as pessoas imersas naquele cenário caótico: afegãos, estrangeiros, guerrilheiros.

O resultado dessas histórias – ao lado de belas fotografias – está no livro O Afeganistão depois do Talibã, da Editora Civilização Brasileira, que permite entender a realidade do Afeganistão não sob a ótima da imprensa internacional ou dos Estados Unidos, mas sim sob a ótica de seu povo.

Continua após a publicidade

Candongueiro – Viver e viajar pela África

O livro (Editora Record) é um relato de viagem pessoal do jornalista João Fellet. Quando foi trabalhar em Angola, Fellet viajou pela continente, da África do Sul ao Egito.

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

No livro, um diário de bordo, conta suas experiências, tanto apuros quanto momentos sublimes. O nome candongueiro se refere a pequenas vans que são o meio de transporte mais conhecidos e usados pela população.

O relato pode ser pessoal, mas as informações são precisas. Assim, é uma boa maneira de conhecer a realidade atual do continente africano.

Publicidade
Quatro livros para você estudar história e se divertir
Estudo
Quatro livros para você estudar história e se divertir
Para descansar enquanto as provas da segunda fase dos vestibulares não começam, um bom livro pode ser uma boa pedida: dá para levar naquela viagem à praia, ler no carro, no avião… Se o livro divertir, mas ajudar a estudar, então melhor ainda! Hora de repor as energias, mas sem deixar de lado a reta […]

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

DIGITAL
DIGITAL

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

A partir de R$ 9,90/mês