logo-ge

Dicas para mandar bem na segunda fase da Unesp

Saiba o que esperar da prova e das questões e algumas dicas para os dias de exame

A segunda fase do vestibular de meio de ano 2018 da Universidade Estadual Paulista (Unesp) acontece neste sábado (9) e domingo (10) para os estudantes que concorrem a  360 vagas em 9 opções de cursos da instituição. Os candidatos podem consultar o local onde farão a prova no site da Vunesp.

Para que os dias de prova aconteçam da melhor forma possível, é importante que você saiba exatamente o que esperar do exame e esteja preparado para o estilo de questões. Também é fundamental pegar leve nos estudos, cuidar da alimentação e do descanso. Veja algumas dicas elaboradas pelo GE em parceria com os professores do cursinho COC São Bernardo.

Como é a prova

O primeiro dia é composto de 24 questões dissertativas, sendo 12 de Ciências Humanas (elementos de História, Geografia, Filosofia e Sociologia) e 12 de Ciências da Natureza e Matemática (elementos de Biologia, Química, Física e Matemática), o que dá em torno de 2 a 3 questões por disciplina. Já no segundo dia são 12 questões de Linguagens e Códigos (elementos de Língua Portuguesa e Literatura, Língua Inglesa, Educação Física e Arte), mais uma redação. Na Unesp não há prova específica de acordo com o curso, o que significa que a prova é a mesma para todos os candidatos independentemente do que vão prestar.

As questões de conhecimentos gerais são de um grau de complexidade mediano, ou seja, não são tão fáceis, mas também não requerem um conhecimento profundo de cada tema abordado. As questões de português, além de interpretação, também pedem conhecimento de análise sintática, concordâncias e tempos verbais. Já a redação, como no Enem, costuma envolver temas atuais”, explica o professor Wanderley Damatta.

Segundo ele, o mais importante é saber os conceitos fundamentais de cada disciplina, combinados a uma capacidade boa de interpretação de texto. “Entre as habilidades cobradas destacam-se a análise de imagens, gráficos, mapas, estruturas geológicas, fórmulas químicas”, diz Damatta.

Para quem também vai prestar a Unicamp ou a Fuvest no fim do ano, é importante destacar que a prova da Unesp se assemelha mais à da Unicamp, apesar de ter um grau de dificuldade menor em relação a esta. Para treinar de última hora, é recomendado rever as questões de provas anteriores – e, também, da segunda fase da Unifesp, que é elaborada pela mesma instituição (a Fundação para o Vestibular da Unesp).

A redação

A redação da Unesp é do tipo dissertativo-argumentativo, o mesmo do Enem e da maioria dos vestibulares pelo país. Isso significa que o candidato deve falar sobre o tema proposto apresentando com argumentos que validem sua tese, tendo como apoio a coletânea de textos auxiliares disponibilizada na prova.

Critérios de correção da banca da Unesp

De acordo com a professora Márcia Toledo, que ensina técnicas de redação no COC, são três critérios utilizados pela banca examinadora para avaliar os textos.

1) Adequação ao tema: Desenvolver a questão proposta, fazendo uma análise coerente com a realidade, aprofundando sua reflexão e apresentando seu ponto de vista de forma clara e objetiva. Para isso, é importante utilizar recursos para tornar o texto realmente convincente: os argumentos.

2) Coerência e adequação ao gênero dissertativo: Expor uma tese ou ponto de vista de forma clara; desenvolver argumentos pertinentes, voltados a analisar o tema e, principalmente, sustentar a tese inicialmente apresentada. Por fim, elaborar uma conclusão coerente com os argumentos desenvolvidos.

3) Expressão: Utilizar a linguagem padrão, estar atento à ortografia e especialmente aos mecanismos de coesão, como bom uso das conjunções, concordância, pontuação, relação entre os períodos, entre os parágrafos e uma correta escolha do vocabulário.

Para fazer uma boa redação, a professora recomenda leitura atenta da coletânea: “Procure elaborar uma análise e uma opinião pessoal sobre os textos. Se necessário, pode fazer algumas anotações de ideias ou palavras chave no espaço para rascunho”. Delimitado o tema e sua tese sobre o assunto, vale ficar atento à estrutura dissertativa: “apresentar a tese, formular argumentos e relacioná-los de forma lógica e clara, com coerência entre as partes do texto e coerência com a realidade. E nada de gírias, linguagem informal ou clichês”, explica Márcia Toledo.

Recomendações gerais

Se você ainda não foi visitar o local de prova, faça-o esta sexta-feira. É importante também já tomar decisões como qual meio de transporte usar, que roupa vestir (considerando a previsão do tempo e possíveis imprevistos), qual comida levar (esqueça o chocolate!). É importante lembrar, também, que a prova tem início às 14h, com 4h de duração, e abertura dos portões às 13h.

Na véspera da prova

  • Separe o material que vai levar para o vestibular. A Unesp pede que o candidato leve um documento de identidade, uma caneta esferográfica (azul ou preta), lápis nº 2, borracha, apontador e uma régua transparente. Separe dois de cada, para evitar contratempos.
  • Não coma nada que não está acostumado, nunca se sabe se pode dar alergia ou indigestão. Também nada de abusar nas frituras e comidas muito gordurosas.
  • Antecipe possíveis problemas que possam ocorrer no dia da prova, como trânsito na região, para não correr o risco de chegar atrasado.
  • Durma cedo! Nada de balada, hein? Deixe para depois das provas.

No dia da prova

  • Nada de abusar no café-da-manhã ou no almoço. Fuja também das gorduras e frituras. Uma massa com molho de tomate e uma carne leve, como frango, são uma boa pedida.
  • Separe um lanche leve, como uma barra de cereal, e não se esqueça de levar também uma garrafa de água.
  • Dê uma conferida na previsão de tempo! Você não vai querer passar quatro horas dentro de uma sala num dia de muito sol com calça e blusa de lã, não é mesmo? Também não vai ser fácil ir de regata e bermuda e passar frio durante todo o exame.
  • Aproveite para conferir se vai chover. Se for percorrer algum trecho a pé da sua casa até o local do exame, fique atento para não chegar ensopado. E você pode calcular como estará o trânsito. Quando chove, tudo fica mais lerdo: carro, ônibus, metrô.
  • Saia de casa cedo! Nada pior do que se preparar por um ano ou mais para uma prova e, no grande dia, não fazê-la porque bateu com a cara na porta! A Unesp recomenda que o estudante chegue com pelo menos uma hora de antecedência, ou seja, às 13h (os portões fecham às 14h).

*Consultoria: Pré-vestibular COC São Bernardo

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Rodolfo Araújo

    Muito obrigado pelas dicas equipe GE

    Curtir