logo-ge

Química

O químico estuda a matéria, sua composição e suas propriedades

O químico estuda a matéria, sua composição e suas propriedades. Analisa substâncias e compostos, identifica suas características físico-químicas, como dureza ou toxicidade. Investiga como os compostos reagem às variações de pressão e temperatura, entre outros fatores.

Em indústrias químicas, pesquisa, por exemplo, novos materiais, supervisiona a produção e aplica testes de qualidade. Além disso, esse profissional elabora projetos de instalações industriais e faz a manutenção de equipamentos.

Fique de Olho

VÁRIAS OPÇÕES PARA QUÍMICA

Grande parte dos mais de 400 cursos de Química no país são licenciaturas. A maioria não tem habilitação. Entre os que têm enfoque específico, destacam-se os de Química industrial e Tecnológica. Outros são focados em um setor específico, como petróleo (UFRN) e ambiente (UFT, UFV-MG e Unesp Bauru e São José do Rio Preto).

A USP, em São Carlos, São Paulo e Ribeirão Preto, oferece as ênfases ambiental, tecnológica, alimentos, biotecnologia, forense, materiais, bioquímica e biologia molecular. A Unicamp tem licenciatura integrada em Química e Física (veja mais no verbete Física).

O que você pode fazer

Ensino Dar aulas nos ensinos Fundamental e Médio.

Química ambiental Realizar vistorias, perícias, avaliações e pareceres e organizar medidas de conservação ambiental. Desenvolver e acompanhar técnicas de tratamento de resíduos industriais. Monitorar e controlar riscos de contaminação.

Química de alimentos Atuar no controle de qualidade, na pesquisa e no desenvolvimento de produtos em indústrias alimentícias. Pesquisar a composição química de alimentos.

Gestão da Qualidade Desenvolver e aplicar sistemas e ferramentas para a gestão de qualidade e controle em Química.

Materiais Propor novos métodos de síntese e preparação de materiais para a engenharia e outros setores.

Pesquisa Trabalhar em universidades, institutos de pesquisa, indústria e órgãos do governo.

Química forense Realizar perícias e testes a partir de evidências, como impressão digital, para a resolução de crimes.

Química industrial e tecnológica Desenvolver produtos e tecnologias para a indústria relacionadas a composição, propriedades e transformações de substâncias.

Mercado de Trabalho

As áreas de atuação do químico são variadas: petroquímica, química fina, alimentos, papel e celulose, polímeros, fertilizantes, tintas, cosméticos, tratamento de água, esgoto e saneamento. Por ter um mercado amplo de atuação, ele encontra boas oportunidades de trabalho.

O setor de petróleo é um dos que demandam bacharéis, contratados para fazer o desenvolvimento de químicos usados nos processos de exploração de óleo e gás. Há boa procura por profissionais para a elaboração de laudos relativos a controle ambiental e de qualidade, de higiene sanitária e de análises clínicas. Outra possibilidade é atuar em marketing e vendas, conduzindo a negociação de produtos químicos. Um setor aquecido é o de pesquisa e desenvolvimento de biocombustíveis e de produtos químicos renováveis, como o plástico verde, obtido a partir do etanol.

As oportunidades estão nos polos petroquímicos de São Paulo, Bahia e Rio Grande do Sul e no polo químico de Suape (PE). Há carência de professores de ciências naturais em todo o país, o que aumenta a demanda pelo licenciado. Segundo o Censo Escolar 2016, do Inep, 60% dos professores de química no Ensino Médio têm formação adequada à disciplina. Mas as demais vagas são ocupadas por licenciados de outras áreas, por bacharéis em química ou por profissionais sem formação superior.

Curso

bacharelado dá formação generalista nas quatro grandes áreas da Química – orgânica, inorgânica, analítica e físico-química –, com aulas teóricas e em laboratório. A partir do terceiro ano, o aluno vê cinética química, química experimental, análise de solo e bioquímica.

Quem faz licenciatura cursa disciplinas pedagógicas.

Estágio e trabalho de conclusão são obrigatórios.

Duração média: 4 anos.

Outros nomes: Ciên. (quím.); Ciên. da Natureza (quím.); Quím. Amb.; Quím. com Atribuição Tecnol.; Quím. de Alim.; Quím. do Petr.; Quím. Forense; Quím. Ind.; Quím. Tecnol.; Quím. Tecnol. e Ind.; Quím./Fís. (quím.).

 

Legenda:

Estrelas da Avaliação do Guia do Estudante

★★★★★ - Excelente

★★★★ – Muito bom

★★★ - Bom

CPC – Conceito Preliminar de Curso ① ② ③ ④ ⑤ 

O CPC é o indicador do Ministério da Educação que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele está informado na ficha do curso para todas as graduações que tinham esse indicador disponível (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012). 

Cifrões – Referem-se às faixas de preço da mensalidade:

$ - Até 500,00 reais

$$ - De 500,01 a 750,00 reais

$$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

$$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

$$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

n/i - Valor não informado