logo-ge

Devo trabalhar em laboratórios ou cuidando de pessoas?

Orientador profissional esclarece

Tenho muito apreço por cuidar de pessoas, e por isso penso em fazer Fonoaudiologia ou Fisioterapia. Porém, gosto muito de biologia e química, o que me leva a Farmácia ou Biomedicina. O que eu devo levar em conta: a minha facilidade em cuidar do próximo ou o meu gosto pela química e biologia?
Enviado por Juliana

As profissões citadas por você dirigem-se aos cuidados com a saúde, mesmo que de formas diferentes. Nesse sentido, em todas de alguma forma está presente a ideia de “cuidar do próximo”.

De fato, como biomédica ou farmacêutica seu contato direto com as pessoas será muito menor, mesmo que em determinados setores de atuação isto não seja totalmente impossível. Por exemplo, pode caber ao farmacêutico a orientação de pacientes internados ou não quanto ao processo de medicação, ou ao biomédico a coleta de informações para o detalhamento de exames ou pesquisas, mas isto não é a atividade principal.

Observe que outras variáveis devem ser observadas em sua escolha. O objeto central de investigação de cada profissão é diferente, bem como a especificidade de intervenção, por exemplo. O fonoaudiólogo estuda os processos neurológicos, psicomotores e de aprendizagem envolvidos na comunicação verbal, e sua intervenção ocorre basicamente em consultórios em que propõe e acompanha exercícios ligados à fala, à audição e a deglutição. O fisioterapeuta estuda o aparato músculo-esquelético e trabalha com exercícios físicos, por exemplo.

Considere também variáveis como campo e mercado profissional, expectativas quanto a remuneração e conteúdo dos cursos (grades curriculares). Trazer mais variáveis à discussão pode parecer “complicar” sua escolha, mas na verdade tornar a decisão mais qualificada.

Leia mais:
– Como está o mercado para quem cursa Farmácia?
– Você se identifica com Fonoaudiologia?