logo-ge

Biotecnologia e Bioquímica

A Biotecnologia pode ser definida como a modificação dos processos biológicos para criação de novas tecnologias

A Biotecnologia pode ser definida como a modificação dos processos biológicos para criação de novas tecnologias, ou seja, qualquer tecnologia derivada das ciências biológicas. Há, basicamente, duas formações para atuar nessa carreira – o curso de Biotecnologia ou o de Bioquímica. O bacharel em Bioquímica (bioquímico) é o químico da vida. Ele é focado em compreender e usar tecnologicamente os processos químicos que ocorrem nos diferentes organismos vivos (por exemplo, processos fermentativos de produção de queijos e cervejas).

Além da biotecnologia, o bioquímico tem campos de atuação tradicionais, como as análises bioquímicas clínicas, toxicológicas e de alimentos, processos fermentativos industriais e análises de controle de qualidade. Já o bacharel em Biotecnologia (biotecnologista) dedica-se a entender e utilizar tecnologicamente a biologia em temas como melhoramento genético, biologia molecular, células tronco, alimentos transgênicos, inseminação in vitro etc.

O campo de atuação dos dois bacharéis é amplo: pesquisa, desenvolvimento, produção e controle de qualidade de novos produtos, como vacinas, medicamentos, cosméticos, alimentos, biocombustíveis e produtos veterinários e agrícolas, entre outros. É possível ingressar na carreira como tecnólogo em Biotecnologia.

 

Veja também

 

Fique de Olho

USP LESTE TERÁ CURSO DE BIOTECNOLOGIA EM 2018

A nova graduação, oferecida pela Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH), localizada no campus da USP na zona leste da cidade de São Paulo, terá 60 vagas – 18 com ingresso por meio do Sistema de Seleção Unifcada (Sisu) e 42 pelo vestibular da Fuvest. O curso formará um profssional multidisciplinar voltado para o desenvolvimento de inovações para a indústria, com ênfase nas áreas de saúde e agroindústria.

O que você pode fazer

Agropecuária Atuar na pesquisa, desenvolvimento, inovação, produção e controle de qualidade de novos medicamentos, vacinas e testes de diagnóstico, agroquímicos, melhoramento genético de plantas e animais.

Ensino e pesquisa Com pós-graduação, lecionar ou fazer pesquisa em uma universidade ou instituto de pesquisa.

Indústria Acompanhar os processos industriais que envolvem microrganismos ou enzimas na linha de produção de alimentos, bebidas, medicamentos, insumos para a agropecuária ou biocombustíveis.

Alimentos e bebidas Atuar no controle de qualidade, na pesquisa e no desenvolvimento de produtos em indústrias alimentícias. Pesquisar a composição química de alimentos.

Meio Ambiente Estudar e realizar processos de recuperação de solos e de rentabilidade e sustentabilidade das atividades agrícolas. Pesquisar a poluição e a contaminação do ar, da água e do solo por microrganismos.

Saúde Atuar na pesquisa, desenvolvimento, inovação, produção e controle de qualidade de novos medicamentos, vacinas, cosméticos, testes de diagnóstico.

Vendas Comercializar produtos químicos e bioquímicos, reagentes e equipamentos laboratoriais e industriais.

Gestão Comandar um laboratório de análises ou setores de projetos, inovações, patentes, transferência de tecnologia ou qualidade.

Mercado de Trabalho

Tanto bioquímicos quanto biotecnologistas têm um vasto campo de atuação em indústrias, laboratórios de análises, gestão e pesquisa científica, guardadas as diferenças de visões (viés químico para o bioquímico e viés biológico para o biotecnologista).

Atualmente, as melhores oportunidades para o bacharel em Bioquímica estão na bioquímica de alimentos e bromatologia, processos fermentativos industriais, controle de qualidade microbiológico e físico-químico, análises clínicas e diagnóstico molecular, análise e tratamento de águas e esgotos, biotecnologia, ingredientes para cosméticos, alimentos e fármacos, gestão (qualidade, laboratorial, projetos e inovações), vendas técnicas e marketing de produtos científicos e laboratoriais.

Já para os biotecnologistas, as melhores oportunidades estão relacionadas ao melhoramento genético animal e vegetal, reprodução animal in vitro, engenharia genética, biologia molecular, fermentações, nanobiotecnologia, células-tronco, alimentos transgênicos e testes de paternidade. Também é possível uma colocação em estabelecimentos que avaliam impactos ambientais e processos de despoluição e em órgãos de pesquisa, como a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Há um crescente número de contratações de ambos bacharéis em pequenas e médias indústrias em projetos de pesquisa e inovação, como descobrir um novo bioproduto ou melhorar um produto já existente, como um alimento ou cosmético.

Seguindo tendência mundial, outra área em alta no país é a bioeconomia, na qual usam-se recursos biológicos e técnicas modernas com foco em produção sustentável. O mercado é mais aquecido no Sul e Sudeste, devido à alta concentração de indústrias e multinacionais.

Curso

A graduação em Bioquímica tem forte carga de ciências químicas, exatas e tecnológicas. Entre os conteúdos estudados estão química orgânica, físico-química, bioquímica clínica e toxicológica, bioquímica de alimentos, bioquímica industrial e bioprocessos, processos fermentativos, fitoquímica e bioquímica ambiental.

Já a graduação em Biotecnologia tem forte carga de ciências biológicas, com destaque para biologia animal, biologia vegetal, ecologia e evolução, melhoramento genético e microbiologia. Na maioria das escolas, o estágio é obrigatório, e o aluno também tem de apresentar um trabalho de conclusão de curso.

Atenção: com diferentes nomes, algumas instituições oferecem engenharias nessa área (veja o verbete Engenharia Bioquímica, de Bioprocessos e Biotecnologia, na pág. 238).

Duração média: 4 a 5 anos.

Outros nomes: Bioquím.; Biotecnol. Ind.; Ciên. Biol. (biotecnol.)

 

Legenda:

Estrelas da Avaliação do Guia do Estudante

★★★★★ - Excelente

★★★★ – Muito bom

★★★ - Bom

CPC – Conceito Preliminar de Curso ① ② ③ ④ ⑤ 

O CPC é o indicador do Ministério da Educação que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele está informado na ficha do curso para todas as graduações que tinham esse indicador disponível (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012). 

Cifrões – Referem-se às faixas de preço da mensalidade:

$ - Até 500,00 reais

$$ - De 500,01 a 750,00 reais

$$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

$$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

$$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

n/i - Valor não informado