Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Quer trabalhar com cerveja? Veja as possibilidades no mundo cervejeiro

O ramo cervejeiro, forte no Brasil, tem trazido boas oportunidades em diversas áreas

Por Juliana Morales Atualizado em 27 nov 2020, 22h08 - Publicado em 27 nov 2020, 22h04

O Brasil é o terceiro maior fabricante mundial de cerveja, com 13,3 bilhões de litros produzidos, atrás, somente, da China (46 bilhões) e dos Estados Unidos (22,1 bilhões). E especialistas apontam que esse mercado continuará crescendo nos próximos anos.

Quem apenas vê a “breja” gelada na mesa, pode não pensar em como chega até ali. Fazer cerveja envolve diversas etapas e processos químicos e muitos profissionais estão por trás.

Mas se você adora a bebida e já pensou em trabalhar no mercado cervejeiro, saiba que há oportunidades bem bacanas em pequenas, médias e grandes cervejarias, importadoras e distribuidoras, bares e restaurantes, escolas cervejeiras e eventos.

Para entender melhor sobre as possibilidades nesse ramo, conversamos com Luana Moraes, gerente de RH (Talent Acquisition) e a Beatriz Ruiz, gerente de Educação Cervejeira e Experiências de cervejas craft, ambas do Grupo HEINEKEN. 

Mestre cervejeiro e sommelier de cervejas

O mestre cervejeiro cuida de todo o processo produtivo de cervejas nas fábricas: desde a seleção dos ingredientes necessários, a composição dos elementos, até verificar a qualidade e o sabor no final da produção.

“Já o sommelier de cervejas entende do serviço, da análise sensorial, dos estilos de cerveja, como servir, como harmonizar com alimentos diferentes”, explica a sommelier Beatriz Ruiz. Esses profissionais trabalham normalmente em bares, restaurantes, importadoras/distribuidoras/cervejarias, indicando, vendendo e/ou servindo cervejas.

As duas áreas não têm uma formação acadêmica específica, nem um curso superior específico. A Beatriz, por exemplo, é formada em Letras.

Mas, principalmente, com a popularização da cerveja artesanal, a oferta de cursos para quem quer ser mestre cervejeiro ou sommelier – do nível básico ao avançado – aumentaram, como relata a jornalista Juliana Simon, sommelière de cervejas, mestre em estilos e especialista em harmonização pelo Instituto da Cerveja Brasil, em seu blog Siga o Copo, no Uol. Confira aqui a lista de indicações que a especialista selecionou de onde estudar. 

Continua após a publicidade

Esteriótipos

Beatriz conta que muitas pessoas ainda têm a ideia equivocada que trabalhar na produção de cerveja é o melhor trabalho do mundo, porque os cervejeiros bebem o dia todo. Ela rebate: “Não posso dizer que não é uma profissão incrível, mas temos responsabilidades e partes burocráticas do trabalho como em qualquer área”.

A sommelier também afirma, por experiência própria,  que os estereótipos em relação à profissão continuam, principalmente, na questão de gênero. “Quando alguém pensa nessas profissões, logo vem a imagem da pessoa do sexo masculino, com barba, o típico “beer geek”. Perguntas como ‘nossa, tão pequenininha e feminina, entende mesmo de cerveja?’ são frequentes no nosso dia a dia, infelizmente”, conta.

    Engenheiros no mercado cervejeiro

    O CREA-ES (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo) ressaltou como o setor de bebidas abre mercado para engenheiros das diferentes áreas (de Produção, Alimentos, Química, bem como Bioquímica, Bioprocessos e Biotecnologia. Entenda como cada uma pode atuar no ramo cervejeiro.

    Engenharia de Produção: desenvolve e gera processos desde a cervejaria até a produção de equipamentos e insumos;

    Engenharia de Alimentos: atua na fabricação, no monitoramento da matéria-prima, bem como na embalagem e transporte;

    Engenharia Química: trabalha no processo de transformação;

    Engenharia Bioquímica: trabalha com processos fermentativos ou enzimáticos na linha de produção.

    Espaço para diversas áreas

    Além das áreas especialistas de cerveja citadas acima, o crescimento do mercado cervejeiro também abre espaço para outras áreas, que também são bastante importantes para o negócios, como o Marketing, Direito, Relações Públicas, Sustentabilidade, Administração e Tecnologia. 

    Independente do setor, é de suma importância que o profissional, em uma empresa do ramo, esteja familiarizado com esse mundo e a produção de cerveja. “Na área jurídica, por exemplo, precisamos de profissionais que estejam por dentro das leis e regulamentações do ramo e conheçam as limitações de anúncios para bebidas alcoólicas “, explica Luana Moraes, gerente de RH da Heineken.

      Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do Poliedro, que é recordista em aprovações na Medicina da USP Pinheiros.

      Continua após a publicidade
      Publicidade