Clique e Assine o Passei! a partir de R$ 9,90/mês

Em meio a ameaças de cortes de recursos, federais se destacam no Enade

O MEC divulgou, nesta terça-feira (20), os resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes 2019

Por Juliana Morales 20 out 2020, 13h18

O MEC divulgou, nesta terça-feira (20), os resultados do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) 2019. Os números seguem a tendência dos últimos anos: federais conseguiram mais notas máximas e os baixos resultados se concentram principalmente nas faculdades particulares. Em relação às modalidades de ensino, cursos presenciais saem na frente dos remotos.

Dos 8.368 cursos avaliados, 510 atingiram a pontuação 5, que é a maior nota. Entre esses cursos com melhor desempenho, 67% são de universidades federais, enquanto as universidades privadas, com ou sem fins lucrativos, são 18%. As estaduais correspondem a 14,5%, e as municipais, 0,5%.

Considerando o número de instituições com cursos avaliados em cada rede, a diferença no desempenho fica ainda mais evidente. Das 1.426 instituições federais, 23,9% receberam conceito 5. Na rede privada, das 6.360 universidades, apenas 1,4% obtiveram a avaliação máxima.

Como mostra reportagem do G1, apesar dos resultados superiores das federais, que correspondem a quase 70% das notas máximas da avaliação, elas são alvos de corte do governo. O planejamento é tirar R$ 994,6 milhões do total de recursos destinados às universidades e institutos federais de ensino.

Isso significa uma perda de 17,5% nas despesas discricionárias, como o pagamento de água, luz, obras, e até programas de assistência estudantil. O orçamento pode passar por alterações e ainda precisa ser aprovado no Congresso.

Continua após a publicidade

Em relação às modalidades de ensino, os cursos presenciais mostram desempenho superior: 27% deles alcançaram notas maiores (entre 4 e 5) na avaliação. Nos cursos a distância o número de pontuação máxima é de 16,7%. Além disso, 51,3% dos cursos de EAD tiveram os conceitos 1 e 2. Ou seja, mais da metade deles foram avaliados como insatisfatórios. 

O que é o Enade e como funciona

O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) é uma avaliação aplicada pelo Inep aos alunos do último ano das faculdades para medir a qualidade dos cursos de graduação, tanto na rede pública como privada. Ele integra o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes).

A prova do Enade é composto de 40 questões, sendo 10 de formação geral, que cobram aspectos da formação profissional. E as outras 30 são específicas de acordo com o curso no qual o aluno está se formando.

Em cada ano um grupo é avaliado. Confira os cursos de bacharelado e tecnologia que foram avaliados em 2019 neste link

 

Continua após a publicidade

Publicidade