Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

4 motivos para não deixar sua redação para o final da prova

Além do nervosismo, o tempo pode atrapalhar o desenvolvimento do seu texto

Por Julia Di Spagna Atualizado em 23 dez 2020, 15h49 - Publicado em 27 dez 2020, 06h00

Ao longo de um ano de estudos, cada vestibulando deve definir a sua estratégia de prova. É importante entender seus pontos fortes e fracos, seu perfil e conhecer diferentes métodos para ver a qual você se adapta melhor. Por isso, já reunimos no GUIA diferentes orientações para o melhor resultado, inclusive qual a estratégia mais indicada por professores para se dar bem na redação do Enem.

Segundo especialistas, o ideal é dividir as etapas durante o tempo de prova: começar com a leitura da coletânea, esboçar algumas ideias e partir para as questões. Dessa forma, é possível deixar o estresse inicial diminuir, lembrar de referências do seu repertório e até se inspirar com textos dos enunciados. Depois de algumas questões resolvidas, tente começar o rascunho e passe a limpo apenas no final.

“Esse distanciamento permite enxergar problemas de linguagem na hora de passar o texto para a folha oficial, além de alterações para melhorar o conteúdo, a clareza e o estilo”, explica Wellington Borges Costa, coordenador de redação do Curso Etapa.

Tudo no final da prova 

Deixar a redação para o final pode parecer uma boa estratégia. Afinal, todas as questões estarão resolvidas e você poderá se dedicar integralmente ao texto. O problema é que, se você se atrasar com as questões, terá pouco tempo para fazer um bom desenvolvimento do texto. Além disso, não conseguirá se distanciar um pouco para enxergar possíveis erros ou analisar seu repertório.

  • “Deixar a redação para o final da prova sem ter treinado este tipo de estratégia ao longo do ano é, de fato, um erro. Só funcionará se o candidato tiver treinado demasiadamente ao longo do ano e claro, se tiver obtido bons resultados com o treino”, explica Alfredo Terra Neto, orientador educacional da Oficina do Estudante. Ele ressalta que o peso da redação na maioria dos vestibulares é muito alto e no Enem pode chegar a 50% do valor total da prova.

    Como o risco é muito alto, separamos quatro motivos pelos quais você não deve deixar a redação para o final da prova. Confira:

    • Não conseguir terminar a redação e tirar zero (inviabilizando a aprovação);
    • Não conseguir o tempo necessário para desenvolver uma boa ideia e, pressionado pelo tempo, perder ainda mais a inspiração e a criatividade, tão necessárias nesse momento;
    • Desgastar-se muito na realização da prova e não conseguir energia para a redação;
    • Não conseguir elaborar um projeto de texto ou rascunho devido a falta de tempo e, com isso, comprometer a qualidade do resultado.

    Prepare-se para o Enem sem sair de casa. Assine o Curso Enem do GUIA DO ESTUDANTE e tenha acesso a centenas de videoaulas com professores do Poliedro, que é recordista em aprovações na Medicina da USP Pinheiros.

    Continua após a publicidade
    Publicidade