logo-ge

Agronegócios e Agropecuária

O profissional de Agronegócio lida com aspectos administrativos, financeiros, econômicos e sociais envolvidos nos negócios do campo

Este bacharel trabalha no campo. Mas, diferentemente dos graduados em Agronomia, que atuam diretamente na melhoria da produção agrícola e pecuária, o profissional de Agronegócio lida com aspectos administrativos, financeiros, econômicos e sociais envolvidos nesse tipo de negócio. Gerencia propriedades rurais e empresas agropecuárias, definindo as estratégias de ação e os sistemas de produção, dimensionando a mão de obra e os insumos necessários a cada safra e verificando os custos.

Este profissional trabalha para tornar as criações e as lavouras um negócio econômico, social e ambientalmente sustentável. Cabe a ele, por exemplo, avaliar e gerenciar a viabilidade de alimentar os rebanhos com os recursos regionais, como cactos no Nordeste ou resíduos da produção de cana-de-açúcar no Sudeste. Pode ainda atuar na gestão pública implementando políticas de desenvolvimento agrícola e rural.

Sua responsabilidade se estende às atividades de logística e negociações com o mercado nacional e internacional. Dá para ingressar na carreira como tecnólogo e atuar num segmento específico da agropecuária, como cafeicultura, produção de grãos, horticultura e mecanização agrícola.

Fique de Olho

ENGENHARIA DE AGRONEGÓCIO E DESENVOLVIMENTO RURAL

A UFF, em Volta Redonda (RJ), oferece o curso de Engenharia de Agronegócio, que capacita o aluno a aplicar ferramentas da Engenharia de Produção em toda a cadeia produtiva do agronegócio. A Unila, em Foz do Iguaçu (PR), e a Uergs, em Santana do Livramento, têm o curso de Desenvolvimento Rural. O da primeira tem ênfase em Segurança Alimentar, enquanto o da segunda tem foco em Gestão Agroindustrial.

O que você pode fazer

Administração rural Coordenar, planejar e organizar propriedades rurais de pequeno, médio e grande portes, cuidando da gestão de pessoas, dos custos da produção e do contato com fornecedores e clientes.

Consultoria Prestar assessoria a órgãos públicos e privados na gestão do agronegócio, definindo estratégias de produção e estudos de aproveitamento do solo e dos alimentos.

Controle de qualidade Inspecionar e fiscalizar a qualidade da matéria-prima agrícola que sai das unidades produtivas e que serão usadas pela indústria de alimentos.

Cultivo e produção Cuidar de plantações e do manejo de animais em fazendas.

Desenvolvimento de produtos Desenvolver defensivos agrícolas, novas sementes, insumos e outros produtos que visem a otimizar a produção e diminuir custos.

Planejamento de produção Definir com o agrônomo os tipos e a forma de plantio da safra, os custos e o preço do produto.

Políticas públicas Criar, implementar e avaliar políticas públicas que visem ao desenvolvimento agrícola e rural de uma região.

Vendas Atuar em grandes indústrias vendendo equipamentos e insumos ao setor agropecuário.

Mercado de Trabalho

O agronegócio responde por grande parcela das exportações brasileiras e, apesar de o setor enfrentar desafios em infraestrutura, como problemas com transporte e armazenamento, as perspectivas são otimistas. A chegada ao Brasil de empresas e investimentos estrangeiros nos últimos anos mantém a área aquecida – nesse caso, a demanda recai sobre profissionais bem qualificados e, preferencialmente, que falem inglês.

Há oportunidades também em cooperativas e projetos sociais voltados ao pequeno agricultor. “O setor agrossilvopastoril, que reúne lavouras, vegetação nativa e pastagem num mesmo espaço, tem crescido e demandado profissionais”, conta o professor Carlos Antônio Moreira Leite, coordenador do curso da UFV, em Viçosa (MG). O uso da tecnologia na agricultura (agricultura de precisão) ganha importância e abre novas frentes de trabalho. Procura-se o gerente agrícola, responsável pela gestão das unidades de produção e que cuide de orçamentos, administração de pessoal e logística.

Há também oportunidades em processamento, beneficiamento, comercialização e assistência técnica. O graduado pode atuar, ainda, no governo, na área de promoção, fazendo análise de demanda de crédito. O Sudeste, o Sul e o Centro-Oeste concentram o maior número de vagas, mas novas fronteiras agrícolas (no Pará, Piauí, Maranhão e Bahia) estão cada vez mais atrativas.

Curso

O bacharelado é para quem gosta mais de atividades de gestão do que colocar a mão na terra, propriamente. O currículo inclui disciplinas técnicas e científicas, afinal o profissional tem de entender da produção agropecuária com a qual trabalha, mas o foco está na administração. Assim, estuda-se economia e finanças, contabilidade e noções de cálculo.

Sobre o mercado agropecuário, o aluno tem aulas de legislação, logística agroindustrial, gestão de propriedades rurais, políticas agrícolas, gestão ambiental e qualidade. A maioria das escolas exige estágio e trabalho de conclusão de curso.

Duração média: 4 anos.

Outros nomes: Agroind.; Agroneg.; Desenv. Rural e Gestão Agroind.; Desenv. Rural e Seg. Alimentar; Eng. de Agroneg.; Gestão do Agroneg.

 

Assim como os bacharelados, os cursos tecnológicos também têm foco em gestão do agronegócio. Alguns são genéricos e outros possuem um eixo específico, como cafeicultura, horticultura, produção de grãos e mecanização agrícola. A grade curricular básica traz disciplinas como física, química, matemática, biologia, contabilidade e finanças. Entre as matérias específicas da agropecuária estão práticas agronômicas, fertilidade do solo, fitopatologia, técnicas de irrigação e conservação do solo – tudo para melhorar a produtividade dos rebanhos (de bovinos, caprinos, ovinos, aves etc.) e das plantações.

Duração média: 3 anos.

Outros nomes: Agroind.; Agroneg.; Agropecuária; Cafeicultura; Gestão de Agroneg.; Gestão do Agroneg.; Gestão em Agroneg.; Horticultura; Mecanização em Agricultura de Precisão; Prod. Agrícola; Prod. de Grãos.

 

Assim como o bacharelado, os cursos tecnológicos têm foco em gestão do agronegócio, mas alguns possuem um eixo específico, como cafeicultura, horticultura, produção de grãos e mecanização agrícola. A grade curricular básica traz disciplinas como física, química, matemática, biologia, contabilidade e finanças. Entre as matérias específicas da agropecuária estão práticas agronômicas, fertilidade do solo, fitopatologia, técnicas de irrigação e conservação do solo e de pastagens – tudo para melhorar a produtividade dos rebanhos (de bovinos, caprinos, ovinos, aves etc.) e das plantações.

Duração média: 3 anos.

Outros nomes: Agroind.; Agropecuária; Cafeicultura; Gestão de Agroneg.; Horticultura; Mecanização em Agricultura de Precisão; Prod. Agrícola; Prod. de Grãos.

 

Legenda:

Estrelas da Avaliação do Guia do Estudante

★★★★★ - Excelente

★★★★ – Muito bom

★★★ - Bom

CPC – Conceito Preliminar de Curso ① ② ③ ④ ⑤ 

O CPC é o indicador do Ministério da Educação que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele está informado na ficha do curso para todas as graduações que tinham esse indicador disponível (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012). 

Cifrões – Referem-se às faixas de preço da mensalidade:

$ - Até 500,00 reais

$$ - De 500,01 a 750,00 reais

$$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

$$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

$$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

n/i - Valor não informado