Clique e Assine a partir de R$ 20,90/mês

Ciências sem Fronteiras abre inscrições para bolsas no exterior

Prazo para enviar pedidos termina em 14 de setembro

Por da redação Atualizado em 22 ago 2017, 16h52 - Publicado em 6 ago 2012, 13h09

O Ministério da Educação receberá inscrições para o programa Ciências sem Fronteiras até 14 de setembro. O estudante pode escolher entre universidades de sete países, na modalidade de graduação sanduíche, em que parte do estudo é feita no Brasil e parte no exterior. Fazem parte da parceria instituições de ensino superior da Austrália, Alemanha, Canadá, Coreia do Sul, Estados Unidos, Holanda e Reino Unido.

Somente para os Estados Unidos e Alemanha serão distribuídas 5.500 bolsas da Capes na modalidade sanduíche, que permite ao estudante fazer um ano do seu curso fora do país com aproveitamento dos créditos. A meta do programa é oferecer 101 mil bolsas de graduação e pós-graduação até 2015. Para este ano, a previsão é a concessão de 20 mil bolsas.

Fique ligado!

Para estudar fora, você provavelmente vai precisar comprovar a sua proficiência na língua em que fará o curso. O Guia do Estudante tem uma plataforma para te ajudar a tirar o certificado de Inglês! Conheça clicando aqui.

Para participar

O candidato deverá estar matriculado em curso de nível superior em uma das áreas prioritárias do programa, ter cursado no mínimo 20% e no máximo 90% do currículo previsto para o seu curso e se comprometer a permanecer no Brasil pelo dobro de tempo que permanecer no exterior para a realização da graduação. Além disso é preciso ter nacionalidade brasileira e apresentar o teste de proficiência na língua do país de destino.

Confira as áreas prioritárias do Ciências sem Fronteiras:

  • Engenharias e demais áreas tecnológicas;
  • Ciências Exatas e da Terra;
  • Biologia, Ciências Biomédicas e da Saúde;
  • Computação e Tecnologias da Informação;
  • Tecnologia Aeroespacial;
  • Fármacos;
  • Produção Agrícola Sustentável;
  • Petróleo, Gás e Carvão Mineral;
  • Energias Renováveis;
  • Tecnologia Mineral;
  • Biotecnologia;
  • Nanotecnologia e Novos Materiais;
  • Tecnologias de Prevenção e Mitigação de Desastres Naturais;
  • Biodiversidade e Bioprospecção;
  • Ciências do Mar;
  • Indústria Criativa;
  • Novas Tecnologias de Engenharia Construtiva;
  • Formação de Tecnólogos.

O Ciência sem Fronteiras é uma iniciativa do Governo Federal, por meio dos ministérios da Educação e da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e suas instituições de fomento – Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Mais informações nas chamadas para cada país e na Cartilha com Informações de Apoio ao Estudante no Exterior.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade