logo-ge

Sistemas de Informação

Este bacharel administra o fluxo de informações que circulam por redes de computadores, dentro e fora de uma organização

Este bacharel administra o fluxo de informações que circulam por redes de computadores, dentro e fora de uma organização. Ele desenvolve o processamento, os sistemas de armazenamento e de recuperação de dados e disponibiliza esse material para usuários de redes, criando, adaptando e instalando programas para facilitar e organizar a consulta. Monta e gerencia banco de dados e desenha páginas de sites, funcionais e elegantes – tarefa que exige versatilidade e criatividade.

Pode atuar em qualquer tipo de empresa de quase todos os setores, de bancos e organizações de saúde a empresas públicas e de comércio eletrônico. Conhecer inglês é mais do que essencial.

É possível ingressar na carreira como tecnólogo. Há uma grande variedade de cursos superiores de tecnologia nessa área. E vários deles, apesar de apresentar grades curriculares muito semelhantes, enfatizam determinados segmentos de atuação, como banco de dados ou internet.

 

 

Veja também

Fique de Olho

ÊNFASE EM COMUNICAÇÃO E GESTÃO

O Instituto Infnet (RJ) oferece Sistemas de Informação com ênfase em negócios e gestão, e a ESPM-SP tem ênfase em comunicação e gestão. Na ESPM-SP, o estudante pode optar por disciplinas eletivas de três áreas: gestão de games, desenvolvimento de aplicativos web e mobile e digital business intelligence (análises e estratégias para negócios digitais).

O que você pode fazer

Desenvolvimento de softwares Projetar e desenvolver sistemas, bem como tratar da funcionalidade de sites.

Ensino Lecionar em escolas de ensinos Fundamental, Médio e técnico. Para ensinar em faculdades, é preciso ter pós-graduação.

Fluxo de informação Modernizar e agilizar o processo de comunicação de uma empresa, criando, adaptando e instalando programas.

Gerência de projetos Fazer a interligação entre a administração da empresa e a área de computação.

Logística Desenvolver softwares para planejar e administrar rotas, sistemas de armazenagem e o tempo de entrega de produtos.

Marketing e vendas Gerenciar a comercialização de equipamentos, periféricos e softwares.

Modelagem Construir modelos matemáticos que simulem situações reais, com a finalidade de antever e prevenir a ocorrência de problemas.

Suporte técnico Fazer a manutenção de sistemas, de banco de dados e de redes de computadores.

Mercado de Trabalho

O governo federal, por meio do Programa Brasil Inteligente, quer levar o acesso à banda larga de alta velocidade para 95% da população. O programa ainda prevê aumentar de 53% para 75% o número de municípios cobertos com redes de fibra óptica. Isso aquece o mercado de trabalho para esse profissional, que tem como empregadores tradicionais empresas de tecnologia da informação (TI).

Eles são contratados para desenvolver softwares para plataformas móveis e fazer a correção e atualização de dados. Pode também gerir a infraestrutura de TI de uma empresa. Uma das áreas mais aquecidas é a de big data, voltada ao levantamento do perfil de um público-alvo a partir de informações publicadas na internet. Nesse segmento, há chances em empresas de qualquer ramo, de telefonia até cosméticos.

Companhias de setores variados que trabalham com redes de computadores e bancos de dados, como editoras, companhias de telecomunicações, lojas de varejo e instituições financeiras, oferecem boas oportunidades para o bacharel.

Ele também pode abrir seu próprio negócio oferecendo serviços para pequenas e médias empresas, seja fazendo suporte técnico ou desenvolvendo um software específico.

Atuar em equipes de growth hacking, que analisam o comportamento do consumidor, é outra área em alta e que deve demandar profissionais nos próximos anos.

O bacharel cuida dos programas para aplicar os experimentos e faz a análise de dados para suportar as decisões do departamento de marketing. Um dos segmentos que mais se fortalece é o de educação a distância.

A maior demanda está nos grandes centros, que concentram os maiores desenvolvedores de software. No entanto, aí está também o mercado mais concorrido. Fora das grandes capitais, há chances de empregabilidade em polos industriais e em cidades de médio porte.

Curso

Cálculos acompanham o estudante durante todo o curso. Entre outras disciplinas, ele estuda matemática, cálculo diferencial e algoritmos. Na parte específica, há linguagem de programação, bancos de dados, engenharia de software, arquitetura e redes de computadores, segurança da informação e inteligência artificial. Estágio e projeto de conclusão de curso são obrigatórios.

Atenção: algumas escolas focam os aspectos administrativos da profissão, enquanto outras dão ênfase às disciplinas de computação. A Uenp (PR) possui bacharelado e licenciatura na área. A UFSC, em Araranguá (SC), tem o curso de Tecnologias da Informação e Comunicação, com ênfase em sistemas de informação, negócios ou aspectos ligados à educação e cultura. O Instituto Infnet (RJ) e a ESPM ofertam cursos específicos.

Duração média: 4 anos.

Outros nomes: Inform.; TI e Comun.

 

Legenda:

Estrelas da Avaliação do Guia do Estudante

★★★★★ - Excelente

★★★★ – Muito bom

★★★ - Bom

CPC – Conceito Preliminar de Curso ① ② ③ ④ ⑤ 

O CPC é o indicador do Ministério da Educação que mede a qualidade dos cursos. Ele varia de 1 (menor valor) a 5 (maior valor). Ele está informado na ficha do curso para todas as graduações que tinham esse indicador disponível (fonte: site do Inep, anos 2014, 2013 e 2012). 

Cifrões – Referem-se às faixas de preço da mensalidade:

$ - Até 500,00 reais

$$ - De 500,01 a 750,00 reais

$$$ - De 750,01 reais a 1.000,00 reais

$$$$ - De 1.000,01 a 1.500,00 reais

$$$$$ - Acima de 1.500,01 reais

n/i - Valor não informado