Assine Guia do Estudante ENEM por 15,90/mês
Continua após publicidade

Qual é a diferença entre astronomia, engenharia astronômica e aeronáutica?

Há muitos caminhos que possibilitam uma carreira estudando o espaço. Conheça aqui algumas opções e escolha a sua

Por Redação do Guia do Estudante
Atualizado em 5 out 2023, 15h46 - Publicado em 5 out 2023, 15h45

A pergunta desta semana foi enviada pela Malu Braga, pelo Instagram. Quem responde é Carlos Marmo, doutor em Engenharia Elétrica pela USP, e professor do cursinho Anglo e autor dos materiais didáticos do Sistema Anglo de Ensino.

Se você também quiser ter a sua dúvida respondida, mande DM nas nossas redes sociais ou uma mensagem para guiadoestudante@abril.com.br

 

“Gosto de questões sobre o espaço. Devo fazer Engenharia astronômica (UFABC), astronomia (USP), ou engenharia aeronáutica (USP) e depois uma pós?”

“A Astronomia obriga a nossa alma a olhar para cima e a levar-nos do nosso mundo para outro”. A República, Platão (428 a.C. – 348 a.C).

Continua após a publicidade

Ao longo de milênios, seja pela paixão, razão ou espiritualidade, não foram poucas as pessoas que dedicaram suas vidas a estudar o Universo através dessa pequena janela que é uma linda noite estrelada. Nas últimas décadas, porém, a engenhosidade humana proporcionou novas e diferentes maneiras de explorar o Universo, sua origem e evolução, sua composição e seus fenômenos. E foi assim que realizamos diversas visitas tripuladas à Lua, enviamos robôs para explorar a superfície de Marte, lançamos sondas espaciais que já estão ultrapassando os limites do sistema solar, construímos diversos tipos de telescópios terrestres e pusemos milhares de satélites em órbita terrestre, incluindo estações e telescópios espaciais. 

Tudo isso sem contar os inúmeros laboratórios terrestres que são utilizados para pesquisas científicas e tecnológicas de auxílio à pesquisa especial, como os famosos aceleradores de partículas.

Para contribuir com todos esses projetos, foram desenvolvidos, em todo o mundo, diversos cursos de graduação e pós-graduação em Ciências Espaciais, como, por exemplo, Astronomia, Astrofísica, Cosmologia, Engenharia Aeronaútica, Medicina Aeroespacial, Astrobiologia, Geofísica Planetária e Astronáutica. Aqui no Brasil, há diversas instituições públicas que oferecem cursos de qualidade nessas áreas, como, por exemplo, ITA, USP, Unicamp, Unesp, UFABC, UFRJ, UNB, UFMG, UFRGS, UFS e UFSC. Em alguns casos, o ingresso em um determinado curso pode ser bastante dificultado, já que os vestibulares de algumas dessas instituições podem ser muito concorridos, apresentando provas de elevado grau de complexidade, como é o caso do famoso Instituto Tecnológico Aeroespacial de São José dos Campos, o ITA

No entanto, campo das Ciências Espaciais é bastante diversificado e multidisciplinar, oferecendo uma ampla gama de oportunidades de carreira. Desse modo, para quem realmente quer trabalhar nessa área, é perfeitamente possível, primeiramente, cursar uma graduação possivelmente menos concorrida, como Física, Química, Biologia, matemática ou mesmo Engenharia (Elétrica, Mecânica, Mecatrônica etc.) para depois, cursar uma pós-graduação específica em Ciências Espaciais.

Busca de Cursos

Continua após a publicidade

Deixo, por fim, um conselho para os estudantes: se não der para fazer Engenharia Aeronáutica no ITA, não precisa se desesperar. Você pode fazer Engenharia Mecânica e depois uma pós-graduação em Aerodinâmica, por exemplo. Quando se trata de Ciências Espaciais, as opções são diversas. É algo tão amplo que você pode ser médico (ou até biólogo ou fisioterapeuta) e fazer uma pós-graduação em Medicina Aeroespacial para estudar os efeitos da ausência de gravidade no corpo humano, para saber a hora de trazer um astronauta de volta sem danificar demais a estrutura óssea muscular. Você também pode se dedicar à pesquisa física de partículas – aí, não necessariamente precisa ser um engenheiro aeronáutico. Você pode se formar em Física mesmo e estudar coisas do espaço, analisando, por exemplo, sinais de radiotelescópios, como um gigante que existe na China, de 500 metros. 

Compartilhe essa matéria via:

Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso GUIA DO ESTUDANTE ENEM e tenha acesso a todas as provas do Enem para fazer online e mais de 180 videoaulas com professores do Poliedro, recordista de aprovação nas universidades mais concorridas do país.

Publicidade
Qual é a diferença entre astronomia, engenharia astronômica e aeronáutica?
Mundo do Trabalho
Qual é a diferença entre astronomia, engenharia astronômica e aeronáutica?
Há muitos caminhos que possibilitam uma carreira estudando o espaço. Conheça aqui algumas opções e escolha a sua

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se você já é assinante faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

DIGITAL
DIGITAL

Acesso ilimitado a todo conteúdo exclusivo do site

A partir de R$ 9,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.