Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Entenda como funciona o ProUni

Entenda passo a passo o Programa Universidade Para Todos, que oferece bolsas em faculdades particulares para estudantes de baixa renda

Por Redação Atualizado em 14 jul 2020, 15h13 - Publicado em 31 jul 2017, 15h00

Criado em 2004 pelo governo federal, o Programa Universidade para Todos (ProUni) oferece bolsas de estudos de 50% ou 100% em faculdades particulares. O programa acontece duas vezes ao ano: uma no primeiro e outra no segundo semestre.

Para poder se inscrever no ProUni, é necessário ter feito o Enem, obter a nota mínima no exame (média de 450 pontos nas provas e nota acima de zero na redação) -, alem de atender a um dos pré-requisitos necessários.

  • Veja a seguir como conseguir uma bolsa no ProUni:

    Tipos de bolsa de estudo

    O ProUni oferece dois tipos de bolsas: integral e parcial (50% da mensalidade). A bolsa integral é para estudantes com renda familiar, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. A bolsa parcial é destinada aos estudantes com renda familiar, por pessoa, de até três salários mínimos.

    Os estudantes que conseguirem a bolsa parcial podem ainda se cadastrar no Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) para financiarem a outra parte da mensalidade da universidade.

    Perfil dos candidatos

    Além de ter prestado o Enem, ter conseguido um mínimo de 450 pontos na média das provas e não ter zerado na redação, para conseguir uma bolsa do ProUni é preciso atender a pelo menos um dos pré-requisitos abaixo:

    – ter renda familiar, por pessoa, de ate três salários mínimos;
    – ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou ter cursado parte ou todo o ensino médio em escola privada com bolsa integral;
    – ser portador de deficiência física;
    – ser professor da rede pública de ensino básico, concorrendo a vagas em cursos de licenciatura, normal superior ou pedagogia.

    Continua após a publicidade

    Inscrições

    As inscrições serão feitas em apenas uma etapa, pelo site do ProUni. O candidato precisará inserir seu número de inscrição e senha do Enem.

    Ao entrar no site, é possível escolher até duas opções de instituições, cursos e turnos dentre as disponíveis, de acordo com sua ordem de preferência. Durante o período de inscrição, é possível alterar suas opções. Será considerada válida somente a última inscrição realizada.

    Acompanhamento diário

    Uma vez por dia o ProUni calcula a nota de corte (menor nota para ficar entre os potencialmente selecionados) para cada curso – com base no número de vagas disponíveis e nas notas dos candidatos inscritos naquele curso. Com isso, o estudante sabe se a sua nota lhe permite obter a bolsa na faculdade que deseja e, caso contrário, pode alterar suas opções.

    Divulgação dos resultados

    Ao final do período de inscrição é realizada a pré-seleção de aprovados, que é feita a partir da nota do Enem. Os candidatos são selecionados em sua opção de maior prioridade. Mas, caso o curso de sua primeira opção não esteja mais disponível, o estudante é selecionado para segunda opção e assim por diante.

    Matrícula na universidade

    Após ter sido pré-selecionado pelo ProUni, o estudante deve comparecer à secretaria da instituição de ensino superior para qual foi aprovado, portando os documentos necessários para comprovar as informações mencionadas na ficha de inscrição.

    Depois que todas as informações forem checadas, o estudante assina o Termo de Concessão e é inserido no programa de bolsa.

    Bom desempenho

    As bolsas do ProUni valem para toda a duração do curso, mas para continuar recebendo o benefício é preciso se esforçar. O recebimento da bolsa só continuará se o estudante for aprovado, no mínimo, em 75% das disciplinas cursadas em cada período letivo.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade