Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

6 graduações para quem ama animais (e que não são biologia ou veterinária)

Que tal trabalhar evitando maus tratos a animais? Ou então protegendo o ambiente em que vivem? Conheça aqui outras graduações dedicadas aos bichinhos

Por Carolina Unzelte
Atualizado em 13 jun 2023, 17h42 - Publicado em 25 Maio 2023, 12h27

Se você gosta de animais, provavelmente já pensou em algum momento da vida que cursar ciências biológicas ou medicina veterinária seria a melhor opção para você. Mas não tem por quê ficar limitado a essas duas alternativas, se o seu objetivo é cuidar do bem-estar e da sobrevivência de bichos. É possível trabalhar com animais de inúmeras formas: preservando o meio ambiente, desenvolvendo manejos mais humanos durante a criação, pensando em tratamentos de saúde, melhorando a qualidade dos oceanos. 

Separamos aqui outras seis graduações que podem interessar para quem sabe que cuidar de outras espécies é tão importante quanto cuidar da nossa:

1. Agronomia

Quem cursa agronomia tem a oportunidade de lidar com animais típicos da zona rural: cavalos, vacas, galinhas, porcos… Na graduação, você vai aprender sobre as melhores práticas de saúde e bem-estar animal, incluindo a nutrição dos bichinhos e o combate a doenças. Algumas pesquisas em agronomia incluem o design de currais mais confortáveis para o gado, por exemplo. Depois de formado, a pessoa pode atuar complementarmente aos veterinários e zootécnicos em fazendas. 

2. Ecologia

Esta graduação foca nas relações entre animais, plantas, humanos e o meio ambiente em que todos nós vivemos. O objetivo é identificar e mitigar os impactos da ação humana sobre cada ecossistema – e garantir a sobrevivência das outras formas de vida. É possível trabalhar com pesquisas, investigando, por exemplo, o efeito que defensivos agrícolas podem ter sobre os animais que vivem naquele ambiente (para além das pestes que os agrotóxicos combate). Outra área de atuação dos ecologistas é em órgãos públicos, avaliando as possíveis consequências ambientais de uma obra, como uma hidrelétrica ou um garimpo, sobre a fauna de uma determinada região.

Continua após a publicidade

+ Pesquise os cursos de seu interesse na nossa busca de Universidades 

3. Zootecnia

Assim como a agronomia, a área da zootecnia se dedica aos animais domesticáveis, potencializando a rentabilidade de sua produção, sem perder de vista a nutrição adequada e a qualidade de vida dos bichos. Para isso, os zootécnicos podem atuar também com pesquisas de melhoramento genético e reprodução – como inseminação artificial, e fertilização in vitro. A atuação do zootécnico pode se dar em vários pontos da cadeia de produção animal, das fazendas às indústrias do setor. 

4. Engenharia ambiental

O engenheiro ambiental é o responsável por minimizar os impactos ambientais das ações humanas, incluindo a preservação da fauna nativa. Disciplinas voltadas para a biologia podem compor a grade, assim como matérias envolvendo física, química e análise de dados. Essa é uma graduação bem qualificada: como engenheiro, o profissional pode autorizar ou melhorar obras, por exemplo. A atuação é diversa: ONGs, órgãos governamentais, institutos de pesquisa e empresas. 

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

5. Gestão ambiental

Quem estuda gestão ambiental também pode cuidar dos bichinhos, à medida que se qualifica para administrar o impacto de projetos no meio ambiente. Enquanto engenharia ambiental é um curso mais voltado para as exatas, a gestão ambiental pesa mais nas disciplinas de administração e ciências humanas. Assim como seus colegas engenheiros, os gestores podem trabalhar tanto no setor público como privado. Ao atuar em fazendas, o gestor ambiental pode planejar sistemas que reaproveitam os resíduos animais como fertilizantes em lavouras, por exemplo, ou então elaborar maneiras de reutilizar águas de irrigação para tanques de peixe. 

6. Oceanografia

Se você tem um fraco por animais marinhos, esse curso é uma boa pedida. Na graduação em oceanografia, o aluno vai se concentrar nos oceanos, mares, rios e lagos, tanto em suas partes vivas, isto é, os bichinhos e plantas, quanto nos aspectos abióticos, como rochas e a relação com atmosfera. Depois de formado, o oceanógrafo pode trabalhar com pesquisa, gerenciamento de reservas marinhas e também elaborando estudos de impacto ambientais para projetos diversos.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade
6 graduações para quem ama animais (e que não são biologia ou veterinária)
Mundo do Trabalho
6 graduações para quem ama animais (e que não são biologia ou veterinária)
Que tal trabalhar evitando maus tratos a animais? Ou então protegendo o ambiente em que vivem? Conheça aqui outras graduações dedicadas aos bichinhos

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

DIGITAL
DIGITAL

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

A partir de R$ 9,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.