Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

O que colocar em habilidades no currículo?

O primeiro passo é entender que o currículo serve, acima de tudo, para definir se você tem ou não tem alinhamento com a vaga aberta

Por Redação Atualizado em 5 fev 2021, 16h56 - Publicado em 21 jan 2021, 19h26

Este texto foi originalmente publicado no portal Na Prática, parceiro do GUIA DO ESTUDANTE.

Saber como descrever as suas habilidades no currículo é essencial para passar da primeira peneira feita pelos recrutadores. Errar nessa fase inicial é crucial e, muitas vezes, pode acabar fazendo com que você não seja selecionado(a) para as próximas etapas. Tenha em mente que o seu currículo é o seu cartão de visitas. Ele é o seu primeiro contato com novas oportunidades e precisa te representar muito bem.

O primeiro passo é entender que o currículo serve, acima de tudo, para definir se você tem ou não tem alinhamento com a vaga aberta. Pensando nisso, quais são as habilidades mais importantes para você mostrar que seria a pessoa ideal para executar as atividades descritas pela empresa e conseguir chegar até a próxima fase do processo seletivo? 

É preciso agir estrategicamente e transmitir credibilidade, se comunicando com clareza e objetividade. Para você conseguir chegar lá, separamos algumas dicas.

O que colocar em habilidades no currículo em 3 dicas

#1 Edite o seu currículo de acordo com a vaga pretendida

Enviar o mesmo currículo para todas as vagas é um erro que costuma resultar em uma reprovação logo de cara. 

Na hora de se aplicar para qualquer processo seletivo, o mais importante é prestar muita atenção na descrição da vaga. Analisando essas informações você consegue saber exatamente quais são as necessidades e prioridades da empresa.

A partir disso, você deve escolher quais são as informações mais relevantes que devem ser apresentadas no seu currículo. Quais habilidades, experiências e resultados te deixam mais próximo do perfil desejado para aquela oportunidade específica de emprego? 

Também é importante saber que, muitas vezes, a triagem é feita com a ajuda de softwares que identificam palavras-chave que fazem com que o seu currículo ganhe destaque.

Por isso, faça um currículo para cada candidatura, pensando estrategicamente em quais serão as habilidades mais valorizadas pelos recrutadores para a vaga em questão. 

#2 Escolha apenas as habilidades essenciais

Depois de entender mais sobre a vaga, pense nos seus pontos fortes e escolha falar sobre os que mais se encaixam dentro do perfil desejado. 

Não adianta fazer uma lista gigante com 10 habilidades diferentes só para deixar o currículo mais “bonito”. Isso não vai torná-lo mais atrativo… pelo contrário: só irá mostrar que você é pouco objetivo.

Priorize e dê destaque para as habilidades que realmente fazem sentido. Você pode apresentá-las em formato de lista e descrever brevemente os resultados que já conquistou por meio de cada uma delas.   

#3 Não faça um currículo “enrolação”

Continua após a publicidade

Continuando a falar sobre objetividade, pense que ao olhar para um currículo, os recrutadores querem encontrar só informações que realmente os ajudem a tomar uma decisão. 

Tudo o que não for essencial e estiver lá só para “encher linguiça” deve ser eliminado. 

Você acha que o profissional que está te analisando prefere um currículo simples e objetivo ou um super prolixo e com várias informações que não servem para mostrar nada?

#4 Evite ser genérico demais

Ao descrever as suas habilidades e experiências, faça isso da maneira mais específica e breve possível. 

Ao falar sobre o seu objetivo, por exemplo, pense em como o seu plano pessoal de carreira está vinculado com a oportunidade pretendida. As empresas valorizam o profissional que sabe aonde quer chegar.

Se você apenas copia e cola uma meta genérica, a impressão que dá é que você enviou ou poderia ter enviado o mesmo currículo para várias empresas diferentes. 

Ser específico ajuda quem está te avaliando e também é a melhor opção para você transmitir uma ideia realmente clara do seu perfil logo de cara.

#5 Busque ressaltar o seu diferencial

Sempre que possível, tente encontrar e evidenciar as suas habilidades que provavelmente não são tão comuns em outros candidatos.

Por exemplo, você sabe que um ponto fraco entre os profissionais da sua área costuma ser a inovação e tem resultados concretos que surgiram a partir de alguma iniciativa inovadora liderada por você? 

Apresente as suas credenciais e destaque-se!  

Ter um bom currículo é só o primeiro passo na hora de garantir a contratação. No curso online Processos Seletivos Na Prática, você vai aprender o que fazer em todas as etapas para ficar mais perto do sim. 

Usando as técnicas certas, é possível se destacar mesmo nos processos seletivos mais disputados. E quem vai te ensinar tudo isso são os maiores especialistas em recrutamento e mercado de trabalho do Brasil.

Quero Bolsa | Procurando por bolsas de estudo para graduação, pós-graduação ou técnico?! Garanta até 75% do valor da mensalidade. Saiba mais!

 

Continua após a publicidade
Publicidade