Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

ONG abre inscrições de curso gratuito para formação de programadores

Serão disponibilizadas 360 vagas para pessoas residentes em regiões metropolitanas de oito estados do país

Por Wender Starlles 22 jun 2021, 17h57

A ONG Recode está com as inscrições abertas para o curso Recode Pro 2021, cujo objetivo é qualificar como programadores pessoas em situações de vulnerabilidade social. São 360 vagas oferecidas para moradores de regiões metropolitanas de oito estados. Devido à pandemia de Covid-19, todas as aulas serão online.

Para participar do curso o candidato precisa atender aos pré-requisitos estabelecidos: ter idade entre 18 a 39 anos; renda per capita de até um salário mínimo; ensino médio completo e morar nas regiões metropolitanas de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Recife, Salvador, Curitiba, Florianópolis ou Porto Alegre.

As inscrições podem ser realizadas até o dia 28 de junho neste site. Porém, para concorrer às vagas é necessário que o candidato realize formações online em outros dois cursos da plataforma: “Gestão de Projetos e Aplicativos de Impacto” e “ProgramAção”. Além disso, há um teste de raciocínio lógico obrigatório. O prazo máximo para o cumprimento de todos os itens dessa etapa também está marcado para o dia 28. Por isso, recomenda-se preencher a matrícula com antecedência.

A partir do desempenho dos candidatos na fase anterior, serão convocados 1.350 pessoas para a segunda etapa: um Hackathon Virtual, que acontecerá entre os dias 19 e 21 de julho. Na última fase, os pré-selecionados passarão por uma entrevista individual. As aulas estão previstas para acontecer entre agosto deste ano e fevereiro de 2022.

De acordo com Anna Paula Colacino, gerente de Programas da Recode, a área de programação é uma das mais promissoras da atualidade e tem sido muito demandada pelas empresas. “O Recode Pro vem contribuindo significativamente para a prática de contratações com valor social e com as políticas de diversidade e inclusão, sem que, para isso, as contratantes precisem abrir mão de profissionais de qualidade”, comenta. Segundo a ONG, na edição de 2019, em nove meses, 92% dos alunos formados já estavam trabalhando no setor, recebendo um salário médio de R$4.985. 

  • Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do Poliedro, que é recordista em aprovações na Medicina da USP Pinheiros.

    Continua após a publicidade
    Publicidade