Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Mulheres têm espaço na Engenharia Biomédica?

Você pergunta, nossos orientadores respondem

Por Redação Atualizado em 24 mar 2020, 13h50 - Publicado em 20 mar 2020, 13h33

A Engenharia Biomédica é um cargo bom para mulheres? E elas estão ganhando espaço no mercado de trabalho?

Samira Ferreira

Por JULIANA RISSARDI, sócia-consultora da People & Results 

Oi, Samira,

Desafiador responder a sua pergunta, ainda mais sendo mulher e profissional. Eu começaria dizendo que Engenharia Biomédica não é um cargo mas um curso. Ou seja, é uma formação que se especializa em desenvolver equipamentos médicos, biomédicos e odontológicos tanto para o diagnóstico de doenças quanto para tratamentos.

Se isso é o que te interessa como profissão, sim, é uma área bastante promissora, principalmente pela expansão da tecnologia ligada à área médica. Lembrando que esse é um curso que envolve conceitos básicos da Engenharia, Ciências, e Saúde. 

Em segundo lugar, sobre ser bom para as mulheres, com a grande repercussão que o movimento feminino pela igualdade tem sido colocado na mídia, acredito que todas as profissões e cursos sejam também destinados às mulheres, porque ao final o que deve fazer a diferença na profissão são seus resultados, dedicação e paixão pelo que se faz. A identidade de gênero é só um mero detalhe. 

Envie suas dúvidas para nosso canal de Orientação Profissional

People & Results

Empresas são feitas de profissionais. São eles que constroem, transformam e perpetuam a cultura corporativa. Quando colocadas em posições que exigem aquilo que cada um tem de melhor, alcançam desempenho superior, são mais felizes. Portanto, cuidar da cultura da empresa e da carreira é peça fundamental na gestão de pessoas e para o sucesso nos negócios. Em suma, pessoas e resultados são o nosso negócio.
(A consultoria, especializada em carreira e cultura organizacional, responderá periodicamente as dúvidas dos leitores do GE).

 

Continua após a publicidade
Publicidade