logo-ge

Dá para fazer Direito e trabalhar com crianças?

Você pergunta, nossos especialistas respondem

Sempre me identifiquei com a área de Humanas, sonho em exercer uma profissão na qual eu pudesse ajudar as pessoas e prezo o certo e o justo. Por esses motivos, penso em optar pelo Direito. Entretanto, sou boa em Química e simplesmente apaixonada por crianças, o que já me fez pensar em Medicina (na pediatria) também. A minha dúvida é: no Direito, teria como eu trabalhar direta e abertamente com as crianças? Obrigada!

Júlia Buzzi

POR JULIANA RISSARDI, sócia-consultora da People & Results

Oi, Júlia,

Começando pelo autoconhecimento, vejo que você tem boa percepção de si mesma. Mas para que você tenha uma clareza maior de sua escolha, me parece que precisa considerar com grande peso sua primeira frase da pergunta: “sonho em exercer algo que pudesse ajudar as pessoas” — e isso conta muito. Nosso sonho é o que nos move e o que nos leva a ser cada dia melhores em nossas profissões.

Sabendo desse sonho, arrisco dizer que você pode, SIM, estudar nas duas opções. Mas, para te ajudar na escolha, considero importante aprofundarmos um pouco sobre as características de cada curso.

O Direito lhe dará inúmeras possibilidades de carreira de atuação, desde um advogado cível defendendo crianças e adolescentes até um juiz para causas de adoção (aproveitando que você quer trabalhar com crianças). É um curso de muita leitura e método bem definido.

Já na carreira de Medicina é importante saber que terá desde o começo momentos críticos (que não são todos que gostam): estudar o corpo humano e seu detalhamento. Além disso, é um curso em que você terá uma mistura de muita leitura, referências e aprofundamento. São dois cursos com grande intensidade de estudos e complexidade.

O que é imprescindível? Conversar e conhecer cada uma dessas atuações na prática, aí sim, falando com pessoas que já são formadas e atuantes na área. Essa investigação pode acontecer tanto pesquisando o que está disponível na internet quanto conversando com a maior quantidade de pessoas atuantes na área para entender o dia a dia da profissão e ter mais segurança.

Passar um tempo acompanhando o dia a dia de uma vertente que te agrada ajuda muito na decisão. Uma dica valiosa é: entenda o que de mais legal tem no dia a dia desses advogados, juízes, promotores e pediatras, e também o aquilo que não é tão legal assim, mas que faz parte!

 Essa investigação toda, feita por completo, vai te dar respostas precisas, seja para seguir com ambas, escolher uma delas, ou se ver de mãos vazias e em busca de outra alternativa. Se isso acontecer, basta repetir o mesmo passo a passo!

Envie suas dúvidas para nosso canal de Orientação Profissional

People & Results

Empresas são feitas de profissionais. São eles que constroem, transformam e perpetuam a cultura corporativa. Quando colocadas em posições que exigem aquilo que cada um tem de melhor, alcançam desempenho superior, são mais felizes. Portanto, cuidar da cultura da empresa e da carreira é peça fundamental na gestão de pessoas e para o sucesso nos negócios. Em suma, pessoas e resultados são o nosso negócio.
(A consultoria, especializada em carreira e cultura organizacional, responderá periodicamente as dúvidas dos leitores do GE).