logo-ge

Qual a diferença entre Psicologia e psiquiatria?

Você pergunta, nossos orientadores respondem

Quais as principais diferenças entre essas duas profissões? Qual seria a mais benéfica, considerando que as duas estudam o comportamento humano?

Marília Costa

Por JULIANA RISSARDI, sócia-consultora da People & Results 

Olá, Marília,

Apesar de serem profissões correlatas, o tipo de formação de cada uma é bem diferente. Portanto, é difícil dizer se tem uma melhor do que a outra. A escolha vai depender muito do que você quer para sua carreira e como você pensa em trabalhar com cada uma delas. O que elas têm em comum é a vontade de ajudar as pessoas em seus problemas mentais, emocionais e comportamentais. 

Para te ajudar vamos explicar sobre como funciona cada curso. 

O psicólogo é formado no curso de Psicologia, que tem uma duração média de cinco anos. O psicólogo trata transtornos mentais e comportamentais através de diversos tipos de terapias que você aprenderá durante a faculdade. Para se formar, é obrigatório ter horas de estágio para aplicar na prática os conceitos aprendidos, e isso normalmente é feito dentro do próprio curso. Psicólogos são habilitados a aplicar testes vocacionais, de comportamento e de personalidade para ajudar no processo de reflexão do indivíduo. 

Já o psiquiatra é uma especialidade médica. Portanto, para ser psiquiatra é necessário cursar a faculdade de Medicina e depois fazer o período de residência em psiquiatria (residência é como se fosse o estágio dentro da área escolhida). A residência tem duração de, no mínimo, três anos. O psiquiatra também trata todo tipo de transtorno mental e psíquico através da clínica e prescrição de medicamentos.

É muito comum o psicólogo e o psiquiatra trabalharem juntos em um trabalho multidisciplinar, ajudando o paciente a reencontrar o equilíbrio emocional e mental. 

Boa sorte!

Envie suas dúvidas para nosso canal de Orientação Profissional

People & Results

Empresas são feitas de profissionais. São eles que constroem, transformam e perpetuam a cultura corporativa. Quando colocadas em posições que exigem aquilo que cada um tem de melhor, alcançam desempenho superior, são mais felizes. Portanto, cuidar da cultura da empresa e da carreira é peça fundamental na gestão de pessoas e para o sucesso nos negócios. Em suma, pessoas e resultados são o nosso negócio.
(A consultoria, especializada em carreira e cultura organizacional, responderá periodicamente as dúvidas dos leitores do GE).