Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Dizem que devo fazer Medicina, mas gosto de ensinar. E agora?

Orientador profissional esclarece

Por Redação Atualizado em 21 jun 2017, 17h40 - Publicado em 17 ago 2016, 17h13

Dizem que devo escolher Medicina, mas, apesar de ter interesse na área de Saúde, não me imagino sendo médica, mas sim ensinando. É melhor fazer licenciatura?
Enviado por Fernanda

As licenciaturas são dirigidas para o professor de níveis fundamental e médio. Para o nível fundamental I (primeiro ao quinto ano), a formação exigida é em Pedagogia. No fundamental II e no médio, as licenciaturas ocorrem por áreas de conhecimento (Física, Ciências Biológicas, Matemática, Educação Física, História, Geografia, Ciências Sociais, Ciências Naturais e Exatas, Ciências da Natureza, Geociências e Educação Ambiental, entre outras).

Para que alguém possa lecionar no ensino superior, legalmente, basta que uma pessoa se gradue em qualquer curso de ensino superior. Essas instituições devem contar com 25% de mestres e doutores em seus quadros de professores (podendo os outros 75% serem apenas graduados ou portadores de título de especialista). Nas universidades públicas os concursos quase sempre exigem o título de doutor. De toda forma, a realização de pós-graduação stricto sensu (mestrado e doutorado) é o caminho esperado para quem deseja lecionar no nível superior, inclusive porque esta formação é também (e essencialmente) dirigida para a formação do pesquisador, do cientista.

Ao afirmar se interessar em lecionar, você não indica as áreas que mais lhe atraem: há alguma? Em que nível você gostaria de atuar? Que outras carreiras na área da saúde poderiam lhe atrair? A formação em Medicina também lhe atrai?

Já considerou a possibilidade de se tornar pesquisadora e professora universitária em Medicina? Há linhas de pesquisa muito variadas nessa área: medicina tropical (em que o Brasil é líder mundial), biotecnologia, células-tronco, oncologia, saúde da mulher, doenças infecciosas, saúde pública,e todas as outras ligadas a cada especialidade médica.

>> As carreiras que você pode seguir com Medicina

Sua decisão envolve diversas variáveis. Uma delas é com certeza o prestígio social da carreira em Medicina; mas há também a grande diferença quanto a concorrência no vestibular e as expectativas de remuneração média entre Medicina e licenciaturas, expectativas familiares, perspectivas de desenvolvimento de carreira.

Considere as opções e as questões apresentadas. O processo de escolha profissional deve considerar o maior número de variáveis possível, informações amplas e detalhadas sobre cada elemento envolvido e uma boa dose de coragem. Não é um processo simples, pois, além dos ganhos conquistados quanto a um projeto de vida, envolve inevitavelmente riscos e perdas parciais, seja qual for a escolha.

Continua após a publicidade
Publicidade