Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

Tancredo Neves: a história por trás de sua última (e misteriosa) foto

O primeiro presidente civil depois de 24 anos de Ditadura morreu sem tomar posse e deixou uma foto estranha e curiosa que até hoje causa polêmica

Por Politize!
Atualizado em 21 nov 2023, 10h49 - Publicado em 21 nov 2023, 10h48

No dia 21 de abril de 1985, uma notícia parou o país. Tancredo Neves, o primeiro presidente eleito democraticamente após 21 anos de Ditadura Militar, faleceu antes mesmo de tomar posse. Sua morte teve um profundo impacto na nação e marcou um momento crítico na história brasileira – tudo isso eternizado em um clique.

Símbolo de um novo tempo

Tancredo Neves teve uma longa e influente trajetória política brasileira, ocupando diversos cargos ao longo de sua carreira, incluindo de deputado estadual e federal, senador e governador de Minas Gerais. O político mineiro desempenhou ainda um papel fundamental na oposição ao regime militar ao ajudar a fundar o MDB, o partido de oposição permitido pela Ditadura.

Sua eleição indireta como presidente em 1985 marcou um momento importante na redemocratização do Brasil. Após mais de duas décadas de ditadura militar, o Brasil finalmente estava no caminho de volta à democracia. 

+ Vídeo: A história de Dilma Rousseff na luta armada

A doença e a morte

Infelizmente, antes de assumir a presidência, Tancredo Neves adoeceu gravemente. Ele foi submetido a uma série de cirurgias para tratar problemas abdominais. O país acompanhou ansiosamente as notícias sobre sua saúde, e as expectativas de um governo democrático estavam agora ligadas à sua recuperação.

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

Em 15 de março de 1985, o Brasil enfrentou um dia de tensão e incerteza. Tancredo Neves foi submetido a uma cirurgia importante que prometia resolver sua enfermidade. No entanto, sua saúde deteriorou-se rapidamente após a operação, e o presidente entrou em coma, fazendo com que 36 dias depois, ele viesse a óbito, antes mesmo de tomar posse.

Esconderam a morte de Tancredo?

Naquele dia, em meio a inúmeras insinuações sobre o estado de saúde do presidente eleito, o fotógrafo Gervásio Baptista foi chamado para criar uma imagem que pudesse tranquilizar o país. Mas a foto acabou tendo efeito contrário ao retratar Tancredo praticamente de olhos fechados e com uma aparência abatida. No dia seguinte, a revista Veja, afirmou que o presidente contava com duas sondas injetadas em seus braços e outros jornais diziam que ele já estava morto e posava com a ajuda de uma enfermeira.

Mas qual a verdade por trás dessa foto? No sexto e último episódio da Sobreposição, a Politize! conta os bastidores dessa imagem e revela a verdadeira história por trás de um dos cliques mais polêmicos da política brasileira.

Entenda mais no vídeo abaixo:

Entre no canal do GUIA no WhatsApp e receba conteúdos de estudo, redação e atualidades no seu celular!

Compartilhe essa matéria via:

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso GUIA DO ESTUDANTE ENEM e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país.

Publicidade
Tancredo Neves: a história por trás de sua última (e misteriosa) foto
Estudo
Tancredo Neves: a história por trás de sua última (e misteriosa) foto
O primeiro presidente civil depois de 24 anos de Ditadura morreu sem tomar posse e deixou uma foto estranha e curiosa que até hoje causa polêmica

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

DIGITAL
DIGITAL

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

A partir de R$ 9,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.