logo-ge

Posso fazer Pedagogia mesmo ficando nervosa ao falar em público?

Orientador profissional esclarece

Meu nome é Maria, tenho 40 anos e ainda não consegui ter uma profissão. Agora com meus dois filhos adultos. estou querendo muito fazer Pedagogia. A minha pergunta é: tenho muita dificuldades para falar em público. Fico tremendo, tenho medo do ridículo e quero sair correndo da tal situação. Será que esse curso pode me ajudar a ser normal?
Enviado por Maria

Muitas vezes as pessoas consideram que já devem realizar um curso superior com certas “qualidades” totalmente desenvolvidas. Se assim fosse, a graduação não faria tanto sentido como etapa de formação profissional.

Os cursos de graduação não se prestam apenas a apresentar conteúdos teóricos e técnicas específicas à profissão, mas também desenvolvem certas posturas e atitudes diante do trabalho que o profissional formado irá realizar. Durante a graduação em pedagogia (saiba mais sobre o curso aqui) o aluno é levado a compreender a natureza da relação entre professor e aluno, a entender o espaço da sala de aula (os recursos que pode e deve utilizar, os papéis a serem desenvolvidos), a experimentar situação simuladas de aula, a realizar estágios inicialmente de observação em escolas (passando gradativamente a atividades mais diretas com alunos), sempre com orientação de seus próprios professores.

Explore a lista de profissões do Guia do Estudante

Eventualmente, se você identificar que mesmo essas situações não lhe permitam superar a inibição de que fala em sua pergunta, você poderá buscar auxílio de especialistas (cursos extras de oratória em público, apoio de psicólogos, fonoaudiólogos, etc).

É importante que você identifique as reais motivações para cursar pedagogia: conhecer bem o curso, as áreas de atuação profissional, os objetivos que pretende alcançar pessoal e socialmente com a profissão. Se o interesse é muito forte diante destas variáveis, a superação de desafios ocorrerá de forma mais tranquila. Procure ter claro que o curso não pode nem deve servir como uma forma de “cura”; neste caso, o mais adequado é buscar diretamente ajuda profissional.​

Leia mais:
– Quais as perspectivas para o profissional de pedagogia?
– Dá para cursar Pedagogia depois dos 40 anos?
– TESTE: Descubra qual o seu tipo de personalidade e com que carreiras tem mais afinidade